Bolsas integrais para MBA na Alemanha, do DAAD

MBA na Alemanha, na Universidade de Leipzig

Estão abertas até 1 de outubro as bolsas de estudo para MBA na Alemanha, como parte do programa EPOS, criado pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD, na sigla em alemão). O EPOS foca cursos de pós-graduação no país que se relacionem ao desenvolvimento sustentável e, nesse caso, a formação oferecida pela Universidade de Leipzig dedica-se às pequenas e médias empresas.

A formação recebe o nome de SEPT, sigla que significa “Small Enterprise Promotion and Training” (ou, em tradução livre, “promoção e treinamento para pequenas empresas”). O programa foca em pequenas empresas, analisando casos de sucesso na Alemanha e as medidas que lhes renderam esse sucesso.

Como requisito estabelecido pelo órgão alemão, estão a necessidade de experiência profissional na área (por um período mínimo de dois anos, após a graduação) e de excelente desempenho acadêmico. Todos os anos, são chamados 25 candidatos para o programa de MBA na Alemanha.

Como funciona o programa 

Em vez de se debruçar sobre os desafios enfrentados por grandes corporações, o programa batizado de SEPT (Small Enterprise Promotion and Training) segue o caminho oposto. Ao longo de dois anos, os alunos aprendem sobre empreendedorismo, economia e estratégias de desenvolvimento para pequenas e médias empresas.

No primeiro semestre, há três módulos obrigatórios, que servem de base para o restante da formação. Entre as disciplinas oferecidas, estão Economia Internacional, elaboração de plano de negócios e inovação e tecnologia. Também estão inclusas atividades além da sala de aula, como visitas a instituições alemãs para promoção de novos negócios.

Leia também: Estudante brasileira conta como é viver e estudar na Alemanha

Já o segundo semestre do MBA na Alemanha é dedicado às eletivas, que são focadas em áreas de interesse do candidato – como marketing e finanças. Além disso, sob aprovação da Universidade de Leipzig, os estudantes podem se dedicar a estágios supervisionados.

No terceiro período, os participantes devem retornar a seus países de origem para desenvolver projetos para, no quarto e último semestre, elaborar uma tese na universidade.

Como se candidatar ao MBA na Alemanha

A candidatura exige uma lista de documentos que vai desde o diploma da graduação até o teste de proficiência em inglês, idioma em que é ministrado o curso. É necessário ter um mínimo de dois anos de experiência profissional, conhecimentos em economia e boa capacidade analítica. Para se inscrever no MBA na Alemanha, é possível preencher um formulário padrão ou enviar os materiais exigidos diretamente à Universidade de Leipzig – sempre respeitando a data limite de 1 de outubro.

Os materiais pedidos pelo programa incluem carta de motivação, currículo em inglês, comprovação de experiência profissional, duas cartas de recomendação e o formulário de application do DAAD. Os detalhes sobre documentos a serem enviados podem ser conferidos diretamente no site do SEPT.

Como benefício, as bolsas do DAAD oferecem apoio financeiro generoso: auxílio mensal para manutenção no país (no valor de 850 euros), passagens aéreas de ida e volta e cobertura da anuidade da instituição de ensino.

Leia também: Tudo que você precisa saber para fazer MBA no exterior

O que você achou desse post? Deixe um comentário ou marque seu amigo: