Um Projeto: Fundação Estudar
quanto custa estudar na Alemanha

Quanto custa estudar na Alemanha? Conheça o custo de vida do país

Por Priscila Bellini
25.05.2018

Com universidades excelentes e anuidades acessíveis, o país costuma atrair estudantes em cidades como Berlim e Munique. Mas, antes de fazer as malas, vale se atentar ao custo de vida em cada região. Saiba quanto custa estudar na Alemanha neste vídeo!


O país atrai brasileiros não só pela possibilidade de treinar o idioma alemão como também pelas excelentes universidades, com anuidades acessíveis. Mas, antes de embarcar para terras alemãs, é necessário ter em mente quanto custa estudar na Alemanha, para além das taxas acadêmicas – e perceber a diferença considerável no custo de vida, de acordo com as cidades.

A primeira despesa a ser considerada no cálculo é a moradia. Como em todo lugar, os preços dos aluguéis tomam boa parte do orçamento e variam bastante. Não só conforme a cidade, mas também o bairro e o tipo de acomodação.

Por exemplo, morar sozinho em um apartamento no centro de Munique, considerada a cidade mais cara do país, pesa muito mais no bolso do que alugar um quarto, em uma república estudantil numa cidade do interior. Os preços dependem, ainda, se o imóvel é mobiliado ou não e se as contas utilitárias (como água, luz e internet) estão incluídas no pacote.

Para situar melhor esse e outros valores, e dar uma ideia detalhada de como se planejar para passar um período no país, confira o vídeo do Estudar Fora em parceria com o Guia do Estudante sobre quanto custa estudar na Alemanha.

Para ter uma média de quanto custa estudar na Alemanha, vale somar esses principais gastos e ficar de olho também em estimativas oficiais. O governo estima um valor mensal necessário para viver no país, de 700 euros mensais – que é colocado como condição para obtenção de visto de residência.

Nesse cálculo, estão computados também despesas determinadas pelo governo, como o seguro-saúde obrigatório e a contribuição mensal pela transmissão de rádio e televisão – um valor de 20 euros, pago por residência.

Leia também: Brasileira conta como conseguiu bolsa integral na Alemanha – sem falar alemão

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d