Inicio Conheça três programas de bolsa para fazer mestrado na Itália

Conheça três programas de bolsa para fazer mestrado na Itália

0
Conheça três programas de bolsa para fazer mestrado na Itália

Os interessados em fazer mestrado na Itália podem contar com um número generoso de bolsas de estudo no país. Há, por exemplo, um programa do governo italiano que contempla cursos de pós-graduação – e que seleciona alunos internacionais, como é o caso dos brasileiros.

Além disso, instituições específicas lançam iniciativas próprias, com benefícios parciais ou integrais, para estudantes com bom desempenho acadêmico. As universidades de Pádua, Milão e Bocconi são exemplos das que promovem programas próprios, que ofertam desde um desconto na anuidade até apoio financeiro para acomodação e manutenção no país.

Conheça as bolsas de mestrado na Itália e programe-se!

Universidade Luigi Bocconi

A instituição tem um nome a zelar, em especial, nas temáticas voltadas aos negócios. Para os interessados em fazer cursos de mestrado na Itália, há uma variedade de opções em inglês e italiano, incluindo Marketing Management e Economia e Ciências Sociais.

Para quem busca formas de viabilizar a formação no exterior, há bolsas de estudo disponíveis anualmente, com inscrições feitas até 31 de maio. Os Bocconi Graduate Merit Awards cobrem o valor da anuidade, de cerca de 13 mil euros, e também oferece uma vaga nas acomodações da universidade para um número limitado de alunos.

Não há um processo separado para bolsa, já que os estudantes são analisados assim que enviam os documentos para candidatura padrão ao curso (como histórico acadêmico, currículo e exames de proficiência).

Politecnico di Milano

A instituição apresenta mais de um programa de bolsas anualmente: um deles, dividido em três chamadas, para os alunos que começam o curso em setembro, e outro, para os ingressantes em fevereiro. Para os interessados em fazer mestrado na Itália e que desejem iniciar seus estudos em fevereiro de 2019, as applications estarão abertas a partir de 24 de maio.

Como auxílio financeiro, o Politecnico di Milano oferece três tipos de bolsas de estudo, nomeadas como Silver, Gold e Platinum. A Silver cobre apenas a tuition, enquanto que a de nível Gold soma a tal benefício um prêmio anual de 5 mil euros. Esse valor deve ser usado, em parte, para cobrir a acomodação na universidade e o restante, para os gastos do aluno durante seu período de estudos. Já a Platinum totaliza 10 mil euros em seu prêmio anual, além de cobrir o valor integral da anuidade.

Os critérios para estabelecer os ganhadores incluem desde um desempenho acadêmico de destaque até um bom portfólio e uma carta de motivação que chame a atenção dos avaliadores.

Universidade de Pádua

No caso da Universidade de Pádua, há mais de um programa de bolsas disponível para alunos internacionais – além de iniciativas focadas em áreas específicas, como as engenharias. De modo geral, os estudantes internacionais devem se candidatar no começo do ano letivo (em janeiro ou fevereiro) para iniciar os estudos em setembro.

É o caso do Padova International Excellence Scholarship Programme, disponível para estudantes que sejam de fora da Itália e estejam entre os melhores de sua turma na graduação. As bolsas da Galilean School of Higher Education também selecionam estudantes com desempenho excelente e exigem, na candidatura, uma lista de documentos como cover letter e diploma da graduação.

Para os interessados em embarcar para o mestrado na Itália nas áreas de engenharia, gestão, tecnologias da informação e economia, há ainda as bolsas Invest your Talent. Nesse caso, o processo de admissão demanda que o estudante grave um vídeo de apresentação, além de submeter documentos como currículo em inglês, cartas de recomendação e testes de proficiência em inglês, como TOEFL e IELTS.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia