4 vantagens de fazer intercâmbio no Canadá que podem ajudar na hora da decisão

Montanha do parlamento de Ottawa

Neve durante o inverno, os famosos campeonatos de hóquei, folhas secas no outono e as incríveis paisagens do Canadá são alguns dos motivos que, sem dúvidas, levam os alunos brasileiros a procurá-lo na hora de fazer um intercâmbio. Mas, se engana quem acha que as vantagens de fazer intercâmbio no Canadá param por aí.

Existe uma série de outros fatores como a qualidade de vida, o incentivo à imigração e o câmbio mais favorável. Esses fatores contribuem para manter o país há mais de 12 anos na primeira posição do ranking dos destinos favoritos dos brasileiros para os estudos no exterior, da Associação das Agências de Intercâmbio (Belta), atualizado em 2018.

Leia também: Bolsas para intercâmbio de inglês, graduação e mais cursos no Canadá, em Winnipeg

O país é multicultural e isso é um resultado de sua história, que se formou a partir de tradições indígenas, britânicas e francesas. Seu pluralismo cultural se tornou ainda mais forte com a postura de abertura para receber estrangeiros: metade das pessoas que vivem em Toronto, por exemplo, são de outra nacionalidade. Entre as nações que mais se instalam por lá estão os ingleses, franceses, irlandeses, italianos, portugueses e alemães.

E a principal porta de entrada para chegar no país é a obtenção de um diploma expedido por uma instituição de ensino canadense. Se esse é seu objetivo, veja a seguir algumas das vantagens de fazer intercâmbio no Canadá que podem influenciar no processo de decisão:

1. A qualidade explica muita coisa

Não tem jeito, os números não mentem! No ano de 2017 o Canadá recebeu 494.525 alunos internacionais para todos os níveis de educação, segundo dados do departamento local de imigração, refugiados e cidadania. E dentre as vantagens de fazer intercâmbio no Canadá está a qualidade do seu sistema de ensino.

O fato é comprovado ainda pela classificação de quatro instituições de Educação Superior entre as 100 melhores do mundo de acordo com o Times Higher Education (Universidade de Toronto, University of British Columbia, McGill University e McMaster University).

2. O inglês é uma das línguas oficiais

Por conta da colonização, parte do Canadá também domina o francês, que é a outra língua oficial do país. Apesar disso, o idioma principal usado pela população ainda é o inglês. E dominá-lo garante uma maior segurança para o aluno, que terá as habilidades necessárias para conseguir uma boa performance em relação às aulas, às atividades e à interação com professores e colegas. E isso é testado ainda na fase de seleção.

Durante o processo de aceitação para a instituição para a qual se inscreveu, será preciso comprovar o domínio do inglês por meio dos seus requisitos em particular. E de maneira geral, as ferramentas utilizadas para tal são as certificações internacionais de proficiência, que são emitidas por organizações isentas e que estão alinhadas ao Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR).

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre intercâmbio de idiomas no Canadá

E esteja atento: o nível C1 é um dos mais solicitados para passar por essa fase. Nomes conceituados como a Universidade McMaster, a Universidade de British Columbia, a Douglas College e a Universidade de Toronto reconhecem o C1 Advanced, de Cambridge English, por exemplo, como uma das certificações que validam os conhecimentos exigidos para os seus programas.

3. Há a possibilidade de trabalhar enquanto estuda

Outra das vantagens de fazer intercâmbio no Canadá vem de uma particularidade interessante sobre seu mercado de trabalho: as leis trabalhistas são iguais para nativos ou estrangeiros. E quando pensamos nisso dentro de um cenário macro, significa que quem cursa a faculdade ou a universidade tem permissão para trabalhar por 20 horas semanais ou 40 horas semanais em caso de estágio.

Mas, existe uma série de outras regras que vão impactar sua situação legal no país e precisam ser seguidas. Por isso, é essencial antes de começar o processo de imigração entender as particularidades de cada modalidade de visto e qual melhor atende aos objetivos de cada um.

É importante ressaltar também que para consegui-lo o aluno estrangeiro precisará provar por meio de demonstrativos bancários que tem condições financeiras para se manter durante todo o período de estudos.

4. Nem só as grandes metrópoles são boas

Por ser um país muito receptivo e aberto a estrangeiros, qualquer cidade canadense está pronta para receber muito bem os turistas e intercambistas. Apesar disso, o custo de cada uma e suas características variam bastante.

Toronto e Vancouver são as melhores opções para quem quer, além de aproveitar o conhecimento em sala de aula, explorar tudo o que a cultura local tem para oferecer, mas também são os destinos mais caros do país. Então, para quem deseja se instalar por lá, é importante sair do Brasil já sabendo as altas taxas que vai encontrar.

Leia também: Intercâmbio no Canadá: saiba como é a experiência

Montreal é outra ótima opção. Localizada na província de Québec, é uma cidade rica em cultura e nela é possível perceber a influência internacional se misturando às construções históricas. Por lá também há a chance de aprender francês, idioma que é amplamente falado pela população. Já a cosmopolita Ottawa é bastante ativa quando o assunto é lazer com seus inúmeros museus e festivais.

E para quem quer ver neve pela primeira vez e passar um pouco de frio, Whistler é um bom reduto durante a temporada de esqui, enquanto na baixa temporada tem uma população de menos de 10 mil habitantes, o que representa uma boa chance de interação com os locais. Por outro lado, Calgary, sede das Olimpíadas de Inverno de 1998, oferece o mesmo as mesmas vantagens de fazer intercâmbio no Canadá, mas com um espírito faroeste!

Sobre Cambridge Assessment English

Cambridge Assessment English é o departamento sem fins lucrativos da Universidade de Cambridge especializado em certificações e avaliação da língua inglesa com um amplo portfólio para diferentes públicos e objetivos. Com mais de 100 anos de tradição e atuando em mais de 130 países, os certificados Cambridge Assessment English são reconhecidos internacionalmente por mais de 20 mil instituições, empresas e órgãos governamentais no mundo todo. O departamento conta com os melhores especialistas na área de avaliação linguística, que se dedicam ao desenvolvimento e ao controle de qualidade dos exames Cambridge English. No mundo todo, mais de 5 milhões de pessoas prestam os exames anualmente.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: