Um Projeto: Fundação Estudar
Campus da Universidade de Stanford

Stanford University: conheça a universidade mãe do Google e da Nike

Por Redação do Estudar Fora

Leland Stanford Junior University, mais conhecida por Stanford University, é considerada uma das cinco universidades americanas de maior prestígio do mundo. Fundada em 1891 pelo ex-governador e senador da Califórnia Leland Stanford e por sua esposa, Jane Lathrop Stanford, a instituição recebeu esse nome em homenagem ao filho do casal, que havia morrido anos antes.

Conhecida como a universidade dos empreendedores, tem entre seus ex-alunos e professores fundadores de grandes empresas, entre elas HP, Google, Yahoo e Nike. Localizada na região de Palo Alto, ao lado do Vale do Silício, Califórnia, Stanford acaba por atrair as mentes mais criativas e por impulsionar a criação de dezenas de startups (novas empresas) de tecnologia a cada ano. A universidade, aliás, é uma das mães da internet. Na década de 1970, era uma das quatro instituições americanas ligadas ao sistema ARPANET, considerado o percursor da internet.

Professores e ex-alunos já ganharam 21 prêmios Nobel, dentre eles Paul Berg, responsável pela criação dos primeiros métodos de mapeamento de estruturas de DNA, e Martin Perl, físico que provou a existência dos neutrinos. Atualmente 19 vencedores da premiação dão aulas na universidade. Isso sem falar nos outros 19 professores que receberam o prêmio Turing, considerado o Nobel da computação, e 4 que receberam o Prêmio Pulitzer.

Rankings Universitários

Stanford é presença garantida nos maiores rankings de qualidade da Educação:

2° lugar no o Times Higher Education World University Rankings
2° no Academic Ranking of World Universities
2° no Global MBA Ranking, do jornal Financial Times.

Além dos rankings que avaliam desempenho acadêmico, Stanford também conquistou a primeira posição no rankings dos campi mais bonitos dos Estados Unidos. Com mais de 3 mil hectares, é um dos maiores dos Estados Unidos e abriga, além das instalações das universidades, também um completo sistema de residência estudantil. No total, mais de 100 mil alunos moram no campus.

E como eles se locomovem? Majoritariamente a pé ou de bicicleta. É o que conta o estudante Gustavo Torres, neste vídeo em que ele faz um tour de bike mostrando algumas das instalações e como é a vida dentro da universidade.

Cursos oferecidos

A universidade possui atualmente 16 mil alunos – sendo cerca de 7 mil na graduação e 9 mil na pós. Destes, apenas 900 são estrangeiros. A universidade se organiza em sete Escolas: as Escolas de Humanidades e Ciências, de Engenharia, e de “Ciências da Terra, Energia e Meio Ambiente” possuem cursos tanto na graduação quanto na pós-graduação. Já as escolas de Direito, Medicina, Educação e Negócios possuem apenas programas de pós-graduação.

Além destes, são também oferecidos dezenas de cursos livres nas mais diversas áreas.

Processo Seletivo

O processo de seleção é típico das universidades americanas e exige, além de histórico acadêmico e notas de exames padronizados, também cartas de recomendação e de motivação. A graduação em Stanford é considerada uma das mais seletivas dos Estados Unidos – dos 19 mil estudantes que se candidatam anualmente, somente 12,7% são admitidos – dos quais cerca de 5% são estrangeiros.

Confira aqui a redação que ajudou este brasileiro a ser admitido pela instituição

Os custos anuais para estudar na instituição ficam na casa do US$ 65 – porém, a maior parte das famílias que comprovem renda inferior a 125 mil dólares anuais são isentas de pagar anuidade. Isto porque a instituição conta com excelente fundo patrimonial de quase US$ 16 bilhões e é uma das universidades que mais arrecadam fundos por meio de doações nos Estados Unidos. Na graduação, tem uma política de apoio financeiro need-based e seu valor médio de bolsas de estudos para alunos internacionais é de US$ 30 mil.

O processo de seleção para estrangeiros, porém, é need-aware – mas 64% dos estudantes internacionais recebem algum tipo de auxílio financeiro. Uma delas é a baiana Georgia Gabriela, que foi aceita com bolsa integral pela universidade em sua segunda tentativa.  “Na primeira vez, no terceiro ano [do ensino médio], não funcionou. Mas foi uma experiência que me ensinou muita coisa na prática: o que eu precisaria fazer e o que precisaria enfrentar para ser aceita”, explica ela.

Para pós-graduação, a admissão é descentralizada – ou seja, as candidaturas devem ser enviadas diretamente para Escola em questão. Aos 25 anos de idade, a paulistana Ana Beatriz Pousada foi aceita para o doutorado em Economia da Universidade – que recebe mais de 700 candidaturas por ano e cujas turmas iniciais são formadas por apenas 25 alunos.

Para ela, a parte mais desafiadora foi escrever uma carta dizendo por que ela seria uma excelente aluna de doutorado. “Precisei fazer várias versões do texto. Pedi para colegas e familiares lerem os meus rascunhos. Eles apontaram o que que eu poderia melhorar e pontos em que estava sendo muito humilde. Finalmente, consegui chegar a uma versão do texto que me satisfez”, relembra. Confira a entrevista completa.

Como é estudar em Stanford

Stanford segue um sistema de ensino com aulas se iniciando em setembro e terminando no início de junho. O programa de graduação tem duração de quatro anos e é comum que estudantes de graduação e pós-graduação convivam nas mesmas salas e ambientes.

Esta interação acontece também por conta das mais de 650 organizações estudantis existentes. Os grupos são, por vezes, financiados pela própria universidade e tão diversos quanto grupos de remo e latim.

Segundo Gustavo Torres, brasileiro natural do Capão Redondo (SP) que está em seu segundo ano em Stanford, não existe um perfil certo de aluno. “Tem a garota que fala latim, a que pesca tubarão, a que já analisou radiações do espaço, e a que é uma das melhores patinadoras dos EUA. Tem também o cara que ficou três anos sem começar a faculdade porque tinha que ajudar a família a se sustentar”, explica.

Com tanta diversidade, é natural que a universidade seja destaque em diversas áreas – como, por exemplos, esportes. Stanford é mundialmente conhecida pelo apoio à diversas modalidades. A cada edição dos Jogos Olímpicos desde 1912, atletas ligados à instituição ganham medalhas. Já são mais de 240, sendo 129 delas de ouro.

Ex-alunos famosos

Companhias fundadas por ex-alunos da universidade geral mais de 2,7 trilhões de dólares anualmente – o que equivale à décima maior economia do mundo. Confira alguns dos personagens mais ilustres da história da universidade:

– William Hewlett and David Packard (fundadores da empresa de tecnologia HP);
– Sandra Lerner and Leonard Bosack (criadores da gigante de softwares Cisco Systems);
– Chih-Yuan Yang and David Filo (criadores do Yahoo!);
– Sergey Brin and Larry Page (fundadores do Google);
– Phil Knight (criador da gigante dos esportes Nike);
– Marcos Galperin (fundador e CEO do Mercado Livre)
– Mike Krieger (brasileiro criador da rede social de fotos Instagram).

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo