Mestrado na China: inscrições abertas para bolsas da Yenching Academy

yenching academy universidade de pequim

Estão abertas até dia 6 de dezembro as inscrições para as bolsas de mestrado na China, na Yenching Academy, que faz parte da Universidade de Pequim. De acordo com a instituição, são cerca de 120 bolsas disponíveis.

O programa, todo ministrado em inglês, contempla pesquisas sobre a China e também sua relação com outros países. Os estudos devem contemplar uma das seis áreas da Yenching Academy: Política e Relações Internacionais, Filosofia e Religião, Literatura e Cultura, Direito e Sociedade, História e Arqueologia, e Economia e Gestão.

Como se candidatar ao programa de mestrado na Yenching Academy

Para se inscrever, é necessário ter concluído a graduação em qualquer área do conhecimento e ter excelente desempenho acadêmico. O candidato deve comprovar seu interesse em estudos interdisciplinares sobre a China, bem como potencial de liderança. Atividades extracurriculares e engajamento em projetos sociais também contam pontos na seleção.

Durante o processo seletivo, a preferência é dada a estudantes que tenham até 25 anos de idade. O interessado na bolsa deve enviar, pelo site oficial, o formulário do programa preenchido, personal statement, currículo, histórico escolar e diplomas. Devem ser encaminhados ainda certificados de proficiência em inglês, como TOEFL e IELTS, bem como duas cartas de recomendação.  

Na segunda etapa da candidatura, o estudante deve participar de uma entrevista por Skype.

Quais os benefícios das bolsas de mestrado na China

Como benefícios oferecidos pela Yenching Academy, estão passagens de ida e volta a Pequim e auxílio mensal para cobrir as despesas vivendo na China, bem como pesquisas de campo.

O programa também cobre o valor da anuidade e seguro saúde para o aluno, além de disponibilizar moradia nos dormitórios da Universidade de Pequim.

Os resultados serão anunciados em março de 2020. Para saber mais informações sobre as bolsas da Yenching Academy, basta acessar o site oficial do programa.

Sobre a Universidade de Pequim

A Universidade de Pequim (ou PKU) foi a primeira da história moderna da China e ganhou o apelido de “Harvard chinesa”. A PKU apresenta números que surpreendem: tem convênios com mais de 200 universidades ao redor do mundo, possui a maior biblioteca universitária da Ásia (com mais de 9 milhões de livros), 242 programas de pós e mestrado e outros 212 de doutorado.

Como um dos focos da Universidade de Pequim é a internacionalização, saber mandarim não é obrigatório. Para os que se interessam em aprender o idioma, o International College for Chinese Language Studies ensina mandarim em turmas de 15 pessoas, em todos os níveis.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: