Um Projeto: Fundação Estudar
Fachada da Hertie School of Governance, em Berlim

Hertie School of Governance, uma escola de políticas públicas com enfoque contemporâneo

Por Gustavo Sumares
21.02.2019

Com mais de 600 alunos e perfil altamente internacional, a Hertie School adota uma perspectiva mais completa sobre poder e governo para formar profissionais em políticas públicas. Saiba mais sobre ela!


A Hertie School of Governance foi fundada em 2003 como uma instituição privada e sem fins lucrativos. Seus fundadores foram a Hertie Foundation, uma fundação criada por Georg Karg, dono de uma cadeia de lojas de departamento, que faleceu em 1972 e dedicou seus recursos ao bem comum. Ela foi a primeira escola profissional de políticas públicas da Alemanha.

No começo, ela organizava painéis e seminários para que profissionais de políticas públicas pudessem interagir com a mídia e a academia. E em fevereiro de 2005, ela recebeu do governo berlinense a autoridade para emitir certificados de Mestre em Políticas Públicas (Master of Public Policy, ou MPP) como instituição de ensino superior. Os primeiros alunos da escola começaram a estudar em setembro de 2005.

Em setembro de 2008, a escola lançou seu segundo programa de mestrado, o Executive Master of Public Administration (ou MPA), com duração de um ano em período integral ou dois anos em período parcial. Em 2015, ela lançaria seu terceiro programa, o Master of International Affairs (MIA), focado mais em relações internacionais. Assim como o Master of Public Policy, ele tem duração de dois anos em período integral.

Além deles, a escola também tem um programa de doutorado: trata-se do Doctoral Programme in Governance. Ele começou a ser oferecido em 2012, após a Hertie receber a autoridade para emitir doutorados. O programa tem duração de três anos.

O perfil da Hertie entre as escolas de Políticas Públicas

Segundo o “mission statement” da Hertie School, seu objetivo é gerar profissionais “equipados com os mais recentes conhecimentos e capacidades analíticas; capazes de aplicar sua expertise aos problemas do mundo atual em níveis local, nacional e internacional; dotados de abordagem interdisciplinária, internacional e intersectoral; e intelectualmente abertos com um profundo senso de responsabilidade ética para com o bem comum”.

De acordo com Thiago Elert Soares, brasileiro que cursou o MPP da Hertie School de 2016 a 2018, ela se destaca por ser uma escola mais “nova”. “Diferente de escolas mais tradicional, como a Kennedy [School of Government, em Harvard], a Hertie é uma escola de governança. Então você tem que olhar [o governo e as políticas públicas] através de três enfoques diferentes: provado, público, e sociedade civil”, explica.

Leia mais: Conheça 8 programas de bolsa para estudar na Alemanha

E, de fato, um dos princípios da Hertie é ter uma “abordagem trissectoral”. A ideia é justamente atentar para o surgimento de “novas estruturas de governança (…) na interseção doe stado, da economia e da sociedade civil”. Essa abordagem prevê três grandes “agentes”: o Estado (público), as empresas (privado) e a população em geral, representada de maneira institucional por ONGs, outras organizações, movimentos, etc. (sociedade civil).

Segundo Thiago, um aspecto interessante da Hertie é que ela tem parceria com uma série de agências de governos e de cooperação. Por isso, durante os três meses de recesso entre o primeiro e o segundo ano dos programas de mestrado, os alunos podem fazer estágios em órgãos de políticas públicas de outros países. Thiago, por exemplo, trabalhou na Agência Alemã de Cooperação Internacional em Kigali, capital da Ruanda.

Para quem quer ainda mais experiência de mercado, a Hertie School tem também um programa chamado Professional Year. Ele permite que os alunos passem um ano trabalhando em uma das agências parceiras da escola (recebendo salário, naturalmente) entre o primeiro e o segundo ano de seus mestrados.

E alunos que desejam uma experiência internacional maior também têm acesso ao programa de dupla titulação da Hertie, em parceria com outras universidades. “Então você faz o primeiro ano naa Hertie e pode fazer o segundo na London School of Economics, ou vai para a Columbia, para a Sciences Po”, comenta Thiago.

Duas mulheres conversando durante o dia de abertura da Hertie School of Governance

Os programas de mestrado oferecidos na Hertie School

Master of Public Policy (MPP)

Com duração de dois anos, o MPP da Hertie School é voltado para a formação de profissionais capazes de analisar políticas públicas, criar novas políticas e encontrar soluções de política pública para problemas da sociedade. O primeiro ano do MPP é composto por matérias básicas, como Economia, Estatística e Gerenciamento Público, que todos os alunos da Hertie cursam juntos (independentemente do programa escolhido). O segundo, por sua vez, dá mais liberdade para que o aluno estruture seus estudos. No fim do terceiro semestre, os alunos também começam a trabalhar em sua tese de mestrado, que deve ser defendida para que ele possa se formar.

O MPP foi o mestrado que Thiago fez. Segundo ele, no segundo ano o aluno pode escolher entre dois caminhos: análise de políticas públicas ou gestão de políticas e organizações. O primeiro tem um viés mais quantitativo, e é voltado para a análise numérica e estatística de dados para embasar decisões de políticas públicas.O segundo, por sua vez, é voltado mais para questões organizacionais e gestão de pessoas dentro de organizações públicas e governamentais.

“No meu caso, eu segui o caminho da análise. E foi um desafio, porque eu não tenho background em economia, nem nada mais voltado a análise de dados. Mas eu sabia que esse tipo de conhecimento era um diferencial”, conta.

Executive Master of Public Administration (Executive MPA)

Mais focado em carreiras tradicionais, o Executive MPA tem o objetivo de desenvolver qualidades de liderança e gerência entre os estudantes. Ele é voltado tanto para profissionais do setor público quanto do setor privado e de organizações sem fins lucrativos, o que lhe dá um enfoque um pouco diferente dos demais cursos da Hertie School.

Diferentemente dos demais programas de mestrado da escola, o Executive MPA tem duração de um ano em período integral ou de dois anos em meio período, o que dá mais flexibilidade aos estudantes que estejam trabalhando. E as aulas podem ser organizadas em sessões de uma ou duas semanas; dessa maneira, é possível cursar o programa sem necessariamente morar em Berlim. Além das aulas na capital alemã, também é necessário realizar um workshop de quatro dias em Lodnres ou Bruxelas para concluir o Executive MPA.

Além de uma série de disciplinas basilares, os alunos podem escolher entre quatro “concentrações” para o programa: “Liderança e Gerência”; “Economia, Finanças e Métodos” ou “Gerencialmento Intersetorial”. Também é necessário defender uma tese para concluir o curso.

Master of International Affairs (MIA)

Voltado para o estudo e resolução de problemas de escala global, o MIA tem o objetivo de formar profissionais capacitados a atuar em governos, organizações ou empresas internacionais, e sociedade civil. O foco do programa é entender como as três grandes áreas de governança se articulam em escala internacional.

Assim como o MPP, o MIA também tem dois anos de duração. Após o primeiro ano de matérias básicas, os alunos escolhem se especializar em “Finanças e Comércio” ou “Segurança e Sustentabilidade”. E também é necessário desenvolver uma tese de mestrado (após o fim do terceiro semestre) e defendê-la para se graduar.

Como é o ambiente da Hertie School?

Apesar do foco da escola em questões globais e problemas sérios, Thiago diz que o clima da Hertie School é “informal, bem tranquilo e de bastante cooperação entre os estudantes, algo que eu achei bem bacana”. Na sua experiência, havia entre os alunos de sua classe bastante proatividade em trabalhar juntos e trocar experiências.

E a turma, segundo ele, era composta de pessoas de mais de 50 países diferentes, o que contribuía para criar um ambiente bem internacional. “Tinha gente de diferentes países e organizações, o que favorecia bastante a troca de perspectivas. E isso enriqueceu muito a minha experiência no curso como um todo”.

Leia mais: “O mestrado em Harvard já teria valido a pena só pelo que aprendi com meus colegas”

Segundo Thiago, outro ponto positivo é que a escola oferece uma série de atividades fora do campo acadêmico. “Durante o semestre, tem muitas palestras com membros de governos, da sociedade civil, da iniciativa privada, eles vãoa té lá conversar com os alunos”, conta. E o setor de carreira da eHertie School também pode auxiliar estudantes que estejam em busca de oportunidades de trabalho.

Thiago ressalta também que a escola valoriza bastante atividades organizadas pelos próprios estudantes. E, para esse fim, ela disponibiliza um fundo aos quais os alunos podem ter acesso na hora de organizar atividades que dialoguem com seus objetos de estudo. “Por exemplo, tem grupos de estudantes latino-americanos, ou um grupo de discussão sobre o viés não-clássico da Economia”, comenta.

Alunos da Hertie School of Governance em Berlim na Alemanha durante o primeiro dia de aulas

Oportunidades de bolsa para a Hertie School of Governance

De acordo com a hertie School, cerca de 50% de seus alunos recebem algum tipo de auxílio financeiro. As bolsas oferecidas pela escola são concedidas de acordo com mérito acadêmico e são direcionadas a candidatos com perfis específicos, tanto para alunos do MPP quanto do MIA que demonstrarem que não têm como custear seus estudos na instituição. Essas bolsas cobrem pelo menos 50% dos custos de tuition da Hertie School.

Além delas, a escola também oferece opções de auxílio financeiro. Nesse caso, o auxílio reduz de 10% a 50% os custos de tuition para os alunos selecionados. E essa seleção é feita de acordo com o ranking interno da Hertie, que também leva em conta o desempenho acadêmico do aluno.

Há diversas opções de bolsa para a Hertie School, e uma lista completa delas pode ser vista neste link. No entanto, uma delas merece destaque: trata-se de uma bolsa exclusiva para brasileiros, oferecida pela Hertie em parceria com o Instituto República. Voltada para profissionais que já atuem no setor público brasileiro, ela reduz em pelo menos 50% o tuition fee do programa de mestrado escolhido pelo aluno, de acordo com o material que ele apresentar. Ela está com inscrições abertas até 1 de maio.

Fora isso, a escola também tem uma equipe de Relação com os Estudantes que pode auxiliar alunos necessitados a encontrarem oportunidades de bolsa ou outras opções de financiamento externo.

Como é o application para a Hertie School?

O processo de application para os progamas de mestrado da Hertie School of Governance são semelhantes aos de outras escolas de mestrado. É necessário enviar uma cópia em inglês do seu CV, diploma e Histórico Escolar, bem como do certificado do IELTS ou TOEFL comprovando proficiência em língua inglesa.

Além disso, o candidato também precisa produzir alguns documentos para sua candidatura. O primeiro é uma carta de motivação, listando os motivos pelos quais o candidato pretende estudar na Hertie School. Segundo Thiago, é bom que a carta de motivação seja bem completa: ela deve explicar por que o candidato escolheu a Hertie, o que ela pode contribuir para a carreira dele, o que ele tem a contribuir para a escola, etc. É preciso ainda enviar duas cartas de recomendação, de dois contatos diferentes: uma delas de um empregador, a outra de um professor.

Na perspectiva de Thiago, “o desafiador [do application] é organizar. Não é tão difícil — lógico, exige dedicação — mas é demorado”. Afinal, é necessário se esmerar na carta de motivação, conversar com os contatos sobre a carta de motivação, mandar traduzir documentos escolares, etc. POr isso, ele orienta os interessados na escola a pensar no application o quanto antes.

E com relação a outros conselhos, ele também sugere que os interessados busquem conversar com alunos e ex-alunos da escola para entender ainda melhor o que ela tem a oferecer (ele mesmo se coloca à disposição). E outro ponto importante, para Thiago, é que os candidatos tenham alguma clareza quanto ao tema que pretendem trabalhar e como a Hertie School poderá se encaixar em suas trajetórias.

“Não adianta você dizer ‘quero salvar o mundo’ ou ‘quero acabar com a pobreza’. É melhor você dizer algo como ‘quero trabalhar no país X, com comunidades de tipo Z, com políticas de saúde pública, de redução de desigualdade, etc.”, recomenda. Segundo ele, uma carta de recomendação desse tipo pode deixar o application muito mais competitivo, pois demonstra que o candidatosabe o que está acontecendo no mundo e onde pode atuar para ajudar a resolver problemas.

 

Dica do Estudar Fora:

Autoliderança é uma competência fundamental para você guiar a sua carreira. É por meio dela que você vai construir um direcionamento que faça sentido para você e desenvolver meios para superar os obstáculos. E para dar a importância que esse termo merece, a Fundação Estudar criou o Liderança Na Prática, um curso de quatro dias que vai te ajudar a descobrir e colocar em prática o seu sonho grande. Inscreva-se agora com 10% de desconto usando o cupom ESTUDARFORA. É só clicar aqui!

 

 

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d