Um projeto: Fundação Estudar

Universidades

Perfis, curiosidades e oportunidades das melhores universidades do mundo

24.12.15

Cambridge: a universidade de Isaac Newton e Charles Darwin

Cambridge: a universidade de Isaac Newton e Charles Darwin

A 2ª universidade mais velha da Inglaterra é conhecida por ter ex-alunos e professores que causaram verdadeiras revoluções na ciência e na filosofia!

A Universidade de Cambridge é a segunda mais antiga em língua inglesa do mundo, atrás de Oxford. Sua fundação remonta ao ano de 1209 quando alguns acadêmicos de Oxford se desentenderam com os nativos e acabaram, então, indo para Cambridge e fundando uma nova instituição.

Algumas décadas depois, entre badernas estudantis e preços altos por comida e hospedagem, o Rei Henrique III da Inglaterra decidiu-se pelos alunos e professores. Com a proteção real, a Universidade de Cambridge logo organizou-se dentro do padrão de ensino da elite da época. Aos poucos, vieram os prédios e residências que formam o campus.

Hoje são mais de 18.000 alunos, sendo cerca de 11.800 na graduação e outros 7.000 na pós, incluindo 1.300 estudantes internacionais de 65 países. Renomada desde sua criação e tida como a 4ª melhor universidade do mundo pela Times Higher Education, Cambridge é organizada em 31 faculdades e 150 departamentos, e tem uma taxa de aceitação de 20.8%. Fazer um curso de graduação por lá custa entre £ 15.000 e £ 38.000, fora os custos de vida.

No entanto, a fim de atrair os melhores talentos, a universidade conta com uma série de programas de bolsas e incentivos a estudantes estrangeiros, cada um deles com procedimentos e políticas próprias de seleção (saiba mais aqui).

Grandes nomes da história – Uma peça-chave na história de Cambridge foi o professor John Fisher. Conselheiro da mãe do Rei Henrique VII, Lady Margaret, ele inspirou o estabelecimento a criar os primeiros postos catedráticos em homenagem a doadores. Também atraiu diversos acadêmicos, como Erasmus de Roterdã, que expandiram os horizontes de ensino e ajudaram a criar debates sobre a reforma da Igreja na Inglaterra.

O monarca seguinte, Henrique VIII, deu o exemplo e selecionou cinco cátedras em Cambridge, como Teologia e Direito Civil. A interferência real no funcionamento da universidade continuou até o século XVIII.

A universidade tem 92 ganhadores do prêmio Nobel entre seus ex-alunos, professores e pesquisadores, e é conhecida por ter abrigado os maiores pensadores da história. Ao longo de 800 anos, alguns estudiosos que passaram por lá causaram verdadeiras revoluções na ciência, como Isaac Newton (um dos maiores gênios da física), Charles Darwin (pai da teoria da evolução das espécies), Francis Bacon (criador do método científico), Alan Turing (formulador da teoria da computação) e Ian Wilmut (responsável pela primeira clonagem de mamíferos, a da ovelha Dolly).

Um caso à parte é a rivalidade de séculos entre Cambridge e Oxford, que hoje se dá principalmente no esporte. As regatas e partidas de críquete entre as duas escolas acontecem anualmente desde 1839 e são um ponto alto no calendário de eventos.

Outros famosos que passaram por Cambridge:
John Harvard, que mais tarde emigrou para os EUA e fundou a Universidade Harvard;
Lord Byron, escritor, célebre pela obra Don Juan;
Sylvia Plath, poeta;
Príncipe Charles;
Douglas Adams, escritor e comediante;
Vladimir Nabokov, escritor, autor de Lolita;
John Cleese, Eric Idle e Graham Chapman, criadores do grupo de comédia Monty Python;
George Mallory, historiador e primeiro homem a escalar o Everest.

Acesse aqui o site da universidade
Saiba mais sobre o processo seletivo
Saiba mais sobre as bolsas de estudo oferecidas por Cambridge

*Reportagem publicada em 9 de junho de 2013 e atualizada em 23 de dezembro de 2015. 

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas