Um Projeto: Fundação Estudar
seção de English do ACT

Vai estudar inglês sozinho? Confira recursos que podem ajudar a desenvolver o idioma

Por Gustavo Sumares
04.03.2019

Por Alberto Costa, de Cambridge English


Aprender um novo idioma ou aprimorá-lo é algo que exige foco e persistência, ainda mais no caso daqueles que são mais distantes da nossa língua materna, como é o caso do inglês. A importância de dominá-lo é cada vez mais latente no dia a dia das pessoas. Para os estudos no exterior, por exemplo, a comprovação do seu conhecimento em níveis elevados é solicitada já durante o processo seletivo por meio de certificados internacionais emitidos por instituições isentas.

Em contrapartida, de acordo com uma pesquisa conduzida pelo British Council, apenas 1% da população brasileira é fluente no idioma, enquanto outros 4% possui algum nível de conhecimento da língua. Isso significa um universo de cerca de 10,5 milhões de habitantes. Os outros 200 milhões estão distantes dessa realidade, já que grande parte não possui acesso aos meios corretos para aprendê-lo. Mas a boa notícia é que hoje há uma série de técnicas e de ferramentas úteis para quem quer desenvolver a fluência.

Leia mais: Certificados de proficiência em inglês: saiba onde e como se inscrever

Se você está em busca de opções para contribuir para os estudos que vão além da sala de aula, confira abaixo uma seleção de posturas simples e de recursos gratuitos que podem auxiliar.

1. Entenda o seu nível de conhecimento

O primeiro ponto é entender de onde os estudos estão partindo para que se possa traçar a meta a ser alcançada. Você sabe em qual profundidade conhece o idioma hoje, de acordo com os parâmetros internacionais do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR)? O quadro categoriza o domínio em níveis que vão do A1, considerado básico, até o C2, correspondente à proficiência plena (nós já falamos desse quadro aqui).

Caso a resposta seja não, o indicado é buscar um teste que aponte esse referencial. Nesse sentido, há desde opções mais robustas e pagas, como é o caso de alguns exames de diagnósticos, até alternativas mais enxutas e gratuitas que indicam qual exame de proficiência pode ser o melhor para você no momento. A Cambridge English, por exemplo, tem um teste gratuito disponível em seu site.

2. Organize a agenda de estudos

Entendida a origem e o destino desejado, é o momento de planejar o percurso. O equilíbrio no desenvolvimento de todas as habilidades fundamentais (escrita, leitura, compreensão auditiva e comunicação oral) é essencial para a aquisição de uma nova língua. E a prática é o caminho que leva até a perfeição.

Para unir esses dois fatores, a dica é estabelecer uma rotina de estudos que contemple a quantidade de horas semanais que serão dedicadas, quais as habilidades que serão estimuladas em cada período e a separação de materiais de apoio. Por exemplo, se o plano é fortalecer a compreensão auditiva, é preciso trabalhar em questões baseadas em áudios como músicas, notícias de rádio, podcasts ou vídeos no YouTube. Já para leitura é necessário ter à mão diferentes tipos de textos, como artigos, notícias jornalísticas, literatura, entre outros, para se ambientar com o que vai encontrar na vida real.

Leia mais: Inglês com um clique: 50 links de ouro para estudar o idioma, de graça!

3. Faça pequenos ajustes nas atividades cotidianas

Você fica muito tempo no celular? Está sempre ouvindo música? Adora assistir filmes e séries? Em todas essas atividades recorrentes do nosso dia a dia o inglês está presente. É possível, por exemplo, mudar a configuração do dispositivo móvel para o idioma, assim como ajustar o áudio e a legenda para a língua que se pretende dominar. Isso parece pequeno, mas tem um impacto maior do que se imagina, já que contribui não apenas para a memorização, mas também para incluir o inglês na rotina de uma maneira que se enxerga sua utilidade prática.

4. Use e abuse de recursos digitais

Em buscas na internet é possível encontrar diferentes formatos de ferramentas digitais que contribuem para os estudos do idioma, desde os aplicativos até as mais variadas plataformas. E o melhor, grande parte é gratuito. Veja abaixo os exemplos de opções disponibilizadas por Cambridge Assessment English, que constrói os recursos alinhados aos parâmetros internacionais:

Learning English

A seção Learning English, que fica dentro do site de Cambridge English, reúne cerca de 100 opções de atividades, com temas cotidianos como alimentação, entretenimento, relacionamentos interpessoais e trabalho e também assuntos ligados a tarefas usuais, como preencher formulários e emitir opiniões.

Os exercícios são interativos e é possível selecionar as atividades por habilidade (gramática, compreensão auditiva, expressão oral, leitura, vocabulário ou escrita), nível de conhecimento (básico, intermediário ou proficiente) e por tempo disponível para o estudo (de 0 a 5 minutos, de 5 a 10 minutos ou mais de 10 minutos). As tarefas são de múltipla escolha, com base em sentenças, áudios e textos, de acordo com cada combinação escolhida, e podem ser acessadas de um desktop ou de um dispositivo móvel para quem deseja praticar durante os deslocamentos, por exemplo.

Write&Improve

O Write&Improve é um recurso voltado para a prática e estímulo da escrita em inglês. De maneira simples e intuitiva, o usuário escolhe um tema, escreve seu texto no idioma e submete a um sistema que retorna um feedback em segundos do que pode ser melhorado em termos de gramática e vocabulário, o que inclui dicas sobre pronomes faltantes, palavras pouco usadas ou grafias e construções incorretas, por exemplo.

A partir disso, o usuário pode refazer sua redação e submeter à correção novamente. O progresso é acompanhado em um gráfico que contabiliza a quantidade de vezes que o conteúdo foi reescrito e sua evolução em termos de nível, que segue os parâmetros internacionais do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR), que categoriza o domínio em níveis que vão do A1, considerado básico, até o C2, correspondente à proficiência plena.

É possível escolher entre os níveis iniciante (que conta com temas como e-mail de apresentação e descrição da vida cotidiana); intermediário (com temáticas mais aprofundadas como reportar um problema de extravio de mala para a companhia aérea ou discorrer sobre o que acontece quando não há uma boa conexão com a internet); ou ainda avançado (em que são exigidas construções mais complexas como uma carta de candidatura ou uma análise sobre um serviço).

Construído com princípios de gamificação, ao evoluir na escrita, a pessoa recebe selos comemorativos que podem ser compartilhados com outros usuários dentro da plataforma. Para quem deseja ir além, é possível criar um login e senha e convidar outras pessoas para acompanhar o progresso do aprendizado.

Leia mais: 5 problemas de estudantes que aplicativos ajudam a resolver

Quiz Your English

Para quem quer aprender, melhorar e testar o idioma enquanto se diverte ao competir com amigos e outros praticantes em todo o mundo, em jogos rápidos de cinco perguntas cada, o Quiz Your English é ideal.

O aplicativo contempla uma grande variedade de níveis e temas, como estudos, viagens, estilos de vida, uso no trabalho ou em casa, por exemplo. A partir dessa primeira escolha os jogadores podem desafiar seus amigos em tempo real onde quer que eles estejam, ou entrar batalhas com gamers em diferentes países. Ao todo são cinco séries que incluem perguntas relacionadas com a gramática e o vocabulário voltados para atividades do dia a dia.

À medida que a pessoa avança de nível, ela ganha pontos para subir no ranking e moedas virtuais que podem ser trocadas por power-ups (poderes/vantagens) no jogo. É possível também analisar as perguntas e respostas de rodadas anteriores ​para verificar quais foram os erros e acertos, e solicitar revanches.

Cambridge English FC

Ainda para quem prefere aprender com games, o Cambridge English FC é ambientado no campo de futebol, mas exige mais do que a habilidade com os pés para vencer. A proposta é trazer o idioma para mais próximo de atividades costumeiras e fontes de prazer, como a prática de esportes.

No jogo, os participantes são os capitães do time e, para vencer o campeonato e levar para casa a taça do vencedor, é preciso passar pelas fases do torneio. Ao ajudar a sua equipe a responder perguntas de gramática, vocabulário e pronúncia, o jogador avança as posições até marcar o gol, eleva a sua pontuação no jogo e chega mais perto da final. Mas, se ele errar, pode ser enviado para o banco de reservas.

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d