Um projeto: Fundação Estudar

Universidades

Perfis, curiosidades e oportunidades das melhores universidades do mundo

04.02.16

Insead: conheça a escola francesa que tem o melhor MBA do mundo

Insead: conheça a escola francesa que tem o melhor MBA do mundo

Conheça o Instituto francês que tem campus na Ásia e no Oriente Médio e desbancou Harvard com seu programa de MBA!

Por Nathalia Bustamante

The Business School for the World”. O slogan adotado pelo Insead (sigla em francês para Instituto Europeu de Administração de Empresas) demonstra claramente seu propósito de ser uma escola global. E assim ele tem sido há mais de 50 anos: já em sua primeira turma, em 1960, foram formados 45 estudantes de 14 nacionalidades diferentes.

MBA de escola francesa desbanca Harvard e é considerado o melhor do mundo

Para a administradora Marcela Zonis, brasileira que realizou MBA lá em 2013, a diversidade da escola vai muito além das nacionalidades diferentes: “Eles prezam por nos colocar em contato com personalidades, inteligências e competências muito diversas”, diz. “Nada é mais contundente para expandir nossa visão de mundo e de nós mesmos do que nos tirar da zona de conforto e nos fazer conviver e trabalhar com essas diferenças”.

Apontada pelo Financial Times como o melhor programa de MBA do mundo, a escola de negócios tem alunos de 90 países diferentes e campi em três continentes. O campus original, na Europa, é localizado em Fontainebleau, a 60 quilômetros de Paris. O segundo localiza-se no distrito Buona Vista, em Singapura, e o terceiro, em Abu Dhabi. O corpo docente é composto por 148 professores oriundos de 40 países – sendo que alguns deles lecionam simultaneamente nos campus da França e de Singapura.

Por ano, 900 alunos são admitidos no programa de MBA – 300 deles iniciando o curso em Singapura e 600 na França. Como os programas acontecem paralelamente, os participantes têm a possibilidade de transitar entre os cursos na Europa e na Ásia, bem como realizar módulos eletivos no Oriente Médio. “A transição não é obrigatória, mas eu recomendo muito. As duas cidades são completamente diferentes e a experiência é muito complementar”, comenta Marcela.

A instituição está entre as 10 escolas de negócios com o maior número de bilionários entre seus ex-alunos: são 9, no total. Em 2014, 90% dos graduados saíram empregados do MBA – destes, 40% foram trabalhar em consultorias.

MBA e outros programas 

Enquanto MBAs que seguem o modelo americano têm duração de dois anos, no Insead ele varia entre dez e doze meses – sendo que apenas o último, com início em janeiro, contempla o período de estágio de verão. O ritmo é intenso: “Eles conseguem cobrar 80% do conteúdo programático do MBA de dois anos em 10 meses. Ocupava de 14 e 16 horas do meu dia entre atividades e estudo”, relembra Marcela.

O modelo de um curso mais curto também o torna mais acessível: não à toa, o MBA do Insead foi classificado em 2014 como o programa com melhor relação custo/benefício pela revista Business Week. O investimento gira em torno de US$ 68.740, e diversos bancos parceiros da escola oferecem programas de financiamento.

O modelo de discussões de caso (o famoso case study) é amplamente utilizado em todas as disciplinas. Há uma diretriz também para que estudantes da mesma nacionalidade não façam parte dos mesmos grupos de trabalho. “Lá, o professor se torna quase um maestro dos diferentes pontos de vista. As contribuições que os estudantes trazem são muito ricas”, afirma Marcela.

Além do MBA, a instituição oferece outros programas voltados a negócios, como MBAs Executivos, mestrados em Finanças, Consultoria e Coaching de Mudanças e PhDs. No total, são 1.300 estudantes matriculados a cada ano, além de outros 9.000 executivos que participam dos programas de educação executiva.

Embora todos os cursos sejam ministrados em inglês, é pré-requisito para admissão ter conhecimento de ao menos duas outras línguas. A idade média para cada turma de MBA é de 28 anos, sendo que o board de seleção valoriza muito a variedade de atributos dos candidatos – muitas vezes, experiências de vida diversas falarão mais alto que um resultado do GMAT (prova em inglês que mede raciocínio lógico e verbal).

Como tudo começou

Fundado em 1957 pelo investidor e ex-professor da Harvard Business School Georges Doriot e outros dois egressos do MBA de Harvard, o Insead foi inicialmente financiado pela Câmara de Comércio de Paris. A história do Instituto está intimamente ligada ao castelo histórico de Fontainebleau. Lá foi celebrada a cerimônia de sua inauguração, em 1959, bem como realizadas as aulas das primeiras turmas. Até hoje, a Insead financia restaurações no edifício, e o castelo é sede de eventos importantes, como a comemoração de 50 anos da escola, realizada em 2007.

O Instituto tem parcerias com diversas escolas de negócios renomadas do mundo, como a Wharton e a Universidade de Tsinghua, na China. No Brasil, é parceiro da Fundação Dom Cabral, e oferece programas de educação executiva exclusivos para brasileiros.

O Insead passou a figurar nos rankings de melhores MBAs do mundo em 1999, e, desde então, vem galgando posições. Em 2011, foi apontada como a melhor escola de negócios fora dos Estados Unidos pela revista americana Business Week; em 2014, foi reconhecido pela Forbes como o MBA com o melhor retorno sobre investimento e por fim, em 2016, desbancou a líder Harvard Business School como o melhor programa de MBA do mundo.

Ex-alunos ilustres
– Yves Carcelle, president da grife Louis Vuitton;
– Sir Lindsay Owen-Jones, president do grupo L’Óreal;
– Tidjane Thiam, director-geral do banco Crédit Suisse;
– Muhammad Jusuf Kalla, vice-presidente da Indonésia;
– Bill Morneau, Ministro de Finanças do Canadá;
– Gunter Pauli, empreendedor, palestrante e autor do livro “A Economia Azul”.

*Na foto: Campus do Insead em Singapura

Leia também:
Guia online e gratuito sobre MBA no exterior
Conheça as 10 melhores Universidades Europeias
O ranking definitivo dos melhores MBAs dos Estados Unidos

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas