Um Projeto: Fundação Estudar
o que alunos da ivy league leem

O que alunos da Ivy League leem – e você também deveria

Por Priscila Bellini

A Ivy League, grupo formado por oito das universidades mais prestigiadas dos Estados Unidos, já é um nome conhecido para quem deseja estudar fora. Fazem parte da agremiação as instituições Brown, Columbia, Cornell, Dartmouth, Harvard, Princeton, Universidade da Pensilvânia e Yale. Por trás da excelência acadêmica, estão professores e aulas que atraem alunos do mundo inteiro. Mas, afinal, o que os alunos da Ivy League leem?

Pensando em termos gerais, as leituras mais comuns em tais universidades são clássicos de Filosofia e Política. A “República” de Platão, junto a “O Princípe” de Maquiavel, somados a livros como “Leviatã”, de Thomas Hobbes, integram a bibliografia de aulas variadas.

Para conhecer o que os alunos da Ivy League leem, confira outros nomes recorrentes nas listas de leitura:

The elements of style, de William Strunk Jr. e E.B. White

Esse é um verdadeiro manual de estilo, indicado aos alunos de universidades prestigiadas como Harvard. Elaborado pelo professor de inglês da Universidade Cornell William Strunk, ainda em 1918, o livro foi publicado pela primeira vez em 1920. Em 1957, ganhou a revisão de E.B. White, ex-aluno de Strunk.

O princípio do livro, como explicou Strunk décadas atrás, é “fazer com que cada palavra fale” ou, em outros termos, “omitir termos desnecessários”. Para isso, o autor elenca regras de gramática, erros comuns na língua inglesa e dicas de estilo para orientar o leitor a escrever melhor. Não à toa, a publicação continua um clássico em aulas introdutórias e entra para a lista de livros que alunos da Ivy League leem.

Uma Teoria da Justiça, de John Rawls

A obra de teoria política, publicada em 1971, ganhou destaque no século 20 e é, atualmente, um dos itens frequentes em bibliografias de Harvard. O jurista neocontratualista John Rawls, formado em Princeton, explica suas ideias por meio de conceitos como o princípio de igualdade e o princípio de igualdade. A leitura não serve apenas para os alunos da Law School, mas sim para os mais diversos estudantes em Harvard.

Leadership Without Easy Answers, de Ronald Heifetz

O professor Ronald Heifetz ministra aulas concorridas em Harvard sobre seu tema de pesquisa: a prática da liderança. Para ter uma ideia de sua expertise no assunto, basta lembrar que ele fundou o Center for Public Leadership da universidade nos anos 2000. Seu livro tornou-se um dos mais recomendados na instituição, ao tratar do conceito de liderança e seus princípios estratégicos.

Princípios de Finanças Corporativas, de Richard Brealey

Os interessados por finanças podem aproveitar esse livro introdutório do britânico Richard Brealey. Reconhecido em universidades como Columbia, onde costuma integrar as listas de leitura, o livro serve como ferramenta para abordagens acadêmicas e práticas de finanças. Em outras palavras, tanto profissionais interessados no campo quanto estudantes que dão os primeiros passos em teorias aproveitam bem a obra, que já tem versão em português.

Homem Invisível, de Ralph Ellison

Muito além de leituras técnicas ou bibliografias introdutórias sobre teorias, as listas de leitura em escolas da Ivy League incluem obras de ficção. Essa obra de Ralph Ellison, escritor americano de Oklahoma, aparece como sugestão na Universidade Yale. Trata-se de um romance escrito na década de 50 e que reflete sobre a invisibilidade de um homem negro na sociedade americana à época. Além de ser considerado um clássico da literatura do século 20, o livro serve como ponto de partida para discussões sobre racismo e desigualdade social.

Introdução à Economia, de Paul Krugman

A excelência de Paul Krugman em matéria de Economia já é reconhecido no mundo todo. Ainda mais depois de o professor receber o Prêmio Nobel na área, em 2008. Em seu livro Introdução à Economia, que aparece entre as leituras sugeridas de Yale, Krugman destaca conceitos de micro e macroeconomia, além de temáticas como pobreza e previdência social.

Introduction to Algorithms, de Thomas Cormen

O professor de Dartmouth Thomas Cormen acertou em cheio ao escrever o livro introdutório, que se propõe a ensinar algoritmos de maneira acessível. Sugestão de leitura na instituição de ensino, a obra é uma boa alternativa para quem não possui tanta experiência em programação, mas se interessa pelo assunto.

Quer saber tudo sobre a Ivy League? Baixe o e-book gratuito!

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo