Um Projeto: Fundação Estudar
MIT lidera ranking de melhores cursos de engenharia do mundo

Conheça os melhores cursos de engenharia do mundo

Por Priscila Bellini
23.08.2018

Entre os melhores cursos de engenharia do mundo, estão nomes consolidados, como MIT e Universidade Stanford, nos Estados Unidos. Ranking também destaca universidades europeias e asiáticas.


Todos os anos, os rankings universitários estabelecem uma classificação para as instituições de ensino superior de acordo com seu nível de excelência, pesquisa e reconhecimento no mercado e na academia. Não só na listagem geral, que determina as melhores universidades do mundo, mas também em áreas específicas. É o caso do ranking lançado pela Quacquarelli Symonds (QS), em 2018, que aponta quais são os melhores cursos de engenharia.

Para analisar quais escolas chegariam ao topo da classificação universitária, a QS utilizou métricas específicas – uma mesma régua que serve para todas as instituições. Entre os critérios, estão a reputação acadêmica, a reputação entre os empregadores e o número de citações por paper publicado.

Nas primeiras colocações, estão instituições americanas, europeias e asiáticas, com diferentes perfis. Por exemplo, Cambridge, uma das universidades mais antigas de língua inglesa, está em terceiro lugar, enquanto a Nanyang Technological University, fundada em 1991, ocupa a quinta posição.

Conheça os melhores cursos de engenharia do mundo:

#1 Massachusetts Institute of Technology 

Não é à toa que o paraíso dos nerds seja um destaque nas áreas de engenharia, pelo QS ranking. O MIT destaca-se por aliar um ensino de tecnologia de ponta a noções de administração. Em outras palavras, na mesma instituição, é possível encontrar a união de engenheiros, cientistas da computação e outros profissionais da tecnologia. Em especial para aqueles que pretendem investir em seu próprio negócio, já que o MIT também forma empreendedores.

Fundado em 1861, em Cambridge, nos Estados Unidos, o instituto teve como objetivo inicial formar os profissionais que atenderiam à grande demanda das indústrias, que estavam em franca expansão no país. Esse perfil mudou bastante, em especial depois da década de 30. A partir desse período, o MIT consolidou-se como instituição voltada a pesquisas científicas de base e inovação tecnológica.

Leia também: Conheça o mestrado no MIT que não exige graduação, nem ensino médio

Essa forte cultura pautada por inovação e empreendedorismo rendeu frutos: as receitas agregadas de empresas fundadas por ex-alunos do MIT seriam, juntas, classificadas como o décimo primeira maior economia do mundo. Em matéria de prêmios internacionais, a universidade não deixa por menos, já que seus ex-alunos e professores receberam mais de 80 prêmios Nobel até hoje.

Atualmente, são oferecidos 44 cursos de graduação, sendo que os nomes de destaque ficam para as engenharias. Os cursos que concentram mais estudantes são Engenharia Elétrica (Course 6-2), Ciência da Computação e Engenharia (Course 6-3), Engenharia Mecânica (Course 1), Física (Course 8) e Matemática (Course 18).

#2 Universidade Stanford 

A instituição americana é um nome conhecido em matéria de empreendedorismo e engenharia, e fica localizada nas proximidades do Vale do Silício. Stanford tem entre seus ex-alunos e professores os fundadores de grandes empresas, entre elas HP, Google, Yahoo e Nike.

A escola de engenharia de Stanford teve um importante papel nas últimas décadas, contribuindo para avanços tecnológicos em áreas de comunicação, saúde e energia. Mais do que um curso voltado à mera formação técnica, trata-se de um campo voltado à resolução de problemas globais e formação de líderes. Só a School of Engineering – que coloca Stanford, ano após ano, na lista dos melhores cursos de engenharia do mundo – abriga mais de 4.500 alunos, que dispõem de 80 laboratórios e centros de pesquisa.

O reconhecimento dessa excelência em engenharia não vem de hoje. Afinal, professores e ex-alunos ganharam mais de 20 prêmios Nobel. Entre eles, estão Paul Berg, responsável pela criação dos primeiros métodos de mapeamento de estruturas de DNA, e Martin Perl, físico que provou a existência dos neutrinos.

Outra iniciativa que se destaca na universidade tem a ver com o curso: o Stanford Engineering Everywhere permite que qualquer estudante acesse matérias introdutórias da instituição de ensino, gratuitamente e online. Entre as disciplinas disponíveis, estão a de Metodologia de Programação e a Introdução à Robótica.

#3 Universidade de Cambridge

Cambridge combina tradição de longa data e inovação. Segunda mais antiga universidade em língua inglesa, reuniu em seu campus nomes prestigiados como Isaac Newton, um dos maiores gênios da Física, Charles Darwin, pai da teoria da evolução das espécies, e Francis Bacon, que criou o método científico.

Atualmente, Cambridge é organizada em 31 faculdades e 150 departamentos, e tem uma taxa de aceitação de cerca de 20%. Contabiliza mais de 90 laureados com o prêmio Nobel entre seus ex-alunos e ex-professores, e reúne em sua escola de engenharia, profissionais de destaque em 125 anos de história do departamento.

#4 ETH Zürich – Swiss Federal Institute of Technology Zürich

O Instituto suíço está presente entre as dez melhores universidades do mundo em engenharia no THE e no QS World University Rankings. Fundada em 1855, a ETH Zurich conta hoje com cerca de 18 mil estudantes de mais de cem países diferentes. Em matéria de reconhecimento internacional, não faltam exemplos de excelência: 21 laureados com o Prêmio Nobel estudaram, ensinaram ou realizaram pesquisas na ETH Zurich, reforçando a reputação da universidade.

ETH Zurique

#5 Nanyang Technological University

Fundada em 1991, a Nanyang Technological University é um dos destaques dos rankings de melhores universidades do mundo com menos de 50 anos. Localizada em Singapura, país que possui 34 universidades, a instituição recebe pesquisadores do mundo inteiro e investe em pesquisas de ponta e inovação tecnológica, dando destaque para áreas como engenharias.

Centro de Aprendizagem na Nanyang Technological University
Centro de Aprendizagem na Nanyang Technological University.

 

Para ter uma ideia da relevância da universidade asiática, basta analisar seu avanço ao longo dos poucos anos de história. A NTU é a instituição jovem que mais cresceu no mundo, tendo subido 108 posições em três anos. Não é à toa, portanto, que figura entre os melhores cursos de engenharia do mundo.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d