Um Projeto: Fundação Estudar
melhorar hábitos de estudo

7 estratégias simples para melhorar seus hábitos de estudo

Por Priscila Bellini
15.04.2018

Não se trata de passar mais tempo debruçado sobre os livros, nem de abdicar dos intervalos e das horas de lazer. Veja dicas para aperfeiçoar seus hábitos de estudo e aprender mais (e melhor)!


As pessoas costumavam acreditar que, se os estudantes tivessem noção de quais hábitos de estudo funcionam para si mesmos, eles aprenderiam de forma mais eficiente e efetiva. Como resultado, desde os anos 80, os tipos de aprendizagem sob medida para cada perfil ficaram mais populares e teóricos como Honey e Mumford criaram questionários para ajudar a separar quatro tipos de estudantes.

Eles identificaram quatro estilos distintos: os ativos, que aprendem fazendo; os teóricos, que preferem conceitos e fatos; os pragmáticos, que gostam de testar ideias para checar quais realmente funcionam; e os reflexivos, pessoas que assistem a algo e refletem sobre. Diversas variações dessa proposta foram usadas por educadores, mas com o passar do tempo as divisões caíram por terra, dando espaço para uma abordagem mais holística.

Simon Gamble, desenvolvedor de hábitos de estudo acadêmico da Universidade de Bristol, no Reino Unido, diz: “Esses estilos não estão mais em voga, então é mais importante saber o que você quer atingir e qual a melhor forma de chegar lá. Eu tento afastar as pessoas dessa ideia de ‘Eu aprendo visualmente’, porque eles podem se conformar com isso. E, na verdade, ser um aluno ativo é a chave do sucesso”.

Leia também: Três ferramentas de organização para ajudar na sua application

“Alguns estudos recentes apontam que um dos melhores jeitos de aprender algo é se imaginar ensinando isso a alguém. Pense sobre como você explicaria o conceito em uma sala de aula, já que, para fazer isso, você precisa saber como ele funciona”.

A Universidade de Bristol tem planejado tutoriais individuais e workshops para ajudar os alunos da pós-graduação em seu processo de aprendizado e revisão da matéria. E eles aconselham os estudantes a montar um calendário, não só com os trabalhos da universidade, mas também para sua vida pessoal e profissional além dos estudos.

“Muitos pós-graduandos subestimam a experiência de vida que trazem para o curso, e que os coloca em uma boa posição”, diz Gamble. “Ainda assim, os estudantes precisam balancear também os aspectos familiares e mesmo uma rotina de trabalho de meio-período”.

Leia também: Use este cronograma exclusivo para planejar sua candidatura!

Kelly Louise Preece, gerente de desenvolvimento de pesquisa do Doctoral College, da Universidade de Exeter, também no Reino Unido, diz que para aprender e revisar eficientemente é importante desenvolver bons hábitos de estudo e manter boas práticas básicas, como buscar o melhor ambiente para estudar, fazer anotações e mesmo ir caminhar ou fazer exercícios para melhorar a criatividade. Também é uma boa ideia tornar os intervalos parte da rotina. “O tanto de tempo que você passa trabalhando nem sempre equivale a ser produtivo”, diz ela.

Intervalos são uma ferramenta útil para maximizar a eficiência da revisão. O professor estagiário Aaron Hynds, de Hertfordshire, diz que ele aprendeu a ser mais inteligente quanto a seus hábitos de estudo, já que agora usa seu tempo para preparar aulas. Ele concorda que os intervalos são tão importantes quanto o tempo gasto estudando.

Leia também: Micro-objetivos – como começar (e terminar) qualquer tarefa

“Eu gosto de ser desafiado a executar novas tarefas e de fazer o trabalho mais prático, mas também tenho intervalos regulares, porque estudar sem pausas pode se tornar contraprodutivo, quando não consigo mais absorver informação. Eu saio e vou jogar futebol algumas vezes na semana. Isso me mantém são e realmente me ajuda com os prazos”.

Como aperfeiçoar meus hábitos de estudo?

#1 Crie “to do lists”

Divida as tarefas entre as que precisam de atenção imediata e aquelas que são mais simples.

#2 A forma como você revisa informações é algo individual

Então, identifique os pontos fortes e fracos dos seus hábitos de estudo. Isso vai destacar quais são os problemas que impedem um aprendizado mais eficiente.

#3 Seja realista quanto ao seu tempo

Para evitar que você se sinta sobrecarregado, anote suas principais preocupações e seus prazos o quanto antes.

#4 Menos é mais

É melhor dedicar toda sua atenção por 20 minutos do que ficar distraído por uma hora.

#5 Teste o que você sabe

Faça perguntas a si mesmo e veja o que consegue responder sem checar os livros.

#6 Trabalhe em grupo

Estudos recentes sugerem que uma das formas mais efetivas de aprender é se imaginar explicando o assunto a outra pessoa. Trabalhar em grupo é uma chance de fazer isso na vida real.

#7 Procure o Guia Vark de estilos de aprendizagem

Use o Google para procurar o guia e tente fazer o teste no site oficial, para ver qual o seu resultado. Ainda que se manter refém de um estilo específico não seja mais aconselhado pelos educadores, é útil saber com qual estilo você se identifica.

Esse texto foi publicado, originalmente, pelo jornal britânico The Guardian. Confira a versão original, em inglês, neste link

 

Dica do Estudar Fora:

Autoliderança é uma competência fundamental para você guiar a sua carreira. É por meio dela que você vai construir um direcionamento que faça sentido para você e desenvolver meios para superar os obstáculos. E para dar a importância que esse termo merece, a Fundação Estudar criou o Liderança Na Prática, um curso de quatro dias que vai te ajudar a descobrir e colocar em prática o seu sonho grande. Inscreva-se agora com 10% de desconto usando o cupom ESTUDARFORA. É só clicar aqui!

 

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d