Inicio Universidades dos EUA entram em conflito sobre obrigatoriedade dos SAT e ACT

Universidades dos EUA entram em conflito sobre obrigatoriedade dos SAT e ACT

0
Universidades dos EUA entram em conflito sobre obrigatoriedade dos SAT e ACT
Campus da California State University (CSUN) | Foto: California State University

Em março deste ano, o Conselho da California State University votou por unanimidade a não utilização dos testes padronizados SAT e ACT nos processos seletivos dos cursos de graduação. Candidatos que enviarem os resultados dos exames no próximo período de seleção, não terão as notas consideradas.

A decisão é um novo capítulo do longo debate sobre a capacidade desses exames de avaliarem democraticamente os estudantes. Ambos testes receberam duras críticas nos últimos anos apontando uma tendência em privilegiar alunos de famílias com rendas mais altas.

“A decisão está alinhada com os esforços contínuos da California State University para nivelar o campo de jogo e fornecer maior acesso a um diploma universitário de alta qualidade para estudantes de todas as origens”, explicou o chanceler interino Steve Relyea para a publicação Inside Higher Education.

E-book gratuito: como tornar o processo de admissão em universidades estrangeiras mais acessível

Segundo ele, a decisão tem como objetivo eliminar a “dependência” da universidade de um “teste de alto estresse e alto risco que mostrou benefícios insignificantes”. Além disso, o representante da California State afirmou que os próximos processos seletivos proporcionarão aos candidatos “maiores oportunidades de demonstrar a motivação, talentos e potencial”.

Em resposta neste comunicado, o ACT criticou a decisão da Cal State e afirmou que a decisão “mais prejudique do que ajude os alunos” e que “abandonar o uso de avaliações objetivas como o teste ACT introduz maior subjetividade e incerteza no processo de admissão”.

De acordo com os representantes do exame, uma pesquisa realizada pelo próprio ACT mostrou que aplicar testes opcionais no lugar dos exames padronizados “não têm os efeitos sugeridos, como aumentar a diversidade do grupo de candidatos”. Os resultados da pesquisa são abertamente adotados por muitas instituições, entre elas a Universidade de Harvard.

Leia também: 4 aplicativos para estudar para o SAT

MIT voltou a aplicar os exames SAT e ACT para os processos de admissão

No início de abril, o MIT (Massachussetts Institute of Technology) anunciou que retomará a exigência dos exames SAT e ACT no processo de seleção dos novos alunos. A obrigatoriedade dos testes foi abandonada pela instituição durante a pandemia.

O anúncio da reintrodução dos exames foi feito pelo reitor de admissões e serviços financeiros estudantis da universidade, Stu Schmill, que afirmou que a obrigatoriedade do exame é um “requisito mais justo e transparente do que uma política de teste opcional”. Leia mais sobre a decisão no link (disponível aqui).

Leia também: As Melhores Bolsas de Estudo com Inscrições Abertas 

SAT terá versões digitais

Na tentativa de tornar o exame mais acessível e democrático, o SAT anunciou em fevereiro de 2022 que será totalmente digital e mais curto a partir de 2024 – a prova passará a ter a duração de 2h, ao invés de as 3h atuais.

No anúncio da mudança, a vice-presidente do setor de avaliações para faculdades da College Board, instituição responsável pelo SAT, Priscilla Rodriguez, explicou que “a prova não será apenas uma versão digital do atual teste”, mas sim uma versão mais “flexível”, “fácil de ser feita”, “segura” e “relevante”. Leia mais sobre as mudanças no link (disponível aqui).

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia