Um projeto: Fundação Estudar

Pós Graduação

O que você precisa saber para cursar uma pós-graduação fora do Brasil

23.05.16

Dois em um: conheça os mestrados interdisciplinares

mestrados interdisciplinares

Unir mais de um campo na pós-graduação pode ser a saída para quem deseja uma formação mais complexa. Veja instituições de prestígio que aderiram a este modelo.

Por Priscila Bellini

Apontar uma só área em que se queira trabalhar para o resto da vida é um desafio para muita gente – cada vez mais, há quem não se contente com uma vocação e queira experimentar, agregando outras experiências à sua formação.

Pensando justamente em se adaptar a esta mentalidade, várias universidades ao redor do mundo têm se voltado para currículos interdisciplinares em pós-graduações. Com esta nova abordagem ao ensino e pesquisa, reunir matérias da sociologia a estudos sobre tecnologia, por exemplo, não parece tão impossível. É este seu caso? Abaixo, você confere opções de cursos que seguem essa linha.

Programa de MBA 1+1, na Universidade de Oxford

A mais antiga universidade de língua inglesa tem se esforçado para tornar mais modernos os cursos oferecidos. Nesta onda, iniciativas como o Oxford 1+1 MBA têm ganhado força, juntamente com a ideia de que alunos precisam contar com competências mais variadas do que apenas conhecimentos técnicos de mercado. Isso fica evidente na área de negócios e administração, como na Saïd Business School, que encabeça o programa. “O sucesso nos negócios tem muito a ver com a sua capacidade de interagir com as pessoas, em todo tipo de situação. Uma educação interdisciplinar capacita os alunos a fazer isso muito melhor”, opina o professor Pegram Harrison, que ensina empreendedorismo na Saïd Business School, em entrevista ao Estudar Fora.

O princípio é simples: escolha o MBA e passe um ano dedicado a ele, para depois escolher o programa de mestrado que seja de seu interesse por mais um ano. “São opções bastante amplas. Uma pessoa que curse o MBA, por exemplo, e queira usar as suas habilidades em organização para trabalhar em uma igreja ou sinagoga, pode combinar a formação original à teologia”, exemplifica Harrison, que pesquisa as conexões entre o empreendedorismo e questões sociais.

Por enquanto, os alunos contam com 11 departamentos da instituição para moldar sua formação — e o número tende a aumentar. Para se inscrever, é necessário optar por mestrado e MBA de uma vez, e responder às perguntas “como você pretende mudar o mundo?” e “o que isso diz sobre você enquanto pessoa?”.

 

Sustentabilidade econômica, social e ambiental, na Universidade Autònoma de Barcelona

O mestrado propõe integrar os vários aspectos da sustentabilidade – que vão desde discussões técnicas sobre desperdício de água em um sistema, até aspectos sociais como a educação ambiental. O programa é oferecido desde 1997 pela UAB, segunda melhor universidade da Espanha de acordo com o World University Rankings 2014/15. Graças ao currículo flexível, só metade dos créditos segue um tronco comum, e as outras matérias, optativas, provêm de quatro grandes áreas: Mudança Global, Economia Ecológica, Ecologia Urbana e Industrial e Tecnologia Ambiental. Na grade dos alunos, as aulas (ministradas em inglês) recorrem a temas como “cidades sustentáveis”, que integram os aspectos dos mais diversos, da engenharia à ecologia política.

As inscrições para o processo seletivo começam em janeiro. Para os estudantes que têm passaporte espanhol, uma das opções de bolsa para viabilizar o mestrado é da La Pedrera Foundation.

 

Ciências da Computação e Negócios em uma só formação, na Universidade Stanford

É mais um programa que permite mesclar o MBA com o mestrado, desta vez na área de computação. A universidade reconhece as vantagens de combinar áreas de formação e traz esse recurso também para cursos como Direito, Bioengenharia e Educação. Para aderir a essas combinações, é preciso fazer a candidatura para o MBA e mestrado de uma vez, já sinalizando para a instituição que você deseja cursar as aulas de dois departamentos.

Inicialmente, os alunos completam um currículo básico, que inclui análise de algoritmos e probabilidade. E, depois disso, começa a mesclar matérias em negócios – por exemplo, Alinhamento de Start-ups com o Mercado e Análise Microeconômica, e se aprofunda nas ciências da computação, em áreas como Computação Gráfica Interativa e Princípios de Inteligência Artificial.

 

Leia também:
8 mestrados de graça (ou quase) no exterior na área de humanas
Entenda o que são e como funcionam os Liberal Arts Colleges dos EUA
Um curso, duas universidades: saiba como funciona o duplo diploma

Conecte-se ao Estudar Fora

Leia Mais

impacto social
estudar na Asia
tudo sobre o GMAT
estudar idiomas