Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

25.11.14

Bolsas Erasmus Mundus levam você para a Europa

Bolsas Erasmus Mundus levam você para a Europa

Programa leva alunos, professores, atletas e até funcionários administrativos para as melhores universidades europeias. Saiba mais!

O Erasmus Mundus é um programa de cooperação internacional, criado em 2004 e financiado pela Comissão Europeia, que permite a mobilidade de alunos que estejam no ensino superior. Graças a bolsas de estudo, estudantes e pesquisadores de todo o mundo podem realizar um intercâmbio ou mesmo ter sua formação completa em algumas das melhores universidades europeias.

Leia aqui um guia completo (em inglês) que explica todo o programa 

De 2004 até hoje, além do intercâmbio entre alunos, várias instituições de ensino superior – inclusive as ‘tops’ do Brasil como USP, Unesp, UFRJ, dentre outras – realizaram convênios com centros de ensino da Alemanha, Bélgica, Itália, França, Espanha, e demais países membros. Mas não é só: assim como os brasileiros têm a chance de estudar na Europa, alunos europeus também já vieram ao Brasil passar uma temporada em nossas universidades graças às bolsas Erasmus.

Neste ano, o programa completou dez anos de existência e passou a ser chamado de Erasmus +. Esta mudança está atrelada a uma significativa expansão, que unificou diversos tipos de financiamento em um só projeto. Com um orçamento de 14.774 bilhões de euros, a ideia vai muito além da ampliação do número de bolsistas: o projeto é arrojado, e seu principal objetivo é promover uma mudança sócio-econômica na sociedade europeia – e, por consequência, em todos os países participantes –, graças a um forte investimento em educação.

As bolsas podem ser concedidas para graduação sanduíche, pós-graduação (mestrado completo, mestrado sanduíche, doutorado completo, doutorado sanduíche) e pós-doutorado. O programa também oferece bolsas para servidores que atuem no ramo da educação (funcionários administrativos), interessados em trocar conhecimento e experiências.

O Erasmus + vai levar ainda jovens de 13 a 30 anos para estágios na Europa, além de incentivar a mobilidade de membros de ONG’s que tem como objetivo a promoção educacional. A educação é o tema central do programa e, por este motivo, o atual desenho do Erasmus + também permite o intercâmbio entre diretores de escolas do ensino fundamental e médio, públicas ou particulares, bem como de atletas e técnicos esportivos. Os intercâmbios tem duração de 2 a 24 meses e mais informações podem ser obtidas no guia Erasmus+, em inglês.

Por Carolina Campos

Leia também:
Seis países em que é possível estudar de graça – ou quase
Cursos rápidos em universidades de excelência da Europa, EUA e Austrália
Bolsas de estudos para cursos de um mês na Inglaterra

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas