Conheça as universidades em que os ganhadores do Prêmio Nobel estudaram

prêmio nobel

Por trás das mentes brilhantes que levam o prêmio Nobel a cada ano, estão formações acadêmicas variadas. Há quem venha de instituições da Ivy League, ou ainda de liberal arts colleges nos Estados Unidos. Para conhecer melhor os estudiosos laureados este ano, confira os detalhes de suas formações acadêmicas.

Prêmio Nobel de Física – Rainer Weiss, Barry C. Barish and Kip S. Thorne

O trio de pesquisadores levou o prêmio na categoria de Física depois de descobriu as ondas gravitacionais, um fenômeno já previsto por Einstein. O físico Rainer Weiss tem origem alemã e se refugiou nos Estados Unidos junto à família durante o período do nazismo. Ele cursou a graduação no Massachussetts Institute of Technology (MIT), assim como o doutorado — e hoje é professor emérito da instituição.

Já o americano Barry Barish estudou Física na Universidade da Califórnia, Berkeley e conseguiu por lá o PhD em física experimental de altas energias. Barish também é professor emérito de Física no Caltech, o California Institute of Technology. O americano Kip  Thorne formou-se em Física no Caltech e concluiu o doutorado na Universidade Princeton. Recentemente, Thorne assumiu funções que vão muito além das aulas de física, e ficou responsável pelo setor de “fidelidade científica” do filme Interestelar.

Prêmio Nobel de Química – Jacques Dubochet, Joachim Frank and Richard Henderson

O prêmio, dividido entre três pesquisadores de nacionalidades diferentes, reconheceu a importância da técnica de “criomicroscopia eletrônica”, que permite observar biomoléculas. O biofísico Jacques Dubochet, um dos nomes por trás da descoberta em bioquímica, formou-se na Escola Politécnica Federal de Lausanne, conhecida como a melhor universidade “jovem” do mundo. Ele concluiu o mestrado e o PhD na Universidade de Geneva, também na suíça. Em seu currículo de apenas 240 palavras no site do Nobel, Dubochet comenta sobre a própria dislexia, que possibilitou a ele “ser ruim em tudo… e entender aqueles que tinham dificuldades”.

Por sua vez, o alemão Joachim Frank iniciou sua formação em Física na Universidade de Freiburg e fez o doutorado na Universidade Técnica de Munique. O terceiro membro do time, o escocês Richard Henderson começou sua formação na Universidade de Edimburgo, na Escócia. Ele concluiu seu doutorado na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e logo começou a trabalhar no Laboratório de Biologia Molecular da instituição.

Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina – Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash and Michael W. Young

Foi o estudo dos mecanismos moleculares por trás do relógio biológico que levou o prêmio na categoria. Os três pesquisadores são americanos e investigaram os chamados “ritmos circadianos”, que permitem às células do corpo ter um comportamento variado de acordo com a hora do dia. Nascido em Nova York, Jeffrey Hall iniciou os estudos em Biologia no Amherst College, um liberal arts college, e avançou para a Universidade de Washington em Seattle no mestrado e no PhD.

O também americano, nascido no Kansas, Michael Rosbash começou a estudar biologia na graduação, no  California Institute of Technology (Caltech). Rosbach recebeu uma bolsa Fulbright para estudar em Paris, antes de obter seu doutorado no MIT. Vindo de Miami, Michael Young estudou durante a graduação e o PhD na Universidade do Texas – Austin. No pós-doutorado, Young seguiu para a Escola de Medicina de Stanford, interessado em genética molecular.

Prêmio Nobel de Literatura – Kazuo Ishiguro

No site oficial da premiação, o trabalho de Ishiguro é descrito como alguém que “descobriu o abismo sob nosso ilusório senso de conexão com o mundo”. Ele nasceu em Nagasaki, no Japão, mas se mudou junto com a família para o Reino Unido aos cinco anos de idade. Ele iniciou sua formação acadêmica na Universidade de Kent e cursou o mestrado na University of East Anglia, também no Reino Unido.

Prêmio Nobel de Economia –  Richard H. Thaler

O prêmio homenageou as contribuições à economia comportamental, que analisa os fatores por trás da tomada de decisões, tanto de indivíduos quanto de instituições. Nascido em Nova Jersey, Richard Thaler cursou a graduação na Case Western Reserve University. No mestrado e no PhD, estudou na Universidade de Rochester, ao norte de Nova York.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: