Schwarzman Scholars: Bolsas integrais para mestrado em inglês na China

Programa Schwarzman Scholars

Estão abertas até o dia 22 de setembro as inscrições para o programa Schwarzman Scholars, que oferece bolsas de estudo integrais para um curso de mestrado em Global Affairs na Universidade de Tsinghua, localizada em Pequim e considerada a melhor universidade entre os países emergentes.

O mestrado tem a duração de um ano e três pilares curriculares principais: “Liderança” (aulas e workshops em áreas como negócios, empreendedorismo, ciência política e psicologia), “China” (instituições políticas, cultura e desenvolvimento chinês nos últimos 40 anos) e “assuntos globais” (relações internacionais e políticas públicas, com enfoque no papel da China no mundo).

Segundo Frederico Menino, representante de admissions do programa, o objetivo de longo prazo do Schwartzman Scholars “é recrutar e fomentar uma rede altamente qualificada de líderes de todo o mundo para atuarem em diversas áreas de relevância global – negócios, política, filantropias, ciências, etc“. Não é necessário ter formação prévia em nenhuma dessas áreas para concorrer, nem dominar mandarim, já que todas as aulas serão em inglês.

O que o Programa Schwarzman Scholars inclui

As bolsas de estudo cobrem todos os custos do mestrado e incluem também passagens áreas para a China, moradia no campus universitário, alimentação, seguro-saúde e um computador pessoal. Há também uma quantia adicional para cobrir despesas adicionais de custo de vida e viagens pela China. O valor era de US$ 5 mil, mas como as aulas atualmente estão ocorrendo remotamente por causa da pandemia de COVID-19, ele deve mudar para o próximo ano.

De acordo com Frederico, o Schwarzman Scholars se diferencia de outros programas mais tradicionais na área de Relações Internacionais por seu “claro enfoque em China e no entendimento de uma ordem global ‘pós-Ocidental’“. O fato de ser um programa de bolsas integrais, com alunos vivendo e convivendo num campus construído especificamente para ele, e o foco do programa em “Liderança”, com disciplinas e práticas pedagógicas transdisciplinares, também fazem com que ele se destaque.

Leia também: Já pensou em estudar na Ásia? Saiba como é a experiência!

Como se candidatar

São elegíveis candidatos que tenham mais de 18 e menos de 28 anos (até 1 de agosto de 2020), graduação completa e proficiência na língua inglesa, que deve ser comprovada por meio de exames como TOEFL (com nota mínima de 100 no teste iBT , ou de 600 no teste em papel ) ou IELTS (cuja nota mínima, para o programa Schwarzman, é 7).

Os interessados devem enviar três cartas de recomendação, dois essays (um personal statement com detalhes sobre as habilidades de liderança do estudante, e um texto sobre atualidades), além de histórico escolar completo e currículo. Opcionalmente, também podem gravar um vídeo de até um minuto apresentando-se.

De modo geral, o que caracteriza todos estes excepcionais indivíduos é a ambição de trilhar carreiras de impacto em suas áreas de atuação e buscar contribuir para um maior entendimento da China e seu papel no Século 21″, diz Frederico. Ele recomenda aos interessados que comecem suas candidaturas cedo, informem-se tanto quanto possível sobre o programa e sua missão, escolham bem seus recomendadores e envolva-os o máximo possível no processo de redação dos essays.

Os selecionados para a rodada de entrevistas do processo serão comunicados no meio de outubro. Nesse caso, as entrevistas acontecem pessoalmente, em Londres, Nova York ou Singapura, e o estudante deve ter um passaporte válido para embarcar. Como detalha o FAQ do programa Schwarzman, essas conversas são conduzidas por cinco ou seis panelistas e duram 25 minutos, em média.

É importante estar bem atualizado sobre as principais notícias do momento e, sobretudo, focar no seu ‘leadership pitch’. Auto-confiança, coesão e sosfisticação ao apresentar argumentos são a chave do sucesso nas entrevistas“, recomenda Frederico.  As despesas relacionadas a essa etapa também são cobertas pela iniciativa, incluindo passagens aéreas e hospedagem em hotel na cidade de destino.

Mais informações sobre cada uma das etapas e dos requisitos para a candidatura podem ser vistas neste documento (pdf). E neste link, é possível ver um exemplo de como a sua candidatura deve ser. As inscrições vão até 22 de setembro.

Saiba mais e faça sua inscrição no programa Schwarzman Scholars!

Leia também: Brasileiro conta como é estudar na melhor universidade da China

Quer saber mais sobre o programa Schwarzman? 

Para estudantes interessados no programa, o Schwarzman Scholars realizará uma série de webinars com mais informações sobre as aulas e o processo de candidatura. A lista completa dos eventos pode ser vista neste link. Abaixo, veja um vídeo nosso com o representante de admissions do programa, Frederico Menino, respondendo as principais perguntas sobre o as bolsas e explicando o perfil de candidato buscado pelo Schwarzman.

E o coronavírus?

Apesar das dificuldades provocadas pela pandemia, o programa Schwarzman Scholars continua acontecendo. A organização publicou recentemente, algumas das medidas que vinha tomando para garantir a segurança de seus estudantes. Embora o curso tivesse planos para mudar o campus para outro país, as restrições de viagem e deslocamento tornaram difícil realizá-los. Por isso, as aulas dos atuais estudantes continuaram a ser ministradas no formato online.

Por enquanto, a organização continuará a realizar normalmente o processo seletivo para a próxima turma e a acompanhar a situação para voltar à experiência normal de aulas. “Esperamos ainda voltar ao Schwarzman College para terminar o ano acadêmico e realizar a formatura”, a organização comunicou. Portanto, para quem pensa em se candidatar para a próxima edição do programa — que afinal de contas só deve começar em 2021 — não deve haver problemas.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: