Um Projeto: Fundação Estudar
Fachada da Universidade de Westminster

Graduação na Inglaterra: Universidade de Westminster oferece bolsa integral

Por Gustavo Sumares
05.02.2019

A bolsa isenta o aluno das taxas da Universidade de Westminster e cobre custos com deslocamento, moradia e alimentação durante sua graduação na Inglaterra.


A Universidade de Westminster está oferecendo uma bolsa de estudo integral para alunos de graduação. O estudante selecionado ficará isento das taxas cobradas pela universidade. A bolsa também contempla despesas com passagem aérea, acomodação, alimentação e outros custos de vida do aluno durante sua graduação na Inglaterra. As inscrições vão até 31 de maio.

São elegíveis para bolsa todos os cursos de nível de graduação (“undergraduate”) oferecidos na universidade. No total, são mais de 180 cursos desse nível disponíveis na instituição, indo de “Ciências Biomédicas Aplicadas” a “Literatura Árabe e Inglesa”.  A lista completa de cursos disponíveis pode ser visualizada neste link.

Requisitos

Para se candidatar à bolsa, os alunos primeiro devem ser aceitos pela Universidade de Westminster no programa de graduação que desejam cursar. O processo de candidatura para cada um dos cursos é diferente, e o site da universidade informa as exigências para cada curso. Em comum, no entanto, todos exigem que o candidato tenha realizado a prova do IELTS e obtido pelo menos nota 6.

Leia mais: 5 passos para estudar no Reino Unido

Além do IELTS, os cursos também podem exigir provas internacionais como o GRE. Outros possíveis requisitos para cursos específicos, de acordo com a universidade, são portfólios, entrevistas ou a realização de alguns “assignments” — redações ou resolução de problemas relacionados ao conteúdo do curso. Segundo a Universidade de Westminster, o processo de análise da candidatura leva de quatro a seis semanas.

Como solicitar a bolsa

Uma vez que o aluno tenha conseguido uma vaga no curso em que deseja estudar, ele pode se candidatar à bolsa integral. Para isso, precisará da confirmação de aceite da universidade, uma cópia oficial de seu histórico escolar e uma carta de recomendação escrita especificamente para sua graduação na Inglaterra.

Leia mais: Quer fazer intercâmbio em Londres? Brasileiros contam se vale a pena

Caso o aluno já tenha enviado uma carta de recomendação como parte de sua candidatura ao curso, deverá providenciar outra carta, escrita por outra pessoa. Essa pessoa deve ser um professor, tutor ou empregador que já tenha trabalhado com o candidato.

Além destes documentos, o candidato também deverá preencher um formulário disponível neste link. Todos os documentos devem ser enviado por correio para o endereço disponível neste link. A universidade orienta os candidatos a não enviar documentos originais (já que eles não poderão ser devolvidos). As inscrições para a bolsa vão até 31 de maio, e as aulas começam em setembro de 2019.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d