Inicio Bolsas de US$ 84 mil em Princeton para artistas iniciantes

Bolsas de US$ 84 mil em Princeton para artistas iniciantes

0
Bolsas de US$ 84 mil em Princeton para artistas iniciantes

A Universidade Princeton, uma das instituições que compõem a Ivy League, está com inscrições abertas para dois programas de bolsas integrais para artistas iniciantes. São o Princeton Arts Fellowship e o Hodder Fellowship. Ambos tem o objetivo de apoiar artistas a realizar projetos ou passar períodos de ensino e pesquisa na universidade, e os dois programas têm inscrições abertas até 15 de setembro.

Nos dois casos, o valor das bolsas é de US$ 84 mil por ano letivo (dez meses entre setembro e maio) e elas não são voltadas para trabalhos que levem à aquisição de um diploma ou título de ensino superior. A Princeton Arts Fellowship tem duração de dois anos,  enquanto que a Hodder Fellowship tem duração de um ano.

Quem pode concorrer

A Princeton Arts Fellowship é para artistas iniciantes “cujas conquistas tenham sido reconhecidas como extraordinariamente promissoras em qualquer área de atuação ou ensino artístico”. Durante os dois anos da bolsa, espera-se que eles ministrem um curso por semestre, que eles mesmos poderão propor.

Em alguns casos, a universidade pode solicitar que eles realizem outras atividades (como dirigir uma peça ou criar uma coreografia) em vez de dar aulas. Mas em todos os casos, espera-se que os bolsistas sejam “membros plenos e ativos da comunidade” e interajam frequentemente com os alunos.

Leia também: Bolsas de US$ 75 mil para pesquisadores e escritores, em Nova York

Podem se candidatar, de acordo com Princeton, “compositores, condutores, músicos, coreógrafos, artistas visuais, cinegrafistas, poetas, romancistas, dramaturgos, designers, diretores e artistas performativos — essa lista não é exaustiva”.

Já a Hodder Fellowship é voltada para artistas que tenham “muito mais dotes intelectuais ou literários que o comum”, e podem concorrer a ela “compositores, coreógrafos, artistas performativos ou visuais, escritores ou outros tipos de humanistas”. O objetivo dela é dar aos bolsistas “um ano de ‘lazer estudioso’ para empreender novos trabalhos significativos”, nas palavras da universidade.

Em geral, os candidatos de sucesso já têm um primeiro livro publicado, ou tem conquistas semelhantes em seus campos. Segundo a universidade, candidatos com qualificações acadêmicas serão preferidos, mas essas qualificações não são necessárias para a candidatura.

Como se candidatar às bolsas integrais para artistas iniciantes

As candidaturas à Princeton Arts Fellowship podem ser feitas por meio deste link, e as da Hodder Fellowship podem ser feitas neste link. Nos dois casos, o procedimento deve ser feito em inglês, e começa com o preenchimento dos formulários disponíveis nos links.

Para a Princeton Arts Fellowship, será necessário enviar também um CV, um personal statement de até 500 palavras explicando como pretende usar os dois anos da bolsa, e informações de três contatos que possam escrever cartas de recomendação. Também será necessário enviar amostras de seu trabalho na forma de documentos, fotos, vídeos ou links para performances.

E para a Hodder Fellowship, os requisitos são o preenchimento do formulário online, o CV e uma proposta de projeto a ser realizado durante o ano da bolsa, com até 500 palavras.

As inscrições para as bolsas vão até 15 de setembro. A universidade fará uma pré-seleção dos candidatos, e os aprovados para a segunda fase farão entrevistas (presencialmente ou por Skype, no caso de estrangeiros) em dezembro de 2020. A expectativa de início das bolsas é setembro de 2021.

E o coronavírus?

As bolsas para artistas citadas acima têm início previsto para setembro de 2021. Por isso, é provável que a pandemia de COVID-19 já esteja mais controlada no começo do período, e com isso as atividades presenciais possam acontecer normalmente.

De qualquer maneira, para a edição anterior dos programas (que começaram em 2020), a universidade anunciou que está realizando todas as atividades remotamente. As entrevistas para as bolsas dessa edição, por sua vez, foram reagendadas para dezembro, já que a universidade acredita que a situação já estará normalizada até lá. Por isso, parece pouco provável que a edição atual do programa seja afetada.

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia