Inicio Olimpíadas: conheça os atletas que estudaram nas melhores universidades do mundo

Olimpíadas: conheça os atletas que estudaram nas melhores universidades do mundo

0
Olimpíadas: conheça os atletas que estudaram nas melhores universidades do mundo

Conseguir alcançar nível olímpico em qualquer esporte exige o preparo de uma vida. Na maioria dos casos, são anos e anos de treinos para ficar entre os melhores do mundo. Alguns atletas que estão nas Olimpíadas de Tóquio 2020 (realizada em 2021), além de alcançar esse nível nos esportes, também foram capazes de estudar em universidades como Oxford, MIT e Harvard.

 

Em muitos países, esportes universitários são um trampolim para atletas que fazem questão de ingressar no Ensino Superior. Em regiões que possuem grupos como a Ivy League (conheça a Ivy League e a Tokyo roku daigaku, a Ivy League Japonesa), as universidades selecionam estudantes que já se destacam em algum esporte para receber bolsas de estudos e competir nas ligas universitárias defendendo a instituição.

Esse é o caso de Stanford. Somente nas últimas Olimpíadas, no Rio em 2016, somente alunos e ex-alunos da instituição ganharam, ao todo, 27 medalhas. É possível perceber a importância dessa política de atração de estudantes para integrar os times universitários na diversidade de nacionalidades dos atletas. No caso de Stanford, por exemplo, os alunos que passaram pela universidade estão representando 13 países em Tóquio.

A seguir, veja quantos e quais competidores das Olimpíadas de Tóquio estudam ou são formados nas 5 melhores universidades do mundo. Usamos a classificação do QS Ranking 2022 de melhores universidades.

MIT 

Das 5 melhores universidades, o MIT é o que menos enviou alunos para as Olimpíadas deste ano. A skatista Alexis Sablone é a representante da universidade. Ela se formou no programa de mestrado em Arquitetura em 2016 com a tese “Nuclear Oasis: The Story of 10.000-year-old Trash” (Oásis nuclear: a história do lixo de 10.000 anos). Quem acompanhou a final de skate com nossa medalhista de prata brasileira Rayssa Leal, deve lembrar de Simone competindo. Enquanto cursava o programa no MIT, em 2015, Alexis venceu o Campeonato Mundial de Skateboarding para mulheres de rua.

Universidade de Oxford

Em Tóquio, estão três representantes da Universidade de Oxford. Oliver Cook, estudante de mestrado em História, está representando o Reino Unido no Remo. Antes de Oxford, Ollie se formou como bacharel em Economia na London School of Economics.

Outro representante dos esportes com barcos, Anders Weiss possui um MBA concluído em 2018 na Said Business School, da Universidade de Oxford. Em Tóquio, ele está competindo como remador na corrida de barcos representando seu país natal, os Estados Unidos. Antes de ingressar na pós-graduação, ele se formou no curso de bacharelado em economia na Brown University.

Na equipe britânica de Rugby, está o inglês Tom Mitchell, formado no curso de graduação em Estudos Históricos, na Kellogg College da Universidade de Oxford.

Stanford

Entre as cinco melhores universidades do mundo, Stanford enviou o maior número de atletas para as Olimpíadas de Tóquio. Nas Olimpíadas do Rio em 2016, 39 atletas da universidade foram enviados e, juntos, conquistaram 27 medalhas. Em Tóquio, estão disputando, ao todo, 57 atletas, entre alunos e ex-alunos de Stanford, representando 13 países. Confira a lista com todos os representantes:

Beisebol
  • Jeremy Bleich compete por Israel no time de baseball. Formado em economia.
Basquete
  • KZ Okpala compete pela Nigeria no basquete masculino. Joga profissionalmente na NBA e não concluiu os estudos em Stanford;
KZ Okpala
  • Alanna Smith compete pela Austrália no basquete feminino. Estuda Psicologia.
Vôlei de Praia
  • Alix Klineman compete pelos EUA no vôlei de praia feminino. Formada em Art Studio.
Ciclismo
  • Kate Courtney compete pelos EUA no ciclismo. Formada em Biologia Humana.
Hipismo
  • Nayel Nassar compete pelo Egito no hipismo. Formado em Economia.
Esgrima
  • Alex Massialas compete pelos EUA no esgrima. Formado em Engenharia mecânica;
  • Vivian Kong compete pela China no esgrima. Formada em Relações Internacionais;
Golfe
  • Albane Valenzuela compete pela Suíça no golfe feminino. Formada em Ciências Políticas;
Ginástica
  • David Jessen compete pelo Cazaquistão na ginástica. Formado em Biologia molecular, celular e de desenvolvimento;
  • Brody Malone compete pelos EUA na ginástica. Formado em Engenharia e Gestão;
  • Brandon Briones compete pelos EUA na ginástica. Ainda não escolheu a carreira;
  • Akash Modi compete pelos EUA na ginástica. Estuda Engenharia Mecânica;
  • Sze En Tan compete pelo Singapura na ginástica feminina. Ainda não escolheu a carreira.
Remo
  • Austin Hack compete pelos EUA no remo. Formado em Ciência Política;
  • Stephanie Grauer compete pelo Canadá no remo. Formada em Comunicação;
  • Grace Luczak compete pelos EUA no remo. Formada em Biologia Humana;
  • Alie Rusher compete pelos EUA no remo. Formada em Biologia Humana;
  • Veronica Toro Arana compete pelos EUA no remo. Estuda Medicina.
Vela
  • Luke Muller compete pelos EUA na vela. Estuda História.
Futebol
  • Tierna Davidson compete pelos EUA no futebol feminino. Formada em Ciência e Engenharia de Gestão;
  • Kelley O’Hara compete pelos EUA no futebol feminino. Formada em Ciência, Tecnologia e Sociedade;
Kelley O’Hara
  • Ali Riley compete pela Nova Zelândia no futebol feminino. Formada em Psicologia;
  • Jane Campbell compete pelos EUA no futebol feminino. Formada em Psicologia;
  • Catarina Macario compete pelos EUA no futebol feminino. Formada em Comunicação.
Natação
  • Alberto Mestre compete pela Venezuela na natação. Está afastado do curso de Economia;
  • Andrei Minakov compete pelo comitê russo na natação. Ainda não escolheu a carreira;
  • Ron Polonsky compete por Israel na natação. Ainda não escolheu a carreira;
  • Brooke Forde compete pelos EUA na natação. Formada em Biologia Humana;
  • Torri Huske compete pelos EUA na natação. Ainda não escolheu a carreira;
  • Katie Ledecky compete pelos EUA na natação. Formada em Psicologia;
  • Simone Manuel compete pelos EUA na natação. Formada em Comunicação;
  • Andrea Murez compete por Israel na natação. Formada em Biologia Humana;
  • Taylor Ruck compete pelo Canada na natação. Formada em Biologia Humana;
  • Regan Smith compete pelos EUA na natação. Ainda não escolheu a carreira.
Nado Sincronizado
  • Lindi Schroeder compete pelos EUA no nado sincronizado. Ainda não escolheu a carreira;
Atletismo
  • Grant Fisher compete pelos EUA no atletismo. Formado em Engenharia Elétrica;
  • Jacob Riley compete pelos EUA no atletismo. Formado em Economia;
  • Steven Solomon compete pela Austrália no atletismo. Formado em Biologia Humana;
  • Valarie Allman compete pelos EUA no atletismo. Formada em Design de produção;
  • Elise Cranny compete pelos EUA no atletismo. Formada em Biologia Humana;
  • Malindi Elmore compete pelo Canadá no atletismo. Formada em Relações Internacionais;
  • Mackenzie Little compete pela Austrália no atletismo. Formada em Biologia Humana;
  • Katerina Stefanidi compete pela Grécia no atletismo. Formada em Biologia Humana e Psicologia.
Vôlei
  • Erik Shoji compete pelos EUA no vôlei. Não informou o curso;
  • Kawika Shoji compete pelos EUA no vôlei. Não informou o curso;
Os irmãos Kawika Shoji e Erik Shoji.
  • Foluke Akinradewo Gunderson compete pelos EUA no vôlei. Formada em Biologia Humana.
Pólo Aquático
  • Alex Bowen compete pelos EUA no pólo aquático. Formado em Design de Produto;
  • Ben Hallock compete pelos EUA no pólo aquático. Formado em Economia;
  • Drew Holland compete pelos EUA no pólo aquático. Formado em Gestão, Ciência e Engenharia;
  • Dylan Woodhead compete pelos EUA no pólo aquático. Formado em Engenharia Mecânica;
  • Aria Fischer compete pelos EUA no pólo aquático. Formada em Escrita Criativa;
  • Makenzie Fischer compete pelos EUA no pólo aquático. Formada em Engenharia Mecânica;
  • Melissa Seidemann compete pelos EUA no pólo aquático. Formada em Psicologia;
  • Gurpreet Sohi compete pelo Canadá no pólo aquático. Formada em Biologia Humana;
  • Maggie Steffens compete pelos EUA no pólo aquático. Formada em Ciência, Tecnologia e Sociedade.
Paraolimpíadas – Rugby
  • Jeff Butler compete pelos EUA no Rugby com cadeira de rodas. Estuda Negócios.

Universidade de Cambridge

Imogen Grant, atleta de remo, é uma das representantes de Cambridge em Tóquio. A universitária representa o Reino Unido e está concluindo o curso de Medicina.

Imogen Grant

A ciclista Anna Kiesenhofer ganhou medalha de ouro em Tóquio. Ela é formada em Matemática e está nas Olimpíadas representando seu país natal, a Áustria.

Anna Kiesenhofer

Por último, a corredora Louise Shanahan está completando seu curso de PhD em Física e representando o Reino Unido nas Olimpíadas.

Louise Shanahan

Harvard

A corredora norte-americana Gabby Thomas, que atualmente faz um mestrado em epidemiologia na Universidade do Texas, é formada em Neurobiologia e Saúde Global por Harvard. Em entrevista para um jornal da universidade, a atleta contou sobre a importância da universidade e dos estudos durante o crescimento como corredora. “Ter outras coisas fora da pista pelas quais eu estava realmente interessado e apaixonado, acho que me ajudou a apreciar muito meu tempo na pista”, afirmou.

Gabby Thomas

Clark Dean está concluindo a graduação em literatura clássica e competindo junto à equipe de Remo norte-americana.

Clark Dean

No Rugby feminino, a ex-aluna Cheta Emba está representando os EUA. Ela é formada em Biologia Celular Molecular.

Cheta Emba
O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia