Um Projeto: Fundação Estudar
faculdade de Direito fora do Brasil

Saiba como fazer faculdade de Direito fora do Brasil

Por Priscila Bellini
10.08.2018

Já pensou em fazer a graduação no exterior, mas não sabe por onde começar? Conheça as opções disponíveis para fazer faculdade de Direito fora do Brasil, em países como Portugal, França e Austrália.


Para quem busca a formação jurídica, há dois caminhos possíveis. Primeiro, optar por fazer faculdade de Direito fora do Brasil. Em segundo lugar, é possível escolher uma pós nesse campo, por meio de um LL.M. (master in law). Tudo depende do perfil do aluno, de qual experiência acadêmica deseja ter e de quais serão seus objetivos de carreira.

Os adeptos da primeira alternativa precisam ter em mente o que significa fazer uma faculdade de Direito fora do Brasil, logo de cara. Isso porque, ao fazer estudar o assunto no exterior, o contato inicial do estudante com será o de sistemas estrangeiros. Ou seja, quem faz a graduação em Portugal conhece mais a fundo, portanto, o Direito português.

Entretanto, as matérias optativas ajudam a complementar a formação. Uma disciplina que se debruce no Direito Penal brasileiro, ou que aposte no Direito comparado, por exemplo. Nesse caso, os elementos principais da formação jurídica tem a ver com o país estrangeiro, e não com o nosso.

 

Onde é possível fazer faculdade de Direito fora do Brasil

Portugal

Queridinho dos brasileiros, tanto pelo clima quanto pelo custo de vida mais acessível, Portugal é uma opção para quem deseja fazer faculdade de Direito fora do Brasil. Nesse caso, outra vantagem tem a ver com a forma de ingresso. Para os brasileiros, é possível recorrer à nota obtida no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) para algumas das melhores universidades do país.

A Universidade de Coimbra, bastante reconhecida pelo curso de Direito, é uma delas. Entretanto, é necessário garantir uma nota que seja compatível com o corte estabelecido pela instituição. Outro aspecto importante diz respeito aos custos do programa, que tende a ser mais caro para brasileiros. Em geral, o valor da “propina” (a anuidade das instituições portuguesas) equivale a mais do que o dobro do que é cobrado de um estudante europeu.

Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra
Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra

Quais as melhores universidades de Portugal para Direito, segundo o QS Ranking

#1 Universidade de Coimbra

#2 Universidade de Lisboa

Austrália

Quem busca essa formação na graduação também pode recorrer às universidades australianas. A Austrália tem um sistema que aceita Direito como curso de graduação, e dispõe de diversas instituições de excelência que ministram o curso. Um aluno interessado em se tornar advogado deve, primeiro, fazer a faculdade. Com isso, obtém o diploma LL.B., equivalente a um bacharelado.

Para ingressar no curso, entretanto, a concorrência é alta. É necessário ter excelente histórico acadêmico e proficiência em inglês, ao fazer a application. Depois de passar pelo crivo das universidades, o aluno encara uma formação que tem duração variada. Instituições como a University of New South Wales oferecem cursos “combinados”, que somam Direito a uma segunda área, que se estendem por cinco a sete anos.

Universidade de Sydney, na Austrália
Universidade de Sydney, na Austrália

 

Uma vez concluído o LL.B., chega o momento de fazer o Practical Legal Training (PLT). Como o nome sugere, esse complemento serve para ensinar aspectos práticos da carreira. Pode ser feito por meio de um mestrado em Direito ou mesmo por um trabalho supervisionado.

Conheça as melhores universidades para estudar Direito na Austrália, segundo o QS Ranking

#1 Universidade de Melbourne

#2 Australian National University

#3 Universidade de Sidney

França

Para quem sonha com a faculdade de Direito fora do Brasil, a França também serve como boa opção. É possível submeter a candidatura às universidades francesas logo depois de sair do Ensino Médio, portanto. Esse processo acontece por meio do Campus France. Em geral, o curso é ministrado em instituições públicas e gratuitas, que cobram somente uma taxa de inscrição.

O procedimento de application para as universidades da França consiste em um dossiê chamado DAP Blanc (Demande d’Admission Préalable Blanc), realizado por meio da plataforma Etudes en France.

Sciences Po
Sciences Po está entre as melhores universidades da França para estudar Direito

 

Outra possibilidade é ingressar em tais instituições depois de começar o curso no Brasil. Nesse caso, o aluno deve comprovar o período em que estudou as matérias em seu país de origem. Por exemplo, quem deseja embarcar para o segundo ano do Licence precisa apresentar documentos sobre seu ano de estudos em uma faculdade brasileira. Todas as instruções podem ser acessadas pelo site do Campus France.

Conheça as melhores universidades para estudar Direito na França, segundo o QS Ranking

#1 Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne

#2 Sciences Po

#3 University Paris 2 Panthéon-Assas

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d