Inicio Bolsas para mestrado em políticas públicas na Alemanha, do DAAD

Bolsas para mestrado em políticas públicas na Alemanha, do DAAD

0
Bolsas para mestrado em políticas públicas na Alemanha, do DAAD

O Programa Helmut-Schmidt, criado pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), oferece apoio para estudantes interessados em fazer mestrado em políticas públicas na Alemanha. São oito opções de cursos de mestrado na área e as inscrições devem ser feitas entre 1 de junho e 31 de julho.

Os cursos contemplados pela bolsa terão início em agosto ou setembro de 2021. De acordo com o DAAD, o objetivo do programa é “a formação de líderes e profissionais que, ao retornarem para seus países de origem, contribuam para o aperfeiçoamento democrático da gestão pública”. As bolsas do programa Helmut-Schmidt são oferecidas desde 2009.

Quais os benefícios da bolsa

Como apoio financeiro oferecido pelo DAAD, os estudantes contam com auxílio mensal no valor de 850 euros, bem como seguro-saúde, passagens aéreas (de até €1.575) e subsídio para pesquisa. Segundo o documento de perguntas frequentes sobre o programa, também é possível obter um valor extra, caso o estudante leve consigo o cônjuge e/ou filhos.

Antes do início do mestrado em políticas públicas na Alemanha, todos os selecionados fazem um curso de alemão, com duração de seis meses, entre abril e setembro de 2020. Para saber mais sobre o programa do DAAD e se candidatar ao mestrado em políticas públicas na Alemanha, confira os detalhes para 2019.

Opções de mestrado em políticas públicas na Alemanha

A lista de programas ligados ao Helmut-Schmidt inclui oito cursos em universidades alemãs, ministrados em inglês ou alemão. Como regra geral, o DAAD exige que os jovens interessados candidatem-se diretamente a, no máximo, dois programas de interesse.

Como se candidatar

Para se candidatar ao mestrado em políticas públicas na Alemanha, o estudante precisa enviar o formulário de solicitação de bolsa do DAAD e realizar a application para sua universidade de interesse (por meio dos links acima). Vale lembrar que, para ser elegível à bolsa, é necessário ter graduação em áreas como Ciências Sociais, Direito, Política, Administração Pública ou áreas relacionadas.

Leia também: Tudo que você precisa saber para conseguir uma bolsa de estudo

Entre os documentos solicitados pelas instituições de ensino, estão itens como cartas de recomendação, histórico acadêmico, currículo e testes de proficiência (de inglês e, em alguns casos, de alemão). Mais informações podem ser vistas neste documento.

Para a candidatura à bolsa, também é exigida uma carta de motivação, assinada e datada, de no máximo duas páginas, detalhando os motivos acadêmicos, profissionais e pessoais pelos quais o candidato deseja a oportunidade. As inscrições vão de 1 de junho até 31 de julho.

 

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia