Inicio Inscrições abertas para centenas de bolsas integrais de graduação e pós na Hungria

Inscrições abertas para centenas de bolsas integrais de graduação e pós na Hungria

0
Inscrições abertas para centenas de bolsas integrais de graduação e pós na Hungria
Parlamento húngaro, em Budapeste. Créditos: Wikimedia Commons

O programa Stipendium Hungaricum, uma iniciativa anual do governo húngaro, abre em 16 de novembro as inscrições para bolsas de estudos para estudantes internacionais. O auxílio vale para mais de 500 cursos de graduação, mestrado e PhD, muitos dos quais são ministrados em inglês, em mais de 40 escolas húngaras. As inscrições vão até 15 de janeiro de 2021!

De acordo com o sit do programa, mais de 5 mil estudantes de mais de 70 países são contemplados com as bolsas a cada ano. Além disso, mais de 90% dos estudantes que já foram disseram que voltariam a estudar na Hungria.

O Stipendium Hungaricum tem ainda um acordo de cooperação com o governo brasileiro. Por meio dele, o programa ofertará um total de 250 bolsas de estudo para alunos brasileiros. As inscrições estão abertas até 15 de janeiro!

Quais os benefícios das bolsas na Hungria

O programa Stipendium Hungaricum cobre anuidade, seguro saúde e acomodação do estudante estrangeiro. A acomodação pode ser oferecida gratuitamente pelo programa ou pela universidade; alternativamente, o estudante receberá um valor de auxílio para moradia no valor de 110 euros por mês.

Além disso, a iniciativa oferece apoio financeiro em forma de auxílio mensal, cujo valor varia de acordo com o nível educacional do aluno. Para os bolsistas de graduação e mestrado, o valor das bolsas gira em torno de 120 euros ao mês. Já para os de PhD, a quantia vai de 390 a 500 euros mensais. Já com relação aos cursos, é possível optar por programas em húngaro, inglês, alemão ou francês.

E ainda: Tudo que você precisa saber para conseguir uma bolsa de estudos

Algumas universidades com bolsas na Hungria

Das mais de 40 universidades húngaras que integram o programa Stipendium Hungaricum, destacam-se três instituições de ensino superior tradicionais no país: a Universidade de Pécs, que, fundada em 1367 na cidade de Pécs, é a mais antiga da Hungria (e uma das mais velhas do mundo); a Universidade de Tecnologia e Economia de Budapeste (criada em 1782) e a Academia de Música Franz Liszt, também de Budapeste, que existe desdse 1875.

Para saber sobre as instituições participantes e seus respectivos cursos, acesse essa página.

Como se candidatar ao Stipendium Hungaricum

Para se inscrever, é necessário encaminhar documentos traduzidos para o inglês, como histórico escolar, certificado de conclusão de cursos anteriores e carta de motivação. Também é preciso submeter uma comprovação de proficiência no idioma em que o curso será ministrado. No caso do inglês, valem testes padrão como o TOEFL e o IELTS.

Esses procedimentos são gerais e valem tanto para a graduação quanto para a pós-graduação. Mas é importante olhar também as informações sobre o curso desejado, para verificar se serão necessários documentos adicionais. Mais informações sobre candidaturas para cada curso específico podem ser vistas neste link. As inscrições devem ser feitas até 15 de janeiro.

Leia também: Avalie sua própria proficiência em idiomas estrangeiros

Todos os documentos passam inicialmente pela checagem da Tempus Public Foundation, a fundação responsável pelo Stipendium Hungaricum. Após o sinal verde da organização, o estudante pode ser nomeado. Com essa etapa concluída, é possível submeter as candidaturas aos programas escolhidos nas universidades húngaras, que têm início em setembro de 2021.

Leia mais: Brasileira conta como é estudar (com bolsa integral!) na Hungria

Para saber mais sobre o programa, basta acessar o site oficial do Stipendium Hungaricum.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia