Um Projeto: Fundação Estudar
Pessoa segurando um diploma - o que é PhD? Significado de PhD

O que é PhD? Entenda o significado de PhD e o conceito por trás do título

Por Nathalia Bustamante
03.09.2019

O termo Ph.D. é utilizado por universidades estrangeiras para falar do nível mais alto de estudos em um determinado tema. O "grau" é semelhante ao Doutorado brasileiro, mas não são exatamente a mesma coisa. Confira!


Na tradução literal, o significado de PhD é “doutor em filosofia”, isso porque, quando olhamos a raiz do termo, Ph.D é uma abreviação de “Philosophy Doctor”. Mas o que é PhD para além desse significado?

O que é PhD

Segundo Daniel Costa, coordenador local da Euraxess, o significado de PhD vem da expressão latina “philosophiae doctor”, título que era concedido a quem chegava ao final de estudos em determinada área. E não precisava ser em filosofia: a palavra “philosophiae” remete à sua origem grega, de “amor ao conhecimento”.

Por isso, o título na prática é concedido a pessoas que atingem o nível acadêmico mais alto em sua área de estudo – e o significado de PhD é, a rigor, o mesmo que o de um doutorado.

A diferença é que a sigla PhD se refere a um tipo específico de Doutorado, com foco em pesquisa – se diferenciando, assim, de outros como M.D (Medical Doctor, ou Doutor em Medicina), J.D (Juris Doctor, Doutor em Direito) ou Ed.D (Doctor of Education, Doutor em Educação).

Significado de PhD e outros tipos de doutorado

No Brasil, o mais comum é que programas de doutorado tenham enfoque acadêmico – o que não é necessariamente o caso para programas no exterior. Nos Estados Unidos, por exemplo, o governo reconhece inúmeros doutorados com foco na prática profissional.

O nível da formação é equivalente, mas programas acadêmicos e práticos têm currículos e propósitos diferentes. Outros doutorados oferecidos incluem:

  • D.B.A. – Doctorate in Business Administration (Doutorado em Administração de Empresas) – Foco Profissional
  • Ed.D. – Education Doctorate (Doutorado em Educação) – Foco Profissional ou Acadêmico
  • J.D. – Juris Doctor (Doutorado em Leis) – Foco Profissional
  • M.D. – Medical Doctor (Doutorado em Medicina) – Foco Profissional
  • Th.D. – Theology and Religious Studies Doctorate (Doutorado em Teologia e Estudos da Religião) – Foco Acadêmico

Os doutorados com foco profissional são orientados à prática. Quem obtém um D.B.A, por exemplo, estaria orientando sua carreira a assumir posições de gestão em negócios; quem obtém um M.D, orientando sua carreira à atuação médica.

Já o PhD e o Th.D assumem uma abordagem mais teórica, e têm por objetivo avançar o conhecimento existente em determinada área. Isso porque para a obtenção de doutorados com foco profissional não é necessário produzir nenhuma pesquisa original.

Já quem está pleiteando um Ph.D deve conduzir uma pesquisa, escrevê-la no formato de uma dissertação e submetê-la para avaliação de um comitê de especialistas – que dirão se a pesquisa contém algum avanço no conhecimento ou não.

Grande parte dos profissionais que obtém um Ph.D. direcionam suas carreiras para a academia – seja como pesquisadores ou professores universitários.

Quanto tempo dura o PhD

Dependendo do programa, pode-se levar entre 4 e 8 anos para completá-lo. Normalmente, programas de PhD incluem dois ou três anos de estudos e uma dissertação – que é um projeto independente de pesquisa desenhado para construir novos conhecimentos no seu campo e ser de qualidade digna de publicação.

Em geral, o PhD inclui uma combinação de aulas expositivas e a realização de projetos de pesquisa em parceria com o professor orientador.

Muitos programas exigem que os estudantes também atuem como assistentes de ensino, lecionando para alunos de graduação. Alguns campos, como psicologia aplicada, também podem exigir um estágio de um ano ou mais.

Tem interesse em fazer um PhD no exterior? Confira nesta matéria mais informações sobre processo seletivo e dicas de quem foi aprovado.

 

Quem pode fazer um PhD

Depois de concluir um bacharelado, um estudante pode seguir dois caminhos para obter um PhD. Alguns programas de doutorado admitem estudantes que tenham apenas a graduação, enquanto outros exigem que seja feito um mestrado antes.

Em ambos os casos, é necessário passar pela admissão ao PhD, comprovando produção científica relevante para o tema e apresentando, em muitos casos, histórico acadêmico e profissional.

“Provavelmente a parte mais importante na sua admissão para um doutorado é conseguir os contatos com seus possíveis orientadores e convencê-los de que você é bom”, orienta André Mendes, brasileiro que faz seu PhD em Inteligência Artificial na NYU. Neste artigo exclusivo para o Estudar Fora, ele explica o passo a passo que seguiu para conseguir sua vaga.

Quer se aprofundar no significado de PhD? Baixe o e-book gratuito sobre Ph.D e Doutorado no exterior

Celebridades que possuem um PhD e você não imaginava

Angela Merkel – PhD em Química Quântica

Primeira mulher a ocupar o cargo máximo no governo alemão, Angela Merkel também é formada em física e química. Graduada em física pela Universidade de Leipzig, trabalhou no Instituto Central de Físico-Química da Academia de Ciências de Berlim, local onde obteve doutorado por sua pesquisa sobre química quântica.

Brian May – PhD em astrofísica

Guitarrista da famosa banda de rock Queen, Brian May tem uma formação acadêmica surpreendente. Graduado em matemática e física pelo Imperial College London, que está entre as melhores universidades do mundo, teve que interromper suas pesquisas do doutorado por causa do sucesso do grupo. Mas, em 2006, retomou os estudos e obteve um PhD em astrofísica.

Martin Luther King Jr. – PhD em teologia

Um dos ativistas mais memoráveis do século 20,  Martin Luther King Junior estudou muito: fez licenciatura em sociologia e bacharelado em divindade e, em 1955, concluiu o doutorado em teologia pela Universidade de Boston, em Massachusetts, nos EUA. Ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1964, foi assassinado em 1968.

Confira a lista completa de famosos que possuem um PhD

 

Dica do Estudar Fora:

Autoconhecimento é fundamental para você embasar as suas decisões de vida e carreira. É através dele que você vai responder dúvidas que podem estar na sua cabeça, como: “Será que é o momento de estudar fora?”, “Qual curso faz mais sentido pra mim?”, “Qual país e universidade vai ser melhor para a minha trajetória?”. Foi pensando neste seu momento que a Fundação Estudar criou o Autoconhecimento Na Prática, um curso de três dias que vai ajudá-lo a desvendar o seu verdadeiro Eu e a guiar com mais segurança suas escolhas profissionais e de vida. Inscreva-se agora com 10% de desconto usando o cupom ESTUDARFORA. É só clicar aqui!

 

 

,

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d