Um projeto: Fundação Estudar

Universidades

Perfis, curiosidades e oportunidades das melhores universidades do mundo

21.12.15

Universidade de Oxford: conheça a 1ª universidade em língua inglesa

Oxford University

Instituição já foi palco de debate sobre teoria da evolução e teve hereges queimados em seu campus. Lá, estudaram 26 primeiros-ministros britânicos!

Ler sobre a Universidade de Oxford é como abrir um livro de história. A mais antiga universidade de língua inglesa foi fundada em 1090 e cresceu de vez em 1167 após o Rei Henrique II da Inglaterra proibir seus estudantes de irem a Paris. A própria instituição gosta de dizer que é mais antiga que o Império Azteca, Genghis Khan e a Catedral de Notre-Dame de Paris.

A instituição foi palco de diversos acontecimentos históricos, muitos de cunho religioso. No século 14, um de seus professores fez campanha por uma Bíblia em inglês, em direta oposição ao papado. Em 1530, o Rei Henrique VIII forçou a universidade a aceitar seu divórcio de Catarina de Aragão. No mesmo século, membros do clero anglicano considerados hereges foram queimados na fogueira no campus. E em 1860, em um dos debates mais famosos da ciência, o acadêmico Thomas Huxley enfrentou o Bispo Wilberforce para defender a teoria da evolução.

Oxford segue sendo uma das universidades mais renomadas do mundo – é a 1ª melhor da Europa e 2ª melhor do mundo, de acordo com a Times Higher Education –, e hoje conta com 38 faculdades e cerca de 22.300 alunos. São 11.700 mil em mais de 250 cursos de graduação e outros 10 mil na pós-graduação, que tem mais de 300 programas. A taxa de aceitação é de 18%. Estudantes internacionais compõe 40% do total de alunos.

Oxford ainda conta com 5% dos pesquisadores acadêmicos do Reino Unido e já formou 26 primeiros-ministros britânicos – incluindo o atual, David Cameron –, 120 medalhistas olímpicos, 26 vencedores do Nobel e outros 30 líderes mundiais de renome, como Bill Clinton e Aung San Suu Kyi. Entre os professores famosos de Oxford estão Lewis Carrol, autor de Alice no País das Maravilhas;  e JRR Tolkien, autor de O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion, entre outras publicações.

Custos – Estudar por lá para estudantes internacionais (fora da União Europeia) custa entre £15.000 e £22.500 por ano. Quem consegue ultrapassar essa barreira financeira, vai estudar em um dos ambientes acadêmicos mais lendários do mundo, em que exames são feitos com vestimentas tradicionais, cada aluno conta com um tutor e onde se estuda, em média, 40% a mais que em outras instituições britânicas. Outro ponto de destaque são as residências estudantis, que datam do século XIII e tornaram-se tradição mundo afora.

Quase um quarto da cidade de Oxford é composta por alunos da universidade, fazendo dela a cidade mais jovem da Inglaterra. E há sempre algo para fazer nas horas vagas, seja perambular por uma das cem bibliotecas da Universidade Oxford, estudar insetos ou praticar quadribol, o esporte favorito de Harry Potter.

Outros famosos que passaram por Oxford:
Tim Berners Lee, inventor da World Wide Web;
Stephen Hawking, astrofísico;
Benazir Bhutto, ex-primeira-ministra do Paquistão;
Oscar Wilde, escritor;
Thomas Hobbes, filósofo;
John Locke, filósofo;
Oliver Sacks, neurocientista;
Lady Antonia Fraser, historiadora.

Acesse aqui o site da universidade
Saiba mais sobre o processo seletivo
Saiba mais sobre as bolsas de estudo oferecidas por Oxford

Leia também:
Guia online e gratuito sobre a Ivy League
Bolsas Erasmus Mundus levam você para a Europa
Cursos rápidos em universidades de excelência da Europa, EUA e Austrália

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas