Um Projeto: Fundação Estudar
MPA

Tudo sobre MPA, o mestrado em administração pública

Por Marcela Marcos
09.11.2018

Saiba quais são as características do mestrado em administração pública, o MPA, e saiba diferenciá-lo de outros cursos semelhantes


MBA, MPA e MPP. Você sabe a diferença entre essas três siglas? Todas elas estão ligadas a cursos de pós-graduação, mas seus objetivos são diferentes. Hoje vamos explicar cada uma delas, com foco para o MPA, que é o Master of Public Administration.

MPA versus MPP

Originalmente, os programas de mestrado em Administração Pública (MPA) daria mais ênfase em técnicas de gestão e implementação de políticas públicas, enquanto os mestrados em Políticas Públicas (MPP) enfatizariam pesquisa e avaliação. Ou seja, os profissionais interessados num MPP seriam aqueles que fazem as pesquisas que permitem programas e políticas para o setor público, enquanto aqueles que cursam um MPA de fato buscariam implementar esses programas e políticas, garantindo que fossem seguidas.

O MPA teria disciplinas mais generalistas e similares às dos cursos de Administração, em que são estudadas teorias aplicadas à governança pública e a programas e gestão de organizações vinculadas aos governos. As disciplinas de MPP, por sua vez, seriam mais interdisciplinares e enfatizariam a formação em ciências humanas, com o foco no estudo de problemas da administração pública a partir do contexto político, econômico e social do país. O curso estabeleceria metas e soluções para problemas sociais em áreas como educação, saúde, assistência social, habitação, lazer, transporte, segurança e meio ambiente.

MPA e MPP no Brasil

Aqui, o campo de públicas envolve as áreas de administração pública, gestão pública, políticas públicas, gestão de políticas públicas e gestão social. Nos cursos de pós-graduação nessas áreas, é possível aprender teorias e desenvolver teses destinadas a melhorar a máquina pública estatal e o terceiro setor, além de empresas ligadas ao governo por meio de concessões ou parcerias público-privadas. Eles oferecem um embasamento teórico para profissionais com experiência no mercado e também para recém-formados que querem seguir na academia. Todos são focadas no interesse coletivo e no bem estar social, mas possuem enfoques e escopos diferentes.

O curso de administração pública, por exemplo, é o mais antigo e ensina toda a lógica organizacional das instituições públicas – recursos humanos, administração financeira, questões legais etc. -, enquanto o de gestão pública concentra-se mais em metodologia e processos. Já o curso de políticas públicas se foca em fazeres específicos do estado no cumprimento de suas funções sociais e econômicas que exigem conhecimentos específicos, como educação, segurança e saúde. O curso de gestão social, mais recente, tem como foco a interação entre governo e sociedade, como iniciativas público-privadas.

Esses mestrados surgiram no Brasil há poucas décadas e se expandiram nos últimos anos, segundo especialistas. “Esse crescimento foi impulsionado, de um lado, pelo aumento da oferta de cursos de graduação nessas áreas, para atender os egressos que desejam produzir nova literatura no campo de pesquisa ou ter acesso a um cargo ou promoção em órgãos do governo”, diz o economista Valdemir Pires, coordenador do curso de Administração Pública da Unesp.

# Cursos de MPA e MPP no Brasil

Hoje, há cerca de 50 cursos de graduação e 20 programas de mestrado ou doutorado nessas áreas, entre eles na Fundação Getúlio Vargas (FGV) – do Rio e de São Paulo -, na Fundação João Pinheiro, em Minas, e na Universidade de São Paulo (USP). Outras escolas também oferecem cursos de qualidade e com um peso regional expressivo, como a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Para Fernando de Souza Coelho, doutor em Administração Pública e Governo pela FGV e professor da USP, há uma necessidade crescente de relacionar a teoria produzida nesses mestrados com a produção de tecnologia e ferramentas de apoio ao setor público. As escolas brasileiras estão percebendo isso aos poucos e se tornando mais flexíveis para cursos profissionalizantes, que atraiam profissionais de áreas como administração, marketing, economia, arquitetura, engenharia e comunicação com experiência prévia ou interesse no setor público. “A Fundação Getúlio Vargas, por exemplo, já oferece cursos de menor duração e voltados para a resolução de problemas reais”, destaca.

Veja mais detalhes sobre as diferenças entre MBA e MPP

MPA em Harvard

O economista brasileiro João Moraes Abreu percebeu logo durante a graduação que faltava alguma coisa em sua formação. Apesar da escolha acertada ao cursar Economia na Universidade de São Paulo (USP), sentia falta de uma formação em ciência política e políticas públicas. Foi o primeiro passo para uma trajetória que o levou, no final de 2017, ao MPA em Harvard.

Depois de quase dois anos trabalhando no governo paulistano, João decidiu que era hora de fazer as malas. Dessa vez, para um MPA em Harvard, focado em Desenvolvimento Internacional. “Queria conhecer as semelhanças e diferenças quanto aos desafios na área de desenvolvimento econômico e social”, explica ele, que desejava conhecer a experiência de outros países. De quebra, planejava aprender no MPA as habilidades para “apoiar esse processo de desenvolvimento”.

Mas, afinal, quais as vantagens de um MPA em Harvard? Além do prestígio atribuído à universidade americana, a Harvard Kennedy School of Government oferecia um perfil alinhado com o perfil desejado pelo jovem economista. Nas palavras de João, havia, por um lado, o rigor analítico e a qualidade técnica e, por outro, as temáticas ligadas ao desenvolvimento e ao setor público.

Para além das aulas do MPA em Harvard, há diversas atividades possibilitadas pela instituição americana. “Todas as semanas temos eventos imperdíveis para todos os gostos, de Presidentes de algum país até CEO de empresas que atuam com impacto em larga escala”, conta o brasileiro.

Leia mais sobre a experiência de João Moraes Abreu em Harvard

E o MBA?

O Master of Business Administration (MBA), diferentemente dos anteriores, não é voltado a políticas públicas, mas à administração de empresas, negócios em geral.

Um MBA ensina a pensar estrategicamente sobre determinada área ou indústria dentro de um contexto mais amplo do mundo dos negócios. Contabilidade financeira, economia gerencial, estratégia, marketing e gestão de cursos de marketing financeiro sustentam suas novas capacidades.

Além de habilidades técnicas e interpessoais, os cursos de MBA também fornecem aos participantes um conjunto de ferramentas, com diferentes abordagens, que podem ser empregadas na resolução de problemas. As metodologias ensinadas durante o curso permitem que os formandos visualizem um determinado assunto a partir de ângulos diferentes e o considerem em sua complexidade.

Quer saber mais sobre MBA? Leia sobre MBA no exterior ou acesse nosso e-book gratuito sobre o tema! Se preferir, também reunimos dicas em vídeo. Confira:

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d