Um Projeto: Fundação Estudar
Fones de ouvido e um macbook

Confira 4 dicas para desenvolver o listening em inglês

Por Colunista do Estudar Fora
19.03.2019

Por Alberto Costa, de Cambridge English


O inglês é atualmente uma das línguas mais utilizadas no mundo para a comunicação entre pessoas de diferentes nações. Para quem deseja estudar fora, pode até parecer clichê, mas ela é determinante para uma série de situações: desde a admissão na universidade desejada até mesmo a ambientação com a nova cultura.

São quatro as habilidades que precisam ser desenvolvidas para a aquisição completa do idioma: o speaking (produção oral), o reading (leitura), o writing (escrita) e o listening (compreensão auditiva). E desenvolver o listening pode ser um desafio para grande parte dos estudantes já que, na prática, o “inglês falado” pode ser um pouco diferente do “inglês escrito” em função da velocidade, de abreviações, das gírias e mesmo da flexibilização das regras gramaticais.

Leia mais: Vai estudar inglês sozinho? Confira recursos que podem ajudar a desenvolver o idioma

Mas isso não precisa ser motivo de desespero! Tarefas simples no dia a dia e na rotina de estudos podem contribuir para melhorar esse entendimento, seja na linguagem formal ou não. Confira abaixo:

1 – Pare de tentar interpretar tudo o que você ouve

Quando começamos a aprender inglês, seja em um centro de idiomas ou mesmo sozinho, um grande foco das aulas são as regras gramaticais, o que faz total sentido para o entendimento da escrita, por exemplo.

Entretanto, quando tratamos de habilidades relacionadas ao universo oral é preciso flexibilizar um pouco essa relação. Nossos ouvidos estão habituados a prestar atenção na gramática correta. Ou seja, quando ouvimos algo que foge desse padrão (por exemplo, uma linguagem mais coloquial) desviamos a atenção para tentar compreender por que aquela palavra foi usada daquela forma e fugimos do objetivo inicial, que era apenas entender o que estava sendo dito.

O segredo então é focar inicialmente no conjunto de elementos usados para a compreensão do contexto global da conversa. E, a partir daí, passar a captar os
detalhes necessários para o entendimento completo do conteúdo. Para começar, filmes e músicas são boas opções para desenvolver o listening: na primeira exibição se atente mais ao plano geral do enredo. Na segunda, se atenha aos elementos principais. E posteriormente faça pausas em itens realmente particulares da história. Ao exercitar continuamente, todos esses pontos irão se fundir e logo uma nova palavra ou construção já não mais farão com que você pare e bloqueie o restante do que está sendo dito.

2 – Aproveite os momentos de lazer

Em paralelo, outro exercício bastante aplicado em salas de aula para desenvolver o listening, e que podem também ser utilizados em momentos de descanso ou como hobby, é selecionar suas músicas internacionais favoritas para cantar acompanhado da letra. Isso não apenas contribui para a ampliação do vocabulário como também ajuda para que o ouvido se acostume com o ritmo de fala de diferentes pessoas, nesse caso desempenhado pelos cantores ou bandas. É nesse tipo de contato com o inglês que entendemos, por exemplo, que “I am” ou “I´m” querem dizer a mesma coisa, mas ditas de uma maneira pouco diferente. É só uma questão de tempo para seu cérebro se acostumar de forma natural com o idioma.

Leia mais: Como ter fluência em inglês estudando (só) pela internet

3 – Não fuja dos nativos

A ideia do listening é justamente entender o que outras pessoas, incluindo os nativos, estão falando. Então, nada melhor que conversar diretamente com eles! Indiretamente, a conversação também está sendo desenvolvida, mas a audição passa a acostumar com diferentes sotaques, por exemplo. Hoje em dia é possível encontrar na internet aplicativos, redes sociais e até blogs onde pessoas dispostas a te ajudar nessa missão estão disponíveis, o que é ótimo por entenderem que se trata de um processo de aprendizado e pelas dicas valiosas que podem compartilhar.

4 – Cuide da ansiedade

Aprender inglês, assim como qualquer outro idioma, requer muita calma e dedicação. Ir com muita sede ao pote achando que vai aprender tudo em um mês pode ser um erro. Afinal de contas, cada um tem seu ritmo e não existe um prazo certo para se aprender um idioma.

Leia mais: 4 dicas da neurociência para aprender uma língua mais rápido

Dê tempo a si mesmo e respeite suas dificuldades. Não fique ansioso pensando apenas no futuro e esquecendo-se do agora. Isso pode fazer com que você se frustre em relação ao idioma. Trabalhe para que suas dúvidas e dificuldades imediatas sejam sanadas e com o passar do tempo o inglês vai se tornar parte da rotina e algo mais natural.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d