Inicio Mestrado europeu em cidades inteligentes tem bolsas integrais

Mestrado europeu em cidades inteligentes tem bolsas integrais

0
Mestrado europeu em cidades inteligentes tem bolsas integrais

O programa de mestrado Smart Cities and Communities (SMACCs) está com inscrições abertas. Trata-se de um mestrado em cidades inteligentes do programa Erasmus Mundus, realizado ao longo de dois anos por quatro universidades europeias, e brasileiros podem cursá-lo com bolsas integrais da modalidade Erasmus+. As inscrições vão até 1 de fevereiro de 2021.

 

As bolsas Erasmus+ cobrem integralmente as anuidades do programa de mestrado, e concedem um valor mensal de mil euros para que os estudantes custeiem suas vidas na Europa. Também oferecem um valor anual de três mil euros para passagens aéreas, e um auxílio-instalação de mil euros no primeiro mês do estudante no continente.

Como é o programa?

O mestrado em cidades e comunidades inteligentes pretende formar engenheiros e pesquisadores capazes de auxiliar na aplicação das últimas tecnologias para a solução de problemas urbanos. Algumas das especializações que ele possibilita incluem redes elétricas inteligentes, planejamento urbano e transporte, tecnologias da informação e comunicação, e eficiência energética em edifícios.

No primeiro semestre do curso, os estudantes podem escolher entre estudar na Heriot-Watt University, no Reino Unido, ou na University of the Basque Country, no País Basco, no norte da Espanha. No segundo semestre, os alunos estudam na Université de Mons, na Bélgica, ou na International Hellenic University, na Grécia.

No terceiro, novamente, podem escolher entre Reino Unido e País Basco. Já o quarto semestre, em que os mestrandos devem terminar suas teses, pode ser realizado em qualquer uma das instituições pela qual eles já passaram.

Como se candidatar para o mestrado em cidades inteligentes

O programa é voltado primariamente para pessoas que já tenham completado a graduação em engenharia ou ciências (física, química, matemática, computação, etc.). No entanto, graduandos de áreas como arquitetura, direito ou ciências sociais também podem se candidatar, mas serão analisados “caso-a-caso”, segundo a organização do mestrado.

As candidaturas devem ser feitas online, por meio deste link. Entre os documentos exigidos estão o formulário de inscrição, CV, carta de motivação, histórico acadêmico e comprovante de proficiência em inglês. Mais informações sobre os requisitos podem ser vistas nesta página.

Quem deseja cursar o programa com a bolsa Erasmus+ deve deixar isso claro durante a candidatura, e concluir o procedimento até 1 de fevereiro de 2021. Os alunos escolhidos serão informados até 25 de maio de 2021, e ás aulas devem se iniciar em setembro do mesmo ano.

Leia também: as melhores bolsas de estudo com inscrições abertas!

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia