Um Projeto: Fundação Estudar

Reino Unido: confira três bons motivos para escolher esse destino

Por Colunista do Estudar Fora
04.06.2019

Veja três motivos pelos quais estudar no Reino Unido pode ser uma opção interessante, e confira algumas dicas para se programar para tirar o visto!


Quem pretende estudar no Reino Unido, formado pela Grã-Bretanha (Escócia, Inglaterra e País de Gales) e Irlanda do Norte, tem que levar muito mais em consideração do que os símbolos universais locais, como o chá das 17h, as cabines telefônicas vermelhas e os ônibus de dois andares. Por lá estão algumas das melhores universidades do mundo segundo o ranking da Times Higher Education, e para seguir no processo seletivo é preciso atentar-se, por exemplo, à obrigatoriedade do exame de proficiência em inglês.

A decisão de estudar e morar em outro país pode ser difícil e requer algumas exigências que devem ser atentamente cumpridas — e, no Reino Unido, não é diferente. Isso porque o destino tem algumas particularidades em relação à política de vistos e também aos processos seletivos.

Leia também: Brexit: como ele pode afetar os estudantes brasileiros no Reino Unido?

No entanto, estudar no Reino Unido também traz uma série pontos positivos. Para ponderar essas questões, confira a seguir alguns benefícios, vantagens e singularidades do Reino Unido para os alunos brasileiros:

1 – Programas mais curtos, porém mais eficazes

Aqui no Brasil os cursos de graduação duram ao menos quatro anos. Já na Terra da Rainha a média de duração é de 36 meses, enquanto um mestrado pode ser cursado em apenas um ano. Se compararmos o tempo com outros destinos bastante procurados pelos estudantes estrangeiros, como os Estados Unidos, a dedicação é mais curta, mas extremamente intensiva e focada no tema de interesse.

Ou seja, ele se torna uma opção a ser considerada por quem deseja uma formação mais rápida para começar a atuar no mercado com mais agilidade, mas sem perder em termos de qualidade e de aprofundamento das habilidades necessárias.

2 – Muita cultura e lugares para visitar

Fazer um intercâmbio no Reino Unido é sinônimo de conhecer lugares cheios de cultura e de história para contar. Ver o Big Ben, visitar o Rio Tâmisa e o Lago Ness, apreciar os estúdios de filmagem de Harry Potter e terminar a noite nos pubs londrinos são apenas algumas das coisas que podem ser feitas por lá durante o tempo livre.

Leia também: Conheça a London School of Economics, uma das universidades mais internacionais

Mas, mais do que isso, esses momentos de lazer são enriquecedores para a conquista não apenas de mais fluência e naturalidade para o inglês, como também para a troca cultural e a formação de conexões com pessoas de diversas nacionalidades. Além disso, o destino está localizado na Europa e permite uma livre circulação para países vizinhos com baixo custo de deslocamento.

3 – Exames de proficiência podem ajudar na hora do visto

Você sabia que mais idiomas são falados na cidade de Londres do que em qualquer outro país do mundo? Multicultural, a cidade abriga cidadãos de nacionalidades que falam, no total, mais de 300 línguas diferentes. Apesar disso, o inglês, por ser nativo, é o que predomina por lá e por toda a região. Ou seja, é importante ter em mãos um documento que comprove as suas habilidades linguísticas.

Desde 2015 o UK Visa and Immigration (UKVI), órgão do governo voltado para a imigração, exige a comprovação de proficiência em inglês para os estrangeiros de fora da União Europeia que querem estudar no Reino Unido. Ela é feita por meio de uma etapa chamada Secure English Language Test (SELT). Isso é exigido, pois eles querem ter certeza de que o candidato terá condições de acompanhar as aulas e desempenhar as tarefas acadêmicas no idioma.

Apesar dessa burocracia, se o candidato estiver no processo seletivo de uma universidade da região que reconheça um exame internacional específico (como o C1 Advanced ou o C2 Proficiency, ambos de Cambridge English), ele está dispensado da etapa do SELT. Isso acontece por que o governo confere autonomia às universidades para definir o nível de proficiência requerido para os cursos, nesses casos, podendo este ser comprovado por meio de provas isentas e alinhadas aos parâmetros internacionais, sem precisar passar pelas mãos do governo antes.

Organize seu cronograma para estudar no Reino Unido

Ciente do tempo envolvido para conquistar a certificação de proficiência em inglês e para o processo para concessão de visto, é preciso ainda entender o calendário acadêmico do Reino Unido, que difere em partes do Brasil. O ano letivo começa em setembro e finaliza em julho do ano seguinte. A maior parte dos cursos de graduação segue esse padrão, mas há alguns que possuem datas de início mais flexíveis. Isso se aplica também aos cursos de pós-graduação. Essa informação pode ser validada de maneira individual com cada universidade.

Leia também: Conheça a Universidade do Westminster, uma universidade no coração de Londres

Por isso, é indicado que o interessado em estudar no Reino Unido monte um cronograma considerando: a fase pré-candidatura (de pesquisa e de preparo), a fase de candidatura (com os prazos solicitados para entrega de documentação, provas auxiliares, entre outras exigências) e a fase de migração caso a matrícula seja aceita.

Por Alberto Costa, de Cambridge English

Sobre o Cambridge Assessment English

Cambridge Assessment English é o departamento sem fins lucrativos da Universidade de Cambridge especializado em certificações e avaliação da língua inglesa com um amplo portfólio para diferentes públicos e objetivos. Com mais de 100 anos de tradição e atuando em mais de 130 países, os certificados Cambridge Assessment English são reconhecidos internacionalmente por mais de 20 mil instituições, empresas e órgãos governamentais no mundo todo. O departamento conta com os melhores especialistas na área de avaliação linguística, que se dedicam ao desenvolvimento e ao controle de qualidade dos exames Cambridge English. No mundo todo, mais de 5 milhões de pessoas prestam os exames anualmente.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d