Um Projeto: Fundação Estudar
lexicografia

Programa Erasmus lança bolsas de mestrado em lexicografia

Por Priscila Bellini

O EMLex, programa de mestrado em lexicografia do Erasmus, está com inscrições abertas até 01 de março. O curso tem duração de dois anos e pode ser realizado em até três universidades, distribuídas por oito países.

Para ser elegível à bolsa, é necessário ter graduação completa em Linguística (aplicada ou computacional), Letras, Tradução, Mídia e Comunicação ou áreas correlatas, desde que aprovadas pelo comitê de admissão.

Como funciona o programa de mestrado em lexicografia

Assim como boa parte dos programas de mestrado do Erasmus Mundus, o de lexicografia dura dois anos e divide-se em universidades parceiras. São oito instituições de ensino, ao todo:

– Friedrich-Alexander-Universität Erlangen-Nürnberg, na Alemanha;

– Université de Lorraine, Nancy, na França;

– Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha;

– Károli Gáspár Református Egyetem, na Hungria;

– Uniwersytet Śląski w Katowicach, na Polônia;

– Universidade do Minho, em Portugal;

– Università degli Studi Roma Tre, na Itália;

– Stellenbosch University, na África do Sul.

É necessário ter, ao menos, conhecimentos intermediários em inglês e alemão, já que as aulas são conduzidas nos dois idiomas. Caso o candidato tenha nível B1 em inglês, deve ter, no mínimo, o B2 em alemão, e vice-versa.

Leia mais: Você é mesmo fluente? Avalie sua proficiência em idiomas estrangeiros

Para comprovar o nível de proficiência, o estudante deve submeter o resultado de exames padronizados, como TOEFL e IELTS e Goethe-Zertifikat.

Ao longo do programa, os estudantes debruçam-se sobre temas que vão da história da lexicografia até estudos sobre lexicografia computacional. O primeiro e o quarto semestre devem ser realizados na chamada “home university”, selecionada pelo aluno em sua candidatura, de acordo com seus interesses em lexicografia.

Leia mais: Brasileira conta como conseguiu bolsa integral na Alemanha… sem falar alemão

Já o segundo semestre é cursado em uma instituição de ensino escolhida pelo Erasmus, que muda a cada edição do programa. Para o terceiro semestre, o aluno pode se candidatar a uma terceira instituição, que faça parte da lista de universidades parceiras.

Como se candidatar ao programa em lexicografia

Para se inscrever, é necessário enviar o formulário de application assinado à mão, junto a série de documentos para o e-mail emlex-erasmusmundus@fau.de. Todos os arquivos devem ser enviados juntos, em um só pdf, até dia 1 de março.

Entre os documentos exigidos, estão o diploma de graduação, os certificados de proficiência (de inglês e alemão), o histórico acadêmico, uma cópia do passaporte e uma carta de motivação. Nessa carta, que deve ser escrita em inglês ou alemão, o candidato deve detalhar as razões pelas quais escolheu o programa, os motivos que o levaram a escolher sua “home university” e qual projeto lexicográfico seria interessante para o aluno.

Quais os benefícios da bolsa

Os estudantes selecionados para o mestrado em lexicografia com a bolsa Erasmus recebem um auxílio mensal de mil euros. Além disso, recebem um valor extra de mil euros para instalação, no início do curso, além de apoio financeiro para passagens aéreas

Leia mais: Dicionário do apoio financeiro: o que são scholarships, fellowships e grants

São cobertos ainda gastos com seguro-saúde, anuidade das universidades e taxas administrativas.

Para saber mais detalhes sobre o programa de mestrado em lexicografia, basta acessar o site do EMLex.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d