Inicio Harvard Kennedy School of Government: tudo sobre uma das melhores escolas de administração pública do mundo

Harvard Kennedy School of Government: tudo sobre uma das melhores escolas de administração pública do mundo

0
Harvard Kennedy School of Government: tudo sobre uma das melhores escolas de administração pública do mundo

Para quem tem o sonho de causar impacto social positivo, muitas vezes uma carreira no setor público é o caminho profissional desejado. E para quem pretende estudar administração pública ou políticas públicas, a Harvard Kennedy School of Government é um dos melhores destinos possíveis.

A escola de administração pública de Harvard já formou vários líderes de governo, incluindo de países como Colombia, Canadá e Singapura. É graças a ela que a Universidade Harvard é considerada a melhor instituição de ensino superior e pesquisa do mundo na categoria “Políticas e Administração Social”, segundo o QS World Rankings By Subject.

Por isso, para quem pretende ingressar no setor público para desenvolver uma carreira de impacto social, a escola pode ser uma excelente escolha. Confira a seguir tudo que você precisa saber sobre ela.

Kennedy School of Government em números

A Kennedy School of Government foi fundada em 1936, com o nome de Harvard Graduate School of Public Administration. Mas em 1966, ela foi renomeada para homenagear o presidente John F. Kennedy, que fora assassinado em novembro de 1963. A rua onde ela fica na cidade de Cambridge, em Massachusetts, também se chama John F. Kennedy Street.

Atualmente, a Kennedy School tem cerca de 1.100 estudantes em tempo integral em seus programas de mestrado e doutorado. E isso sem contar os estudantes de certificados e educação executiva, que somam cerca de 4.000 por ano, segundo a instituição.

Ela já formou mais de 63 mil profissionais, que se organizam em 30 redes de alumni espalhadas pelo mundo.

Cursos oferecidos pela Kennedy School

A Kennedy School of Government, de Harvard, divide seus cursos em quatro grandes categorias: mestrado, doutorado, educação executiva e certificações. Veja a seguir mais sobre elas.

Mestrados e doutorados

Quem pretende concluir uma pós-graduação na Kennedy School tem essas opções. EM termos de mestrado, a escola oferece três opções: Master in Public Policy (MPP), Master in Public Administration (MPA) e Master in Public Administration in International Development.

Há também o Mid-Career Master in Public Administration, que é um MPA voltado para profissionais que já têm experiência em gestão pública. Ele tem duração de um ano; os demais, por sua vez, duram dois anos.

Quanto a programas de doutorado, a instituição oferece quatro áreas de investigação: Políticas Públicas, Políticas de Saúde, Políticas Sociais e Economia Política e Governo. Os programas têm foco interdisciplinar e três anos de duração, e exigem que o estudante defenda uma dissertação ao fim de seus estudos.

Educação Executiva e Certificações

Além das opções de pós-graduação, a Harvard Kennedy School of Government também tem cursos de duração mais curta e com focos mais específicos. Há, por exemplo, 35 cursos de eduação executiva disponíveis, alguns dos quais podem ser feitos totalmente online.

Além disso, a escola oferece os “Public Leadership Credentials”. São seis cursos com seis semanas de duração que têm o objetivo de dar a gestores públicos a formaçlão necessária para impactar positivamente suas comunidades em áreas específicas.

Finalmente, é possível ver todas as aulas que a instituição oferece neste link. Isso ajuda a ter uma ideia do que se pode esperar dos programas que ela ministra.

Como é estudar na Harvard Kennedy School of Government

No vídeo abaixo, produzido em parceria com a Fundação Lemann, dois ex-estudantes da Harvard Kennedy School of Government falam sobre suas experiências por lá, incluindo na candidatura.

Para Julia Callegari, um dos destaques do ambiente é o grande número de palestrantes notáveis que a instituição recebe. “Eu pessoalmente conversei, durante esses dois anos, com mais de três prêmios Nobel da Paz. Isso é só um exemplo da quantidade de pessoas incríves que passam pela escola toda semana”, comenta.

“Na minha turma [no mestrado mid-career], eram 219 alunos de 91 países. Ou seja, era gente de todo tipo, com as mais variadas experiências, e com as quais eu podia conversar sobre os mais variados assuntos”, comenta Diogo de Sant’ana, que também se graduou lá.

Como entrar na Kennedy School?

Para ser aceito na Kennedy School of Government de Harvard, você precisa basicamente dos mesmos requisitos exigidos por outros programas de pós-graduação.

Isso significa: personal statement, histórico acadêmico, notas de exames padronizados (como GMAT ou GRE), certificado de proficiência em inglês (como TOEFL ou IELTS), essays (cujo tema varia de acordo com o curso escolhido) e três cartas de recomendação.

No caso do doutorado, vale notar que os programas da Kennedy School são gerenciados pela Harvard Graduate School of Arts and Sciences (GSAS). Por isso, as candidaturas devem ser enviadas por lá, e não pelo site da própria Kennedy School. No entanto, os requisitos são semelhantes aos do mestrado, mas variam de acordo com a linha de pesquisa pretendida pelo candidato.

No site da escola, você pode ver mais informações sobre os requisitos para se candidatar a seus programas. As inscrições para o ano letivo seguinte costumam abrir por volta de setembro, então quem visitar a página no começo do ano já podem ir se preparando para a candidatura no segundo semestre.

Custos e bolsas

O custo de uma pós-graduação na Harvard Kennedy School não é barato: considerando tanto o valor das anuidades quanto o de despesas adicionais (moradia, alimentação, seguro de saúde, etc.), a escola estima que ele pode variar de US$ 86 mil a mais de US$ 100 mil por ano.

Só em anuidades, os custos variam de US$ 58 mil a US$ 70 mil por ano. No entanto, também é possível conseguir bolsas de estudo que ajudam a diminuir esses custos. A própria instituição afirma que oferece um “montante limitado” de apoio financeiro para ajudar a reduzir os custos de anuidade dos alunos selecionados. Para concorrer a eles, porém, é necessário informar a direção da escola após ser admitido.

Também é possível conseguir bolsas de estudo junto a outras associações, em especial organizações voltadas para a promoção da educação e impacto social em países em desenvolvimento.

Ex-alunos famosos

  • Ban Ki-moon, ex-secretário-geral da Organização das Nações Unidas;
  • Pierre Trudeau, primeiro-ministro canadense de 1968 a 1979, e de 1980 a 1984;
  • Brune Poirson, Secretária de Estado do Ministro de Transição Ecológica da França desde 2017;
  • LaToya Cantrell, primeira mulher prefeita de Nova Orleans (eleita em 2018)
O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo:

Leia