Um projeto: Fundação Estudar

Universidades

Perfis, curiosidades e oportunidades das melhores universidades do mundo

15.10.13

University of California, Berkeley

University of California, Berkeley

Conheça a University of California, Berkeley, onde foi descoberto o vírus da gripe e onde a primeira lei americana de divórcio foi escrita

A universidade nasceu da ideia de trabalhadores americanos que buscavam fortuna com o ouro da região. Ainda em meados do século 19, a ideia deles era criar uma universidade que contribuísse mais do que o ouro da Califórnia “para a glória e felicidade de futuras gerações”. Em 1869, a University of California Berkley (também conhecida como UC Berkeley ou apenas Berkeley) abriu as portas depois da fusão de duas instituições: a College of California, em Oakland, ao sul de Berkeley, e a Agricultural, Mining, and Mechanical Arts College.

Ao longo dos anos, a UC Berkeley se tornou referência em projetos de inovação social e de economia –lá foram descobertos o vírus da gripe e a vitamina, e a primeira lei americana de divórcio foi escrita nas salas da instituição. Em 2008, a Association of Research Libraries (Associação de Bibliotecas de Pesquisa) classificou a biblioteca de Berkeley como a número 1 em pesquisa nos Estados Unidos. A biblioteca tem mais de 10 milhões de livros, 90 mil publicações em série, 410 mil mapas, 109 mil documentos governamentais, 60 mil arquivos de áudio e 6.350 vídeos.

Berkeley nos principais rankings (2013)

3° lugar no Academic Ranking of World Universities
8° lugar no o Times Higher Education World University Rankings
25° lugar no QS World University Rankings

Principais prêmios
22 Nobel

Cursos
A universidade oferece mais de 7.000 cursos em 350 programas de formação. Atualmente os mais procurados são Engenheria Elétrica e Ciências da Computação, Ciências Políticas, Biologia Celular e Molecular e Ciências do Meio Ambiente. É a faculdade americana que mais forma PhDs por ano.

– Veja a lista de cursos de graduação e pós-graduação.

Tamanho
36.142 alunos (25.885 na graduação e 10.257 na pós)

O processo seletivo
A admissão – para graduação e para cursos de pós – é a clássica das universidades americanas. As inscrições são feitas na página da universidade. Os requisitos podem variar de acordo com o curso, portanto vale verificar diretamente a página do seu interesse.

– Acesse a página de admissão para graduação

– Acesse a página de admissão para pós-graduação

Bolsas de estudo
Para estudantes estrangeiros, Berkeley recomenda buscar ajuda com instituições privadas que oferecem bolsas de estudo (clique aqui para ver as indicações). As despesas para a graduação na instituição chegam a US$ 55 mil, que inclui taxas, material, transporte, seguro saúde, despesas pessoais e moradia. Para os cursos de pós, o custo de vida chega até a US$ 52 mil. Em 2011, a receita de Berkeley somou US$ 2,4 bilhões. O Estado da Califórnia é responsável por 25% do orçamento universitário — a maior parcela entre os oito tipos de fundos de financiamento da instituição.

Curiosidades

– Em 1943, em plena Segunda Guerra Mundial, a universidade dirigiu as operações do laboratório do governo Americano em Los Alamos, no Novo México, incorporando o trabalho do time de Berkeley para desenvolver a bomba atômica. O laboratório era dirigido pelo professor de física J. Robert Oppenheimer.

– John Gofman, professor de medicina, e seus então doutorandos Frank Lindgren e Alex Nichols, descobriram as lipoproteínas LDL e HDL, respectivamente conhecidas como mau e o bom colesterol. Os estudos, que aconteceram entre 1947 e 1955, permitiram a criação de dietas específicas para evitar danos ao coração.

Conheça pessoas que estudaram em Berkeley
Steve Wozniak, co-fundador da Apple;
Eric Schmidt, CEO do Google;
Andrew Grove, co-fundador da Intel.

 

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas