Inicio Bolsas de mais de US$ 53 mil para programa de inovação em Stanford

Bolsas de mais de US$ 53 mil para programa de inovação em Stanford

0
Bolsas de mais de US$ 53 mil para programa de inovação em Stanford

A Universidade Stanford está com inscrições abertas para o seu Biodesign Innovation Fellowship. As bolsas de inovação em Stanford são parte de um programa de inovação em biodesign — área que envolve disciplinas desde ciências naturais básicas, como biologia, química e física, até design e ciências da computação. Seu objetivo é gerar inovações para a área da saúde. As inscrições vão até 14 de agosto!

Os bolsistas passarão dez meses em Stanford desenvolvendo suas ideias com mentoria dos professores da instituição. Durante esse período, receberão um salário mensal de US$ 5.355 (que, segundo a universidade, é suficiente para arcar com o custo de vida da região). Os bolsistas ainda receberão um auxílio de US$ 1.000 ao chegarem no país, e terão direito a seguro de vida da universidade.

Quem pode participar?

Para poder concorrer às bolsas de inovação em Stanford, a universidade pede que os candidatos tenham “diplomas avançados e/ou bastante experiência de trabalho nos campos de engenharia, ciência, ciência da computação, negócios, design de produtos, direito, medicina ou enfermagem”.

Não há, portanto, requisitos rígidos quanto a conquistas acadêmicas. Se você tiver mestrado em algumas das áreas citadas acima, é provável que sua candidatura seja aproveitada. Da mesma maneira, se você tiver concluído a graduação e já tiver bastante experiência trabalhando nessas áreas, também vale a pena tentar.

Como se candidatar às bolsas de inovação em Stanford

A candidatura pode ser feita por meio deste link. Como parte do processo, será necessário preencher um formulário de candidatura com informações de contato e de trajetória acadêmica e profissional. O candidato também deverá gravar um vídeo contando cinco fatos improváveis, mas verdadeiros, sobre si mesmo.

Além disso, será necessário anexar os seguintes documentos à candidatura:

  • CV atualizado;
  • Diplomas dos títulos acadêmicos mais avançados;
  • Histórico acadêmico desses programas;
  • Notas de exames padronizados (como GMAT ou GRE);
  • Certificado de proficiência em inglês (TOEFL ou IELTS);
  • Duas respostas curtas a perguntas que podem ser vistas no link a seguir);
  • Um essay cujo tema pode ser visto no link a seguir.

Um exemplo de candidatura completa (no qual aparecem as perguntas que devem ser respondidas e o tema do essay) pode ser visto neste link.

Finalmente, o candidato também deve enviar o contato de pelo menos três pessoas que possam escrever cartas de recomendação para ele. O contato dessas pessoas deve ser enviado por meio da plataforma online, que automaticamente mandará uma solicitação para os endereções de e-mail listados. A candidatura vai até 14 de agosto!

E o coronavírus?

A Universidade Stanford está tomando medidas específicas para essa oportunidade com relação à pandemia da COVID-19. Na página de perguntas e respostas do programa, eles informam que atrasaram o início da turma desse ano para setembro, em vez de agosto. Como a candidatura atual é para turmas que começam em 2021, é possível que a situação já tenha se normalizado até lá.

Para as candidaturas para essa edição, a universidade por enquanto manteve o mesmo cronograma. Contudo, ela afirma que está monitorando a situação para entender se outras mudanças poderão ser necessárias.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia