Um projeto: Fundação Estudar

Graduação

O que você precisa saber para cursar uma graduação fora do Brasil

12.06.13

Aprenda a escolher a universidade certa no exterior

Aprenda a escolher a universidade certa no exterior

Oportunidades acadêmicas, vida no campus e bolsas de estudos disponíveis devem ser consideradas na hora de escolher a sua universidade

Depois que você decidiu estudar fora, o próximo passo é escolher quais universidades no exterior quer se candidatar. De um lado é preciso entender quais são as suas reais expectativas em relação à graduação. Do outro, o que as diferentes instituições tem a oferecer. Para ajudar nesta etapa, o Estudar Fora preparou várias dicas para você se dar bem na escolha da sua universidade no exterior.

#1: Entenda as suas expectativas em relação à graduação:
Faça uma autoanálise sobre os seus sonhos, seus talentos e seus desejos para o futuro. Segundo a diretora do Virginia Center School, Ana Virginia Kesselring, esta autoanálise é essencial para o aluno escolher de forma estratégica onde quer estudar. “Muitas vezes os alunos ficam muito preocupados com fatores secundários, como o clima, a cidade, mas o que é mais importante é o que ele vai encontrar lá e os professores que ele terá por perto”, afirma.

Dica: Escreva em um caderno as suas ideias e anseios sobre suas expectativas. Assim você poderá consultar esse caderno com frequência e ver realmente quais são as expectativas mais essenciais.

Leia a matéria 10 dicas para ajudar a decidir sua carreira (no exterior ou não) e veja mais dicas

#2: Entenda as ofertas e os diferenciais de cada universidade
A busca pela universidade ideal está diretamente relacionada com o tipo de experiência que você sonha para a sua graduação. Em geral, são três critérios que você deve pesar e analisar: Oportunidades acadêmicas, ambiente da universidade e vida no campus e bolsas de estudo disponíveis.

– Oportunidades acadêmicas: Pesquise se a universidade oferta as disciplinas que você está interessado em estudar e se o departamento da sua área de graduação possui uma boa reputação. Além disso, pesquise os diferenciais daquela instituição, como laboratórios, professores que são prêmios Nobel, convênios para intercâmbio ou cursos extras que são ofertados. O laboratório de química da Oxford University tem cinco andares e seis laboratórios de pesquisa em diferentes áreas da disciplina. A Universidade de Reed em Oregon tem o único reator nuclear de pesquisa no mundo que é operado por alunos da graduação.

Qual é o melhor ambiente para a sua aprendizagem? Se você prefere aulas com turmas pequenas e atendimento mais individualizado, busque uma universidade menor, na qual as aulas são com poucos alunos e a interação com os professores é próxima. No Amherst College, que fica em Amherst Massachusetts, o tamanho médio de uma aula é de 16 pessoas. Caltech chega a ter aulas com apenas dois alunos.

– Como é o ambiente da universidade e a vida no campus? Alguns fatores como localização da universidade, tipos de moradia ofertados, atividades extracurriculares a disposição terão grande impacto no seu dia a dia. A universidade de McGill, no Canadá, por exemplo, tem alunos de 150 países do mundo. O Hamilton College, em Nova York (EUA) oferece 180 programas de intercâmbio em 46 países do mundo e quase 50% dos alunos fazem no mínimo um semestre de intercâmbio durante a graduação. Viver em um ambiente multicultural como esse pode fazer toda a diferença na sua experiência fora.

#3. Entenda a sua necessidade financeira e as bolsas de estudo disponíveis:
Se você precisará de apoio financeiro para custear os seus estudos fora, esse deve ser o principal critério a considerar. Os custos de uma graduação no exterior podem ser elevadíssimos, por isso é importante entender como funcionam as bolsas de estudos, e como fazer para concorrer. Em Harvard, por exemplo, um ano acadêmico custa entre R$ 115 e 125 mil.

Nos EUA e em alguns países, a maioria das universidades reserva os seus fundos das bolsas de estudo para alunos nativos do país. Além das universidades, existem diversas instituições de apoio ao estudo que fornecem bolsas. Para entender como funciona este processo, acesse a nossa seção Bolsas de Estudo e conheça mais.

Agora que você já refletiu sobre os principais fatores que irão te ajudar a decidir em quais universidades no exterior deve se candidatar, o próximo passo é criar uma lista de universidades desejadas e fazer um plano de candidatura para cada uma delas.

Conecte-se ao Estudar Fora

http://promo.estudarfora.org.br/07de78d376d72cb1d7d3

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas