Um Projeto: Fundação Estudar
Porto, em Portugal

8 razões para estudar em Portugal

Por Lecticia Maggi

Nosso parente europeu mais próximo oferece várias vantagens para estudantes brasileiros: é tão ensolarado quanto a Espanha, tem a comida saborosa como a Itália e o custo de vida é quase tão barato quanto a Grécia. Além disso, possui diversos cursos de excelência… oferecidos em português! Se estas razões já não forem suficientes, confira outros 10 motivos para fazer as malas e ir estudar em Portugal:

#1 Universidades de Tradição e Qualidade
O país é menor do que o estado de Santa Catarina, mas reúne em seu território 5 universidades que estão entre as 500 melhores do mundo. Para contar apenas algumas, a Universidade Nova de Lisboa é uma das 50 melhores universidades com menos de 50 anos; a Universidade Católica Portuguesa tem um dos melhores mestrados em Administração do mundo e a Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto é líder europeia há décadas na área. Além destas, as Universidades de Coimbra e do Porto estão entre as mais antigas e tradicionais do mundo e por lá passaram mais de 5 mil brasileiros nos tempos do Brasil colônia.

#2 Entrada via Enem
O processo de admissão para brasileiros em universidades portuguesas é mais simples do que para outros países do mundo – e não apenas porque não é preciso realizar testes de proficiência.

Desde 2014, brasileiros podem ingressar em instituições de ensino portuguesas com suas notas do ENEM- só em Coimbra, há mais de 300 brasileiros cursando graduação. Além dela, também aceitam o ENEM a Universidade de Algarve, Universidade da Beira Interior, Universidade de Aveiro, Universidade de Lisboa e os Institutos Politécnicos de Leiria, Beja, Barcelos, Coimbra, Guarda e Porto. Cada uma segue um procedimento diferente para admissão – especificando notas mínimas, pesos e números de vagas disponíveis. Para ingressar na Universidade de Algarve, por exemplo, é preciso ter o mínimo de 500 pontos na redação e pelo menos 475 em cada uma das provas.

#3 É um país pequeno – com muito orgulho
O fato de possuir apenas 92 mil quilômetros quadrados tem suas vantagens: Saindo de Porto e Lisboa, é possível pegar praia em 20 ou 30 minutos, no máximo. Além disso, em dias livres, é possível visitar qualquer cidade no país em um bate-e-volta de trem ou de carro.

#4 Aulas em português… ou não
Mesmo que para estudar e viver em Portugal não seja necessário aprender uma nova língua – apenas acostumar-se ao sotaque lusitano – isso não quer dizer que no país não exista esta possibilidade. A Universidade do Porto oferece 33 programas de mestrado em inglês, a Universidade de Lisboa, 4 – sendo dois de mestrado e dois de graduação. Além disso, a proximidade com a Espanha possibilita incursões pelo espanhol e pelo castelhano.

#5 O Sol
Para brasileiros, pode ser chocante ir para um país como a Dinamarca ou Inglaterra, que têm cerca de 120 dias de Sol no ano todo. Em Portugal, é o dobro: em regiões mais ao Sul, como o Alentejo e Algarve, são cerca de 300 dias de Sol por ano. Em todo o país, a média é de apenas 90 dias de chuva. Além disso, os invernos são bem mais amenos que os do norte da Europa:  as temperaturas médias atingem os 10ºC no Porto e os 12ºC em Lisboa, raramente descendo a valores negativos nas zonas costeiras. A neve é esparsa, com exceção das zonas montanhosas do Nordeste e da Serra da Estrela, a mais elevada do país, onde está localizada a única estância de esqui.

#6 O Vinho
Portugal é um dos mais antigos exportadores de vinho do mundo – sua produção teve início durante o Império Romano, quando o famoso vinho do Porto era enviado a Roma. A região do Douro, de onde vem o vinho do Porto, é protegido pela UNESCO como patrimônio mundial, bem como a Ilha do Pico – e juntas elas produzem alguns dos vinhos mais requintados, exclusivos e valorizados do mundo.

Toda esta fartura se reflete também na qualidade e no preço encontrados nos supermercados: é possível comprar boas garrafas a partir de 4 euros. Uma excelente oportunidade para se tornar conhecedor!

#6 A comida
A gastronomia portuguesa é maravilhosa e as opções inúmeras – exceto para veganos. A maior parte dos pratos contém carne, peixe ou ovos. Os pratos geralmente são quentes e pesados, mas é comum que, em restaurantes, se compartilhe o pedido entre duas ou mais pessoas – assim, todos comem bem e ninguém come demais. É impossível não se apaixonar pelo maravilhoso pastel de Belém – que, ao contrário do que se possa pensar, é uma sobremesa.

#8 Tradições

“Todos nós herdamos no sangue lusitano uma boa dosagem de lirismo…” (Ruy Guerra)
Como colônia, herdamos muito da história e da cultura portuguesa – e eles, da mesma forma, foram e são afetados pela nossa. É possível reconhecer nos nomes das ruas personalidades importantes para os dois países, bem como reviver, visitando castelos e ruínas, um pouco da vida da época do Império. E quando só a proximidade histórica não for suficiente para matar a saudade, não se preocupe: as novelas brasileiras fazem o maior sucesso por lá!

 

* Foto: Casas antigas no Porto

 

Leia também:
Tudo o que você precisa saber para estudar na França
Brasileira revela os pontos positivos e negativos de fazer pós em Portugal
Universidade de Portugal abre 300 vagas para quem fez Enem

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo