Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

08.09.14

Personal statement: a chave do processo de seleção para pós fora

Personal statement: a chave do processo de seleção para pós fora

Texto tem o poder de revelar às universidades o que as provas não mostram: sua personalidade. Saiba o que escrever em cada parágrafo e veja erros principais!

O processo de seleção para cursos de pós-graduação no exterior, a exemplo dos cursos de graduação, é holístico. Os admissions officers (profissionais responsáveis pela seleção) levam em consideração o perfil do candidato e sua trajetória acadêmica e profissional, e não apenas as notas que obteve em provas. É preciso realizar o application, uma espécie de “dossiê pessoal”, que, além das provas padronizadas (GMAT e GRE), inclui currículo, cartas de recomendação, redações, e exame de proficiência no idioma em que se terá aulas.

O que é exigido na seleção de uma pós-graduação fora?

No application, o personal statement é fundamental e tem o poder de revelar à universidade aquilo que o histórico escolar e as provas padronizadas não mostram: sua personalidade. Ele nada mais que uma redação que reúne as suas experiências acadêmicas, extracurriculares e profissionais mais importantes e que o conduziram ao lugar em que está hoje, além dos objetivos que pretende atingir com o programa pleiteado.

Algumas universidade adotam o nome de statement of purpose em vez de personal statement, mas na prática eles são a mesma coisa. “É  a redação que, de fato, fará a diferença entre você e as outras centenas de estudantes”, afirma Thaylan Toth, gerente de desenvolvimento humano da Fundação Estudar.

Com a ajuda de Paulo Cesar, e diretor da Philadelphia Consulting, empresa de preparação para estudos no exterior, o Estudar Fora montou um passo a passo de como realizar esse ensaio:

1. Faça um brainstorming

Escreva tudo que aconteceu de importante na sua vida nos últimos anos e que contribuíram para o seu crescimento. Pense também sobre os seus pontos fortes. Deixe as ideias fluírem livremente e não se preocupe com o tamanho do texto.

2. Escreva o 1º rascunho

O personal statement deve ser dividido da seguinte forma:

1º parágrafo: introdução

Faça um resumo de seus valores pessoais e conquistas.

Do 2º ao 4º parágrafo: corpo do texto

2º parágrafo: fale sobre suas conquistas acadêmicas.

3º parágrafo: fale sobre sua trajetória profissional e conquistas na carreira.

4º parágrafo: explique de que forma o programa de pós-graduação pretendido poderá contribuir para o seu desenvolvimento e ajudá-lo a avançar ainda mais na carreira.

5º parágrafo: conclusão
Apresente os objetivos pessoais e profissionais que pretende alcançar após a conclusão do curso. Ou seja, escreva seu plano de carreira.

Dica:

“Criatividade é a palavra chave. Há muitos candidatos para poucas vagas, então o comitê de admissões quer ver o quão criativo você será capaz de ser para se destacar. Escreva além do tamanho exigido para depois lapidar o texto até chegar ao número de palavras ideal”, afirma Paulo.

3. Peça feedbacks

Mostre seu rascunho para pessoas que o conheçam bem, como familiares, amigos ou professores. Pergunte se o que está escrito reflete quem você realmente é. Se necessário, contrate ajuda profissional.

4. Faça correções e revise

Faça as correções que julgar pertinentes e leia tudo com atenção para verificar se há erros de digitação, ortografia e gramática. Se possível, peça para alguém fluente em inglês também revisar para você.

ATENÇÃO: os principais erros dos brasileiros 

> Ser muito impessoal
Um bom ensaio é autêntico e deixa transparecer nuances da personalidade do candidato.

> Ser genérico demais
Quem fala sobre tudo, não diz nada. É preciso apresentar realizações e objetivos específicos.

> Ser muito modesto
É comum os candidatos terem vergonha de falar sobre suas conquistas com medo de parecerem arrogantes. É um erro. Fale claramente sobre os objetivos que já alcançou.

Leia também:
GMAT x GRE: veja as diferenças
Anotar suas ideias é fundamental na seção de speaking do TOEFL
Cinco aplicativos para estudar para o GMAT

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas