Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

01.06.16

As 30 melhores escolas para executivos, segundo o Financial Times

escolas para executivos

Ranking considera as melhores instituições com programas de educação executiva abertos para profissionais. Brasileira está entre as 10 melhores

Camila Pati e Claudia Gasparini, deEXAME.com

Como tem sido desde 2012, a escola de negócios suíça IMD é classificada pelo jornal Financial Times como a melhor para educação executiva no que diz respeito a programas abertos para profissionais.

“Conseguimos de novo. Estamos extremamente orgulhosos em ser número um em programas abertos de educação executiva há cinco anos e também de termos melhorado em outras categorias-chave nesse período”, disse em comunicado o presidente do IMD, Dominique Turpin.

A metodologia leva em conta mais de 15 aspectos, como sistema de ensino, qualidade dos professores, estrutura do curso, instalações físicas, qualidade dos alunos, objetivos alcançados por ex-alunos, diversidade, quantidade de alunos internacionais, entre outros.

Em segundo lugar aparece a escola espanhola IESE, que também ficou no topo da lista de cursos elaborados sob medida para as empresas.

Entre as brasileiras, a Fundação Dom Cabral (FDC) foi a mais bem classificada, na 10ª posição. No ano passado, a FDC ficou em 12º. O Insper, em 54º lugar, a Fundação Instituto de Administração (FIA), em 55º lugar e a Saint Paul Escola de Negócios, na 59º posição, são as outras escolas de negócios brasileiras mencionadas na lista do Financial Times.

Confira abaixo as 30 melhores escolas de negócios para executivos em 2016:

1º IMD  (Suíça/Singapura)

Iese Business School (Espanha)

Harvard Business School (Estados Unidos)

4º University of Virginia: Darden (Estados Unidos)

5º University of Michigan: Ross (Estados Unidos)

6º Center for Creative Leadership (Estados Unidos/Bélgica/Singapura/Rússia)

7º Esade Business School (Espanha)

8º HEC Paris (França)

University of Oxford: Saïd (Reino Unido)

10º Fundação Dom Cabral (Brasil)

11º Insead (França/Singapura/Emirados Árabes Unidos)

12º London Business School (Reino Unido)

13º ESMT – European School of Management and Technology (Alemanha)

14º University of Chicago: Booth (Estados Unidos/Reino Unido/Singapura)

15º Stanford Graduate School of Business (Estados Unidos)

16º MIT: Sloan (Estados Unidos)

17º University of Pennsylvania: Wharton  (Estados Unidos)

18º Essec Business School (França/Singapura)

18º UCLA: Anderson (empate)  (Estados Unidos)

20º University of Toronto: Rotman (Canadá)

21º Kaist College of Business  (Coreia do Sul)

22º CEIBS (China)

22º Henley Business School (empate) (Reino Unido)

24º Columbia Business School  (Estados Unidos)

25º Western University: Ivey (Canadá/China)

26º Queen’s University: Smith (Canadá)

27º IE Business School (Espanha)

28º ESCP Europe (França/Reino Unido/Alemanha/Espanha/Itália)

29º Vlerick Business School (Bélgica)

30º Thunderbird School of Global Management at ASU  (Estados Unidos)

 

Esta matéria foi originalmente publicada em Exame.com

 

Leia também:
Entenda as diferenças entre o MBA tradicional e o executivo no exterior
Educação executiva: conheça os benefícios deste tipo de curso
3 bolsas de estudo para MBA que encerram inscrições em junho

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas