Inicio Pesquisa na Austrália: Universidade de Sydney oferece bolsas para mestrado e PhD

Pesquisa na Austrália: Universidade de Sydney oferece bolsas para mestrado e PhD

0
Pesquisa na Austrália: Universidade de Sydney oferece bolsas para mestrado e PhD

A Universidade de Sydney está recebendo inscrições para o programa University of Sydney International Strategic Scholarship. É um dos programas (veja aqui outros) por meio dos quais a instituição oferece apoio financeiro para quem deseja desenvolver pesquisa na Austrália. As inscrições vão até 31 de agosto.

Como benefício, o programa cobre o valor das anuidades de estudo e manutenção do pesquisador no país por um período de até dois anos para programas de mestrado focado em pesquisa (equivalentes aos programas stricto sensu no Brasil). Para os programas de doutorado, a duração máxima é de três anos e meio. O valor da bolsa é estimado em 35 mil dólares australianos por ano.

 

 

Leia mais: Intercâmbio na Austrália: as melhores dicas e os principais programas

Como se candidatar para fazer pesquisa na Austrália

Não há uma candidatura separada para essas bolsas de estudo. Os candidatos devem submeter seus dados e documentos exigidos por seu curso de escolha, para serem avaliados por uma série de critérios. Entre eles, estão o desempenho acadêmico na graduação e a experiência prévia em pesquisa.

Mesmo que não haja uma inscrição à parte, é necessário se atentar ao processo de candidatura para os programas de pesquisa na Austrália. Primeiro, o estudante deve estabelecer seu tema de pesquisa e encontrar algum orientador compatível na Universidade de Sydney. Depois, deve entrar em contato usando a plataforma Research Supervisor Connect.

Essa primeira abordagem, entretanto, deve seguir alguns critérios. É interessante, por exemplo, explicar ao membro do corpo docente quais são seus interesses acadêmicos e relatar suas experiências passadas. Em resumo, o orientador deve entender de que forma sua linha de pesquisa se “encaixa” nos planos do candidato e em seu mestrado ou PHD.

Leia mais: Como é morar em Sidney, a cidade mais multicultural da Austrália

Para o primeiro contato, as sugestões listadas pela própria universidade incluem o envio do currículo e do histórico acadêmico, além de um esboço do projeto (com até 2 mil palavras). É necessário destacar também, no application, que você gostaria de ser considerado para uma bolsa. Com a proposta acertada, pode-se aplicar para o programa de pesquisa na Austrália.

Requisitos para candidatura

Os critérios estabelecidos variam de acordo com o programa da universidade australiana. Em geral, entretanto, há uma lista de documentos solicitados:

#1 Projeto de pesquisa já alinhado com o orientador;

#2 Currículo em inglês;

#3 Teste de proficiência em inglês (veja aqui quais são os requisitos mínimos);

#4 Histórico acadêmico na língua original e traduzido;

#5 Comprovante de contato com o orientador (por exemplo, cópia dos e-mails trocados);

#6 Duas cartas de recomendação, seguindo o modelo da universidade.

A partir daí, cada estudante pode submeter sua inscrição para seu curso de interesse, até a data limite. Para mais detalhes, basta acessar o site da Universidade de Sydney.

Leia mais: Sydney ou Melbourne: em qual cidade australiana você deve estudar?

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia