Um Projeto: Fundação Estudar
fellowship para empreendedores sociais

Inscrições abertas: fellowship para empreendedores sociais na Índia

Por Priscila Bellini
21.08.2018

Fellowship para empreendedores sociais é desenvolvida pelo IDEX Accelerator, acontece em Bangalore, na Índia, e dura seis meses. Há bolsas parciais para cobrir os custos do programa, que variam de 500 a 2500 dólares. Inscrições vão até 30 de setembro!


Estão abertas até 30 de setembro as inscrições para o programa IDEX Accelerator, criado em 2011 pela fundação americana Gray Matters Capital. Trata-se de uma fellowship para empreendedores sociais, com duração de seis meses, que leva os participantes para Bangalore, na Índia. Os selecionados embarcam para o país em janeiro de 2019.

A tuition para participar do programa é de 2950 dólares, mas há bolsas disponíveis. O IDEX Scholarship Fund oferece entre 500 e mil dólares para os candidatos mais promissores. Já a InvestWise Scholarship Fund contempla mulheres interessadas na área e concede 2500 dólares como prêmio. Outro caminho sugerido pela organização é o de crowdfunding.

Como se candidatar à fellowship para empreendedores sociais

Primeiro, é importante checar a elegibilidade do candidato ao programa. Os interessados no programa devem ter diploma de graduação ou mestrado em qualquer área, e ter entre 21 e 35 anos de idade. Além disso, entre um e três anos de experiência profissional, bem como proficiência em inglês. Vale lembrar, também, que a iniciativa foca também intraempreendedores, que desejem trabalhar em projetos já existentes.

O processo de seleção exige que o candidato submeta uma série de documentos. Entre eles, um currículo, um statement of purpose e um essay voltado às bolsas ofertadas pela IDEX. A fundação lista uma série de dicas sobre o processo como um todo, que pode ser acessado no site.

Como funciona o programa

A fellowship para empreendedores sociais consiste em uma série de treinamentos e sessões de mentoria, além de trabalho em organizações locais. Os selecionados pelo programa passam, inicialmente, três semanas fazendo um treinamento prévio online. Depois, embarcam para a “field orientation” em Bangalore, com duração de cinco dias, em que aprendem o beabá sobre empreendedorismo social.

Por fim, os participantes assumem cargos em organizações indianas e ganham experiência prática na área, durante seis meses. Nesse período, também fazem cursos sobre temas como Gestão de Inovação Social e Arrecadação de de Recursos.

Para saber mais detalhes sobre a iniciativa e se inscrever, basta acessar o site.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d