Um projeto: Fundação Estudar

Universidades

Perfis, curiosidades e oportunidades das melhores universidades do mundo

25.11.15

Princeton: conheça a universidade onde Albert Einstein deu aulas

Rohit Hirway / Wikimedia Commons

Universidade norte-americana está entre as 10 melhores do mundo. Fundada em 1746, é a 4ª mais antiga dos EUA. Conheça sua história!

Fundada em 1746 como College of New Jersey, a Universidade Princeton é a quarta mais antiga dos Estados Unidos. Antes de fincar raízes na cidade que lhe deu o nome, em 1756, a instituição passou um ano em Elizabeth e outros nove em Newark até enfim se estabelecer no Nassau Hall em um terreno doado por Nathaniel Fitz Randolph, membro de uma tradicional família da região. Em 1896, quando as ofertas do programa aumentaram, a então faculdade ganhou status de universidade. Quatro anos depois, criou seu programa de pós-graduação.

O lema da universidade é educar para que seus alunos sirvam à nação. Como resultado, de suas salas saíram dois presidentes dos EUA, Woodrow Wilson (vencedor do Nobel da Paz de 1919) e James Madison, além de 44 governadores e centenas de legisladores estaduais. A Câmara dos Deputados, por exemplo, passou a receber um aluno de Princeton a cada ano desde 1789.

Princeton mantém-se entre as dez melhores universidades do mundo. No Academic Ranking of World Universities 2015 ocupa a 6ª posição; já no ranking da publicação britânica Times Higher Education (THE), aparece em 7º.

Hoje,  a instituição soma cerca 7.800 alunos (5.200 na graduação e 2.600 na pós), sendo 12% deles estrangeiros. Os estudantes são incentivados a se matricular em disciplinas variadas pelos primeiros dois anos antes de escolher um curso, e podem optar tanto pelo Bachelor of Arts (AB) como pelo Bachelor of Science in Engineering (BSE).

Estudar em Princeton custa cerca de US$ 45 mil dólares por ano (dados de 2015) apenas de mensalidade, sem incluir os gastos com moradia e alimentação. A universidade também aplica a política de need blind para todos os candidatos. Isto é, os alunos são aceitos independentemente se podem ou não pagar as mensalidades. Em geral, àqueles que não têm condições de arcar com os custos, recebem bolsas de estudo. Cerca de 60% dos alunos da graduação recebem bolsas de estudos anuais de, em média, US$ 48 mil.

Célebre pelo corpo de pesquisa, nos anos 1950 Princeton chegou a ter o físico alemão Albert Einstein como professor. Ele lecionava no Instituto de Estudos Avançados, alojado em um de seus 180 prédios (10 deles formam um complexo de bibliotecas com 14 milhões de itens).

Entre os muitos grandes intelectuais que já passaram por seus corredores estão 38 vencedores do Nobel, incluindo John F. Nash, o matemático que inspirou o filme “Uma Mente Brilhante”; Daniel Kahneman, Paul Krugman, Mario Vargas Llosa e Angus Deaton, vencedor do Nobel de Economia de 2015.

Famosos que estudaram em Princeton:
> Charles Conrad, astronauta e terceiro homem a andar na Lua;
> Eric Schmidt, presidente do Google;
> Jeff Bezos, fundador da Amazon;
> F. Scott Fitzgerald, autor de “O Grande Gatsby”;
> Michelle Obama, primeira-dama americana;

Acesse o site de Princeton
Veja os cursos oferecidos pela instituição

*Reportagem publicada em 29/10/2013 e atualizada em 25/11/2015

Leia também:
Veja quais são as universidades mais admiradas por empregadores
Guia online e gratuito sobr epós-graduação no exterior
11 guias online e gratuitos para quem quer estudar fora do Brasil

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas