Um Projeto: Fundação Estudar
Dicas para entrar em Harvard

Guia para quem sonha em estudar na Universidade Harvard

Por Lecticia Maggi
11.06.2019

Reportagens, curiosidades e vídeos sobre a instituição mais famosa do mundo! E conheça Tábata Amaral, ex-moradora da periferia de SP, que se formou lá!


Quando você pensa em universidade de excelência no exterior, qual o primeiro nome que vem à sua cabeça? Harvard, certo? Fundada em 1636, em Cambridge, Massachusetts, a universidade é a mais antiga e prestigiada instituição de ensino superior dos Estados Unidos. E se você quer saber como entrar em harvard, está no lugar certo!

Sinônimo mundial de qualidade acadêmica, Harvard já abrigou em suas salas de aula oito presidentes americanos, entre eles Barack Obama (Escola de Direito), George W. Bush (Escola de Negócios) e John Kennedy (Assuntos Internacionais). Além disso, entre ex e atuais alunos e professores há nada menos que 70 ganhadores do Prêmio Nobel.

Ficou interessado? Veja a seguir um guia com as principais informações publicadas no site para quem sonha em estar entre os melhores do mundo. Se não puder ler agora, você também pode ouvir este conteúdo:

Como entrar em Harvard: conheça o processo de admissão

O processo de seleção de Harvard é igual ao da maioria das universidades norte-americanas e envolve a realização de testes padronizados (SAT ou ACT), e de proficiência em inglês (TOEFL ou IELTS), análise de currículo acadêmico, envio de cartas de recomendaçãoessays (redações).

Mesmo sabendo como entrar em Harvard, realizar isso de fato ainda é desafiador: a escola é uma das mais seletivas do mundo, e menos de 6% dos alunos que se inscrevem conseguem uma vaga. Ingressar em Harvard é sim muito díficil, mas não é impossível e não é preciso ser gênio para conseguir.

Pedro Farias, que atualmente está no terceiro ano de estudos em harvard, explica no vídeo abaixo como é o processo seletivo para entrar na universidade. Diferentemente dos vestibulares usados no Brasil, o processo de como entrar em Harvard envolve muitos outros fatores além da sua nota numa prova. Confira:

Outro brasileiro que já foi aceito em Harvard, Victor Domene, já deu um depoimento ao Estudar Fora falando sobre quem seria o “candidato ideal” para a universidade. Nas palavras dele, além de um excelente desempenho acadêmico, o candidato também precisa dar um jeito de demonstrar no seu essay, cartas de recomendação e entrevistas aquilo que o diferencia dos demais e o torna interessante. E, é claro, é preciso mostrar também “uma vontade e uma paixão muito grandes por suas áreas”.

A brasileira Tábata Amaral, atualmente deputada federal pelo PDT-SP, prova que, com esforço, o sonho pode virar realidade: ex-moradora da periferia de São Paulo, filha de um cobrador de ônibus e de uma dona de casa, Tábata estudou boa parte da vida em escolas públicas até se destacar em olimpíadas científicas e ganhar uma bolsa integral em um colégio de alto padrão da capital paulista. Depois disso, sua vida mudou e ela passou a sonhar alto – o que não quer dizer que o processo até o topo foi simples: “Por mais que eu estivesse construindo um currículo muito bom de atividades, com trabalho voluntário e medalhas em olimpíadas científicas, eu não tinha o inglês”, conta. “Tinha um mentor que me guiou e todo o processo e chamava a minha atenção, falava que eu tinha que estudar mais para o TOEFL e o SAT, que meu inglês estava péssimo. Cheguei a corrigir 30 vezes uma única redação para que ela chegasse ao nível desejado”. Leia a história completa dela aqui

Assista ao depoimento da Tábata e inspire-se:

Renan Ferreirinha: outro brasileiro que chegou lá

Natural de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, Renan Ferreirinha estudou no Colégio Militar do Rio. Apaixonado por educação e empreendedorismo, co-fundou o Formigueiro, o primeiro site de crowdfunding voltado a educação do Brasil, e o projeto Somar-inglês, curso de inglês para crianças carentes do Complexo de Lins, no Rio. Hoje, é deputado estadual do Rio de Janeiro pelo PSB. Por meio de suas colunas no Estudar Fora, ele compartilha como é, de fato, a vida de um estudante da universidade mais famosa do mundo e o que acontece de mais interessante dentro e fora das salas de aula, e dá dicas de como entrar em Harvard para brasileiros interessados. Veja:

Rede de bibliotecas

Com mais de 70 bibliotecas e 16 milhões de exemplares, a rede de bibliotecas de Harvard é a mais antiga dos Estados Unidos e forma o maior sistema bibliotecário privado do mundo. “Pense em um livro. Não importa a data, autor ou localidade de sua produção, ele provavelmente estará disponível pra você em não mais que 48 horas”, conta Renan. No vídeo a seguir ele apresenta uma das bibliotecas:

Esportes na universidade

Harvard possui um estádio com formato de uma ferradura com capacidade para mais de 30 mil pessoas. Ele fica localizado no centro esportivo da instituição, do outro lado do Charles River, o famoso rio que corta o campus. Quer sentir o gosto de assistir a uma partida no Harvard Stadium? Renan gravou um trecho de um jogo contra a Universidade de Dartmouth:

Esportes é coisa séria na universidade onde há desde estudantes que só se exercitam por hobby até atletas de padrão olímpico. No frio de 5º graus, Renan foi jogar futebol com seus colegas. Veja:

Transporte

Harvard possui algumas linhas de shuttles que ligam diferentes lugares da universidade. O serviço é usado por alunos, professores e funcionários. Saiba mais:

Eventos na universidade

Housing Day

É uma das datas mais tradicionais de Harvard. É nesse dia que os freshmen (alunos do primeiro ano) descobrem em qual casa vão morar nos próximos três anos. Saiba mais sobre da data AQUI e assista a um vídeo do Renan mostrando o evento:

Festa junina

Para minimizar a saudade de casa, o grupo de estudantes brasileiros de Harvard realiza uma série de eventos. Desta vez, foi uma festa junina (em outubro!) com direito a doces típicos e quadrilha.

Palestra com presidente

“Uma das coisas mais interessantes que percebi em Harvard é a capacidade fenomenal que a universidade tem de atrair as pessoas mais influentes do mundo para vir aqui e simplesmente falar. Tive a oportunidade de ir a palestras de empresários e empreendedores de sucesso, acadêmicos vencedores do prêmio Nobel e ativistas reconhecidos globalmente. Porém, para mim, nada se compara a uma palestra de um chefe de Estado”, conta Renan. No vídeo a seguir, ele mostra uma palestra em que teve a oportunidade de fazer uma pergunta ao então-presidente do Equador, Rafael Correa.

Formatura dos alunos – A formatura de Harvard é um verdadeiro show. Neste ano, a paraninfa foi ninguém menos que Sheryl Sandberg, braço direito de Zuckerberg e uma das dez mulheres mais influentes do mundo, segundo a revista Forbes. Já o hino americano foi cantado por Aretha Franklin. Saiba mais

Tábata Amaral e Renan Ferreirinha estão longe de ser oúnicos brasileiros a entrar em Harvard. Confira aqui oito brasileiros que já entraram lá.Se você está se perguntando como entrar em Harvard, analisar a experiência deles pode ser um ponto bem interessante.

Como entrar em Harvard na graduação?

O essencial é: seja interessante. Este é o conselho de Drew Gilpin Faust, reitora da instituição, para aqueles que sonham com uma vaga. Ter excelentes notas na escola e um currículo recheado de atividades extra-curriculares não basta. “Poderíamos preencher nossas salas duas vezes apenas com os alunos de melhores notas no ensino médio”, afirma Drew. Veja dicas dela

Como entrarm em Harvard para fazer um curso curto

Uma opção é estudar na escola de extensão de Harvard (Harvard Extension School) que oferece, ao longo de todo o ano, cursos de curta duração das mais variadas disciplinas, sendo que apenas alguns deles exigem que o aluno apresente o Toefl . Os cursos duram, em média, 3 meses. Dá para fazer desde programas de idiomas até de química, passando por astronomia, psicologia, administração, marketing e muitas outras áreas. Saiba mais 

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d