Um Projeto: Fundação Estudar
montar a college list

Como decidir para a universidades se candidatar? Saiba como montar sua college list

Por Priscila Bellini
22.08.2018

Para quem pretende fazer uma graduação fora, um dos primeiros passos é definir a college list. Conheça dicas para determinar quais são as melhores universidades e, a partir daí, montar a sua preparação para application.


Estudantes que pensam com cuidado ao montar a college list tendem a ter menos dor de cabeça do que os que aplicam para dezenas de universidades de uma vez. Isso porque, no fim das contas, alunos que refletem sobre isso acabam com uma listagem que os interessa, e que está de acordo com suas necessidades financeiras. E, ainda, se sentem mais confiantes, já que não estão à mercê do setor de admissões de escolas super competitivas.

Afinal, quantas universidades é necessário selecionar?

É recomendável começar escolhendo seis escolas.

– Duas universidades “dos sonhos”

– Duas universidades-alvo, ou “target”

– Duas universidades que são “opções seguras”

Cada estudante pode ajudar esse número de acordo com suas necessidades. Entretanto, deve ter em mente que, ao montar a college list, precisa contar com universidades de cada categoria. Aplicar dessa forma permite manter objetivos ambiciosos e, ao mesmo tempo, colocar algumas opções como garantia.

Universidades dos sonhos (ou, em inglês, “reach schools”)

Se passar no processo seletivo e arcar com a tuition não fossem um obstáculo, para onde você gostaria de ir? Uma universidade dos sonhos é aquela em que suas notas podem estar até um pouco abaixo da média aceita no ano anterior. Ou seja, as “reach schools” podem parecer uma meta ambiciosa, mas elas devem ser possíveis. Não deixe o valor da tuition assustar! Necessidade financeira, desempenho acadêmico e a vontade da escola de ter você no campus podem influenciar o tipo de auxílio oferecido. Então, é possível tornar os custos mais suportáveis.

Universidades-alvo (ou “target”)

Essas são escolas em que suas credenciais, enquanto estudante, estão na média dos estudantes admitidos no ano passado. Ou seja, seus resultados no SAT e no ACT, bem como seu histórico escolar se adequam ao perfil dos recém-admitidos. Não há, é claro, garantia de passar, mas há boas chances.

Universidades que são “opções seguras”

Nesse caso, seus resultados excedem o padrão dos alunos admitidos na instituição. Ou seja, você pode ter alguma certeza de que será aceito. Assim como as universidades dos sonhos e as “targets“, essa escola precisa ser atrativa para você. Além dos critérios de admissão, é uma boa ideia levar em conta o tipo de financial aid disponível ao montar a college list, em especial nessa parte.

Como montar a college list e comparar opções

#1 Tenha em mente uma lista de desejos

Comece fazendo uma lista de tudo que você quer ou precisa, em termos de localização, disponibilidade de bolsas, opções de acomodação e clubes de interesse. Conforme for selecionando as universidades, recorra sempre à lista inicial de desejos, para ter uma noção melhor ao tomar suas decisões.

#2 Monte uma tabela

Tente estruturar as informações no formato de uma tabela. Isso porque o recurso visual permite que você veja melhor como as diferentes escolas se comparam. Dê um check em cada característica que procura nas universidades listadas.

#3 Pense em você

Afinal, é você quem dá mais ou menos importância a cada fator. Por exemplo, rankings universitários e presença de determinadas facilidades no campus podem contar pontos, com base nos seus objetivos e interesses.

#4 Veja como o seu perfil se encaixa

É importante ter em mente quais são os padrões usados pelo escritório de admissões e saber mais sobre o corpo estudantil da faculdade. Compare seus resultados de GPA, SAT, ACT e desempenho na escola para saber se a universidade é mesmo boa opção. Esses números estão disponíveis, em geral, no site de cada universidade.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d