Um Projeto: Fundação Estudar
Fundação Carolina

Fundação Carolina abre vagas para 540 bolsas de estudo na Espanha

Por Lecticia Maggi

A Fundação Carolina está com inscrições abertas para 540 bolsas de estudo na Espanha, incluindo cursos de um mês (de verão), especialização, mestrado e doutorado. Há oportunidades em diversas áreas, como  artes, economia, direito, ciências da saúde, finanças e empreendedorismo. VEJA AQUI E INSCREVA-SE! 

As 540 bolsas dividem-se da seguintes forma: 304 para pós-graduação, 112 para doutorado e pós-doutorado, 29 para ida de professores brasileiros, 15 para o programa de empreendedores e estudos institucionais e 50 para a escola de verão da Universidade Complutense de Madrid. Esta oferece 11 programas de um mês de duração, que incluem temas como “Comunicação Política e Campanhas Eleitorais”, “Big e Open Data – Análises e programações”, “Relações internacionais, diplomacia e meios de comunicação”. Há bolsas parcias, que custeiam apenas parte das mensalidades, e outras integrais, que cobrem 100% do valor.

As inscrições para a escola de verão vão até o dia 10 de fevereiro e para os cursos de pós-graduação e estudos intitucionais, até 4 de março. Os brasileiros interessados em complementar sua formação na Espanha têm até 9 de abril para concorrer às bolsas de mobilidade.

O que é a Fundação Carolina

Criada em 2000, a Fundação Carolina visa promover trocas educacionais entre a Espanha e países Ibero-americanos e outros que tenham laços históricos, culturais ou geográficos com o país. A fundação seleciona programas em instituições espanholas, que vão da graduação à pós, e filtra as oportunidades de acordo com suas áreas de atuação. Ao todo, são seis: Ciencia y Nuevas Tecnologías; Energía , Medio Ambiente e Infraestructuras; Ciencias de la Salud; Economía y Finanzas, Organización empresarial y Desarrollo; Ciencias Sociales y Jurídicas e, por fim, Artes, Humanidades y Comunicación.

Em mais de dezesseis anos de atuação, a Fundação Carolina concedeu mais de 15 mil bolsas para estudantes interessados em universidades espanholas. Estima-se que, ao todo, 500 mil candidatos tenham aplicado para as oportunidades publicadas pela FC até 2016. Fica a cargo da Fundação selecionar quais estudantes recebem os fundos, mediar o contato com a instituição de ensino de destino e garantir que o aluno cumpra com os prazos, documentos e requisitos. Em média, a cada processo seletivo anual, os responsáveis pela organização realizam mais de mil entrevistas com candidatos pré-selecionados.

Como encontrar bolsas da Fundação Carolina

Por meio do site da instituição, é possível acessar as oportunidades disponíveis a cada ano. O estudante consegue filtrar os programas por categorias como área de interesse e nível de formação, além de ter acesso a informações sobre a instituição de ensino. É através do sistema do site que se realiza a application, e por onde o estudante submete seus dados, como currículo e histórico acadêmico ao crivo da Fundação Carolina.

Para cada programa disponibilizado, são detalhados os requisitos e critérios, como nível de fluência mínimo em espanhol e exames aceitos para comprovação de proficiência. Há ainda detalhes sobre quais custos a bolsa cobre e se há apoio extra por parte da instituição de ensino na Espanha.

Como funcionam as bolsas da instituição

Anualmente, a Fundação Carolina disponibiliza uma lista extensa de bolsas em instituições espanholas. São diversas áreas, que vão da engenharia às ciências sociais, e que abrangem níveis de formação como graduação e pós. Há ainda oportunidades de cursos curtos, de verão, em instituições específicas.

Para se candidatar às bolsas disponibilizadas pela Fundação, é necessário passar pelo processo seletivo, uma application que exige exames de proficiência em língua espanhola, além de informações sobre o histórico acadêmico e profissional do estudante. É possível obter bolsas parciais, assim como integrais, que cobrem todos os custos ligados aos cursos.

Outro ponto importante, no caso da Fundação Carolina, está na parceria que estabelece com instituições espanholas. Isso porque, em algumas das vagas disponíveis anualmente, a bolsa vem, em partes, da Fundação, e é complementada pela universidade, seja ela uma universidade pública ou um instituto privado espanhol. Para verificar o que cada bolsa oferece, basta ficar atento à descrição presente no site e conferir o que é determinado pela instituição de ensino de destino.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo