Um Projeto: Fundação Estudar
"Fearless Girl", em Wall Street

Bolsas para Mulheres em Finanças – em qualquer país ou universidade

Por Nathalia Bustamante

Esta bolsa é para quem quer estudar fora – ou não. Ao invés de ser voltada a estudantes de uma determinada instituição ou país, a organização FINCAD promove anualmente o prêmio “Women in Finance”, que visa estimular que mais mulheres busquem oportunidades de estudo de pós-graduação em finanças, seja onde for.

A bolsa de estudos é um prêmio de 10 mil dólares e podem se candidatar a elas mulheres de todas as idades e países que estejam atualmente matriculadas ou cursando um programa de pós-graduação em Finanças (como mestrado ou doutorado). As candidaturas devem ser feitas até 30 de junho através do site.

Para concorrer, é preciso enviar, por meio do site, currículo em inglês, duas cartas de recomendação, histórico acadêmico da graduação e confirmação de matrícula ou carta de aceite para um programa de pós-graduação em Finanças, para o ano acadêmico de 2018-2019.

Escolas buscam maneiras de aumentar presença feminina

O debate sobre o baixo número de mulheres em programas de Finanças e Negócios, de uma forma geral, é frequente. As instituições mais atentas à questão trabalham para aumentar esse índice, que entre 2014-2015 estava em 36,9%, segundo levantamento feito pela Association to Advance Collegiate Schools of Business (AACSB). Em 2010-2011 o número correspondia a 36,3% – crescimento praticamente nulo.

Leia também: Como as universidades estrangeiras apoiam mulheres empreendedoras

Para Daniela Mendez, country manager da IE Business School no Brasil, dois fatores costumam afastar as mulheres dos MBAs: o desequilíbrio entre trabalho e família, em uma época crítica associada à geração de filhos; e a falta de exemplos inspiradores. Pensando nisso, a escola de negócios espanhola implementou diversas ações visando aumentar a representatividade feminina no campus, incluindo novos programas de bolsas de estudos dirigidos a mulheres candidatas de MBAs.

Para ter uma ideia, a IE chegou a levantar um fundo de 6 milhões de euros dedicado exclusivamente a mulheres e promove a premiação mensal de uma mulher de destaque entre seu corpo de alunas – que é divulgada internacionalmente. Segundo a escola, isso reforça a comunicação de cases de mulheres no mundo dos negócios, que podem servir como inspiração para futuras candidatas.

* Foto: Fearless Girl Statue, de Kristen Visbal, em Wall Street | Crédito: Anthony Quintano CC BY 2.0

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d