Um projeto: Fundação Estudar

Intercâmbio

O que você precisa saber para ter uma experiência de estudos em outro país

07.10.14

Os principais programas de intercâmbio

Os principais programas de intercâmbio

Au Pair, cursos de idiomas, trabalho voluntário na África... As opções são muitas! Veja descrição dos programas, custo médio e depoimentos de quem já foi!

Seja para fazer um curso de idiomas, ser voluntário ou aliar estudos e trabalho, as possibilidades de intercâmbio são inúmeras. Veja a seguir os principais programas existentes, com tempo médio de duração, custo aproximado e depoimento de quem já foi:

CURSO DE IDIOMAS 

Foi uma experiência incrível, que mudou a minha vida. Depois que voltei, até troquei o curso na faculdade

Os países mais procurados para aprender inglês são Estados Unidos, Canadá e Inglaterra. Mas é possível encontrar programas que te levem para estudar espanhol (Argentina e Espanha são os principais destinos), francês (França ou Canadá) e até japonês.

Tempo médio de duração

De um mês a um ano.

Custo aproximado 

O valor irá variar de acordo com o país, a escola e o tempo de permanência. O Canadá costuma ser uma opção mais barata do que os Estados Unidos ou a Inglaterra, já que a moeda local vale menos que o dólar americano. Para um programa de um mês em Nova York, por exemplo, o custo aproximado é de R$ 9.000,00*, incluindo escola, hospedagem, alimentação e passagens aéreas. Na Espanha, um curso de 14 semanas sai, em média, por R$ 14.000,00*, incluídas as despesas com escola e acomodação.

Para quem é indicado 

Qualquer pessoa a partir de 16 anos que deseje aprender ou se aperfeiçoar em outra  língua.

Quem já fez 

Aos 19 anos, a carioca Amanda Saeger estudou espanhol por dois meses e meio na Enforex, uma famosa escola de Madrid. Depois que o curso terminou, aproveitou o tempo que restava e viajou sozinha. Ela passou 15 dias em Valencia e teve que se “virar no idioma”. “Foi uma experiência incrível, que mudou a minha vida. Depois que voltei, até troquei o curso na faculdade”, conta.

CURSO DE IDIOMAS COM VOLUNTARIADO 

Marcella Vallin_voluntariado na Africa editado

O intercambista vai aliar o aprendizado de uma nova língua com uma causa que entende ser importante. É possível ajudar crianças e idosos, envolver-se com trabalhos vinculados ao meio ambiente e à vida selvagem. Os destinos mais comuns são África do Sul e China.

Tempo médio de duração

De um a três meses.

Custo aproximado

Os programas, em sua maioria, incluem uma ou duas semanas de aulas, além do voluntariado. Assim, um programa de três meses na China custa em torno de R$ 7.500,00*, sem considerar passagens aéreas, hospedagem e alimentação.

Para quem é indicado 

Pessoas a partir de 21 anos que já tenham um conhecimento no mínimo intermediário do idioma. Para ser aceito, o aluno terá que demonstrar flexibilidade para lidar com novas situações, estar em boas condições físicas e mentais e não possuir antecedentes criminais.

Quem já fez 

A brasiliense Marcella Valim passou um mês e meio trabalhando junto a crianças na Cidade do Cabo, na África do Sul, quando tinha 22 anos. Na época, estudava psicologia e escolheu o período das férias escolares para viajar. 

Ela conta que, já na África, fez duas semanas intensivas de aulas de inglês para, então, iniciar as atividades como voluntária. Além de ensinar inglês para os pequenos, Marcella conviveu com uma realidade de pobreza e diferenças culturais que marcaram para sempre a sua vida. “Cresci muito. A África expandiu a minha visão de mundo”, conta ela, que aproveitou também para fazer um safári. 

Anthonia Nanci_inflês com atividades editadoIDIOMAS COM ATIVIDADES EXTRAS

O programa é ideal para quem quer aliar uma atividade que lhe seja prazerosa com o aperfeiçoamento de um idioma. Dos Estados Unidos à Europa, passando pela América do Sul e pela Ásia, é possível fazer aulas de artes, fotografia, culinária, dança, esportes e várias outras.

Tempo médio de duração

De uma semana a três meses.

Custo aproximado 

Como nos outros casos, o custo vai depender do local escolhido e do tempo de permanência. Para se ter uma ideia, um curso de fotografia de duas semanas em Roma sai por, aproximadamente, R$ 3.300* sem contar passagens aéreas, hospedagem, alimentação e outros gastos com visto e passaporte. Um curso equivalente em Nova York sai por R$ 1.900,00*.

Para quem é indicado 

Pessoas a partir de 16 anos que já tenham um conhecimento intermediário da língua e desejam ganhar fluência.

Quem já fez 

A publicitária Anthonia Nanci tinha 26 anos quando decidiu passar um mês na Inglaterra para ter aulas de culinária na escola de Jamie Oliver, em Brighton. Ela conta que cozinhar sempre foi uma paixão, e como queria passar uma temporada fora, unir as duas coisas foi uma ótima alternativa.

Ela optou por ficar numa casa de família e conta que passava de 2 a 3 horas por dia conversando com sua “host mother”, o que fez com que a sua fluência melhorasse significativamente. “Se eu faria de novo? Mil vezes! Foi uma experiência única”, afirma.

AU PAIR 

O Au Pair é um programa de trabalho remunerado como babá, especialmente, nos Estados Unidos. Regulamentado pelo governo, é oferecido apenas a mulheres. A rotina de trabalho é de até 45 horas semanais e inclui levar e buscar as crianças na escola, acompanhar em passeios, cuidar da alimentação e da higiene, dentre outras atividades estabelecidas previamente. Durante o tempo livre, é possível fazer cursos ou dedicar-se a atividades turísticas.

Tempo de duração

Contrato mínimo de um ano, prorrogável por mais um ano.

Em outros programas a sua visão é para o mundo, já que você tem contato com muitos estrangeiros. No caso do Au Pair, não. Você mergulha nos hábitos de uma família local

Custo aproximado 

Os programas costumam incluir acomodação e refeições, bolsa de estudos, férias remuneradas, assistência médica internacional e passagens de ida e volta e custam, em média, R$ 1.600,00.

Para quem é indicado 

Mulheres entre 18 e 26 anos, com conhecimento intermediário de inglês, solteiras, sem filhos e que possuam carteira de motorista. É essencial gostar de crianças!

Quem já fez 

A paulista Fernanda Ribeiro, de 26 anos, mora a uma hora e meia de Nova York e está adorando a experiência como au pair. Para ela, além do aprendizado de inglês, o programa está auxiliando em questões profissionais. “Além do salário, tenho direito a 500 dólares de bolsa para estudar em uma universidade americana e pretendo aproveitar para fazer um curso de business em Manhattan”, conta.

Já a carioca Camilla Vucovix tinha 24 anos quando participou do programa. Hoje, dez anos depois, ela ainda mantém contato com a família e com as duas crianças de quem cuidou. “Um das crianças era especial e tomar conta dela foi um aprendizado que não dá pra descrever”, diz. E mais: além de ter viajado por toda a costa leste dos EUA, ela aprendeu muito sobre a cultura local. “Em outros programas a sua visão é para o mundo, já que você tem contato com muitos estrangeiros. No caso do Au Pair, não. Você mergulha nos hábitos de uma família local.”

* Valores obtidos em julho/2014.

Por Carolina Campos

Leia as outras reportagens da série Cursos de Idiomas no Exterior:
Os motivos para realizar um curso de idiomas no exterior
O impacto que um curso de idiomas no exterior tem na sua carreira
Os primeiros passos para fazer um curso de idiomas no exterior
Saiba como fazer o planejamento financeiro para o seu intercâmbio
Como escolher uma boa escola de idiomas no exterior
Dicas para aproveitar ao máximo a experiência

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas