Inicio Mestrado em Jornalismo nos EUA: brasileira conta sua experiência em Columbia

Mestrado em Jornalismo nos EUA: brasileira conta sua experiência em Columbia

0
Mestrado em Jornalismo nos EUA: brasileira conta sua experiência em Columbia

A Universidade Columbia, localizada em Nova York nos Estados Unidos, é uma das mais renomadas do mundo. E parte desse renome se deve à sua excelência em algumas áreas, como educação e jornalismo. De fato, a sua escola de pós-graduação em jornalismo, a Columbia University Graduate School of Journalism, é uma das melhores no mundo na área — o ranking QS Top Universities coloca a instituição como a 14ª melhor nessa disciplina. No vídeo a seguir, a brasileira Ana Terra Athayde conta sobre sua experiência fazendo mestrado em jornalismo em Columbia.

Ela fala sobre como escolheu a instituição para ser seu destino no mestrado, como foi o processo de candidatura, e como é a experiência de estudar lá. Ela também dá dicas para outros brasileiros que tenham interesse em se candidatar para os programas de pós-graduação em jornalismo na universidade Columbia. Confira!

 

Decisão e candidatura

Ana conta que já conhecia a escola de jornalismo da Columbia como referência na sua área. Formou-se em 2009 e, em 2012, decidiu fazer o mestrado lá. Como a instituição oferece uma série de programas diferentes de mestrado, ela conversou com outras pessoas que já tinham estudado lá para entender qual deles mais tinha a ver com o que ela queria. No final, optou pelo Master of Arts.

Faltava ainda a candidatura, que foi um longo processo. Segundo Ana, foram três essays: um mais focado em sua experiência profissional; outro, em como o mestrado na Columbia poderia ajudá-la a atingir seus objetivos profissionais; o terceiro, finalmente, teve um aspecto mais autobiográfico. Cartas de recomendação, histórico acadêmico e certificado de proficiência em inglês também foram parte do processo.

Experiência de aula

O mestrado permite fazer aulas em outras áreas além daquela na qual o estudante está se formando. Em todos os casos, no entanto, as aulas são bem puxadas e exigem bastante leitura preparatória. Além das aulas, a universidade também promove uma série de eventos, que também representam boas oportunidades de aprendizado e networking.

Após concluir os estudos, Ana conta que conseguiu o OPT — uma extensão no seu visto dos Estados Unidos que lhe permitiu ficar mais um tempo por lá, trabalhando e aplicando na prática o que aprendeu na universidade. Também aproveitou a oportunidade para conhecer o país e os temas principais que estavam sendo discutidos na época.

Fora os aprendizados da sala de aula, Ana considera que a rede de alunos e ex-alunos de Columbia também é algo positivo que o mestrado lhe trouxe. “Hoje em dia eu faço muitas parcerias, tanto em reportagens quanto em documentários, com ex-alunos da faculdade de jornalismo de Columbia ou pessoas que eu conheci a partir do meu mestrado”, diz.

Pra outros brasileiros que também querem fazer o mestrado em jornalismo em Columbia, Ana recomenda que se informem junto a pessoas que já estudaram por lá. Isso ajuda a entender o que o programa pode oferecer, e nesse sentido, entrar em contato com a própria instituição pode ser uma boa ideia. Finalmente, ela recomenda dedicação e perseverança, já que é um processo longo — mas que vale muito a pena.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia