Um Projeto: Fundação Estudar
aprender qualquer coisa pela internet

Como aprender qualquer coisa (de graça) pela internet – de idiomas a cursos de Harvard

Por Redação do Estudar Fora
06.06.2018

São inúmeras as possibilidades de cursos gratuitos online. Aplicativos para aprender idiomas, cursos sobre programação e disciplinas nas melhores universidades do mundo fazem parte do pacote. Saiba como aprender qualquer coisa pela internet - e sem gastar nada.


Ainda que um diploma universitário continue a ser crucial na economia atual, não é uma rota exclusiva para uma carreira satisfatória e lucrativa. Basta perguntar a nomes como Bill Gates, Oprah Winfrey, Michael Dell, Steve Jobs e Mark Zuckerberg para saber.

No futuro, um simples diploma de graduação em uma matéria específica não será suficiente para muitos de nós. Enquanto robôs e automação afetarão a força de trabalho no mundo todo, centenas de milhões de pessoas – a maioria delas que não têm tempo ou dinheiro para escolher um novo curso bacana com quatro anos de duração – vão ter de se “remodelar” a fim de conseguir empregos. A questão que muitos empregadores e funcionários encaram é como fazer isso de forma eficiente, rápida e, mais do que isso, barata.

A internet, felizmente, já apresenta diversos recursos. Quer você seja um profissional experiente procurando novas oportunidades, quer esteja curioso quanto às alternativas ao diploma universitário, ou só queira fazer um curso pelo prazer de aprender, o Quartz separou os melhores materiais para aprender qualquer coisa na internet.

Para uma educação digna de um liberal arts college

O primeiro nome que vem à cabeça quando o assunto é curso online, o Coursera se transformou em um gigante na área, pelo seu papel pioneiro na popularização dos MOOCs (massive open online courses, em inglês). Criado em 2012, o Coursera conta com 28 milhões de usuários e possui mais de dois mil cursos à disposição atualmente – que podem ser feitos de graça ou por uma pequena taxa, para quem deseja obter um certificado – de instituições como Harvard e Stanford.

Nos últimos anos, o catálogo expandiu muito, e já abrange muito mais do que matérias tradicionais, como História ou Matemática. “Há um interesse crescente em formações que tratem de desenvolvimento profissional e pessoal. Por exemplo, você encontrará cursos sobre como aprender e como encontrar a felicidade, ou mesmo propostas mais orientadas a habilidades profissionais”, disse Daphne Koller, a co-fundadora do Coursera, à Quartz, em 2016.

As aulas mais populares disponíveis na plataforma incluem:

#1 Machine Learning, da Universidade Stanford

#2 Learning How to Learn, da Universidade da Califórnia em San Diego.

#3 Bitcoin and Cryptocurrency Technologies, da Universidade de Princeton

#4 Financial Markets, da Universidade Yale

#5 Programming for Everybody, da Universidade de Michigan

#6 Seeing Through Photographs, do Museum of Modern Art

#7 Buddhism and Modern Psychology, da Universidade de Princeton

#8 Introduction to Philosophy, da Universidade de Edimburgo

Há ainda várias plataformas de MOOCs, incluindo a Udacity e a edX. A Udacity tende a ser um recurso melhor para profissionais que procuram desenvolver habilidades específicas, enquanto que a edX – criada por Harvard e pelo MIT – é uma plataforma acadêmica diferente, com foco especial em ciência. Entretanto, os dois possuem catálogos amplos, em que é fácil fazer buscas pela base de dados.
Para competências profissionais bastante específicas, há também o Alison, que trabalha junto a gigantes como Google e Macmillan para providenciar treinamento em áreas como atendimento ao cliente, gestão de projetos e recursos humanos.

Leia também: 300 cursos online e gratuitos em universidades da Ivy League

Se o seu objetivo, entretanto, é só o de mergulhar em todo o conhecimento disponível, também pode dar uma chance à Khan Academy. O site costuma ser elogiado por seu conteúdo simplificado, ensinado por experts por meio de vídeos curtos no Youtube, que são fáceis de entender e não necessariamente fazem parte de um curso completo.

Se você deseja ter aulas com professores de uma instituição específica, verifique se a escola não tem seu próprio programa de disciplinas online. Por exemplo, o Open Learning Initiative, de Harvard; Open Learning Initiative, da Carnegie Mellon; o OpenCourseWare, do MIT, e o Open Yale Courses. Tratam-se de exemplos – cada vez mais comuns – de como as universidades estão fazendo publicidade de suas matérias mais populares.

Para aprender um novo idioma

Muitos usuários de smartphones já têm familiaridade com o Duolingo, que surgiu nos últimos anos como o maior programa de ensino de idiomas, passando por cima de empresas estabelecidas, como Rosetta Stone, graças a sua eficiência. E, claro, ao seu preço.

Leia também: Conheça os melhores podcasts para aprender cinco idiomas

Duolingo, que apresenta cerca de 200 milhões de usuários registrados ao redor do mundo, atualmente oferece 68 cursos de idioma distribuídos por 23 línguas. E, ainda, conta com 22 deles em desenvolvimento. O programa opera por um modelo “freemium” (como, por exemplo, o Spotify), o que permite aos usuários testar o nível do aplicativo de graça, para, depois, pagar por recursos adicionais. A genialidade da ferramenta está, primeiramente, em seu design, que tem sido elogiado por ser revolucionário e intuitivo. Em resumo, lições integram traduções em texto, mesclando conteúdo em vídeo, áudio e fala, em um ambiente de aprendizado variado.

Para a euforia da ficção

A leitura, o mais incrível lazer, não precisa ser custosa. Comece pelo Project Gutenberg, que disponibiliza mais de 56 mil e-books gratuitos. Open Library, um projeto do Internet Archive que pretende catalogar todos os livros existentes, também oferece vários e-books de graça.

Busque uma biblioteca que use o OverDrive, um recurso que permite aos usuários pegar emprestado os livros digitalizados e audiobooks do catálogo. Libby é outro aplicativo que permite essa mesma funcionalidade, mas com uma interface melhor.

O Google Books, por sua vez, já abandonou a ideia de digitalizar todos os livros do mundo, mas possui uma aba de “e-books gratuitos” a que você pode recorrer e serve como site interessante para fins acadêmicos e para quem busca títulos mais modernos.

Para o beabá da programação

Programação está entre as melhores habilidades para se aprender online – afinal, o trabalho em si está totalmente inserido no computador. Entretanto, a qualidade do ensino desse tema vai desde o nível “expert” até aulas falhas.

Os programadores, por sua vez, tendem a concordar que Codecademy, Free Code Camp e HackerRank possuem recursos consistentes e bem desenvolvidos.

Codecademy guia os novatos em programação pelo básico de HTML e CSS, e também pelo JavaScript e linguagens mais complicadas. Já o Free Code Camp faz a mesma coisa, mas com a ênfase em construir projetos reais para organizações sem fins lucrativos.

Já o HackerRank oferece “desafios” de programação, pequenos quebra-cabeças que são educacionais sem parecerem meramente instrutivos, permitindo uma abordagem de aprendizado na prática, que funciona para pessoas que preferem projetos a aulas expositivas. Se nenhuma das opções chama a atenção, afinal, arrisque-se em uma lista de 49 recursos para aprender o assunto.

Para uma iniciação em temas complexos

Complicada é a ideia de começar a aprender mais sobre o mundo físico sem ter um bom ponto de partida. Os cursos gratuitos a seguir – alguns deles, inclusive, de plataformas já mencionadas – oferecem um misto de materiais interativos, quizzes e vídeos. E, no fim das contas, servem como excelente inspiração para aqueles que se interessam por trabalhar, ou simplesmente aprender sobre, as ciências.

#1 Greatest Unsolved Mysteries of the Universe, da Australian National University

#2 Understanding Einstein: The Special Theory of Relativity, da Universidade Stanford

#3 Introduction to Astrophysics, da École Polytechnique Fédérale de Lausanne

#4 Math is Everywhere: Applications of Finite Math

#5 BBC Learning: Science

Para uma dose cavalar de motivação

TED Talks estão longe de ser um recurso secreto. Você pode, facilmente, encontrar palestras de estrelas de qualquer indústria, dos setores de tecnologia à agricultura. Outra fonte de inspiração é o site MasterClass, que não é gratuito (para ter uma ideia, o preço atual é de 180 dólares ao ano pela assinatura), que abriga vários vídeos bem feitos com celebridades. Nele, Judd Apatow pode ensinar comédia, Gordon Ramsay passa adiante sua sabedoria culinária e Diane von Furstenberg compartilha suas dicas para criar uma marca de moda.

Leia também: Curso mais popular de Yale “ensina felicidade” – e está disponível online

Com esse tipo de aulas, a plataforma não importa tanto quanto a ideia de ser continuamente inspirado, por ídolos, ícones e experts, ou qualquer pessoa que você sinta que pode guiá-lo aonde deseja ir. Então, com esses conteúdos, é possível manter a energia lá em cima e continuar entusiasmado com o mundo à sua volta.

O CEO do Masterclass, David Rogier, diz que “as escolas ensinam as habilidades fundamentais que você deve aprender, mas nosso mundo em transformação nos desafia a mudar e a continuar nosso aprendizado”. Graças à internet, isso está mais fácil do que nunca.

Esse texto foi originalmente publicado pelo site Quartz, em inglês. Para ler a versão original, basta acessar este link

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d