Um Projeto: Fundação Estudar
Checklist

Checklist: 8 coisas que você precisa fazer antes de estudar fora

Por Gustavo Sumares
23.01.2019

Se você pretende estudar fora em breve, confira se já realizou (ou pelo menos deu início) a estes oito processos.


Para estudar fora, você precisa tomar uma série de providências, desde a escolha da faculdade até a application. E com tantas etapas necessárias, o processo pode se tornar bem complicado. Afinal, é preciso ter em mão muitos documentos, e muitas vezes é necessário realizar também algumas provas.

Para ajudar a simplificar esse processo, criamos a seguir um checklist com 8 coisas que você precisa fazer antes de estudar fora. Se você está se organizando para realizar sua application neste ano, vale a pena dar uma olhada para ver se você não está esquecendo nada. E se estiver se preparando para partir, também é importante verificar se não está deixando nada passar. Confira.

1. Tirar passaporte

Não custa lembrar: se você pretende estudar fora, vai precisar de um passaporte! Embora isso seja um pouco óbvio, é importante lembrar, pois o procedimento para obter um passaporte pode levar algum tempo. E é bom começar o processo com o máximo de antecedência possível, para que eventuais atrasos nele não acabem prejudicando seus planos. Se você já tem um passaporte, também é importante verificar se ele está em dia. Alguns programas de bolsa ou intercâmbio exigem que o passaporte esteja ainda a certo tempo de vencer, então é importante conferir se o seu documento se adequa a essas exigências.

2. Fazer a prova (GRE ou GMAT)

Se você for fazer uma graduação ou pós-graduação fora do país, possivelmente precisará realizar as provas GRE ou GMAT. O GRE (ou Graduate Record Examination) é um teste padronizado que mede o nível do candidato em habilidades analíticas, compreensão de inglês e matemática. Ele costuma ser exigido para mestrado nos EUA e Canadá. O GMAT (ou Graduate Management Admission Test), por sua vez, é mais solicitado no caso de programas de negócios, como MBAs, então pode contar questões mais específicas. De qualquer maneira, você pode conferir algumas dicas para se preparar para essas provas aqui (para o GRE) e aqui (para o GMAT).

3. Verificar os documentos exigidos

Diploma, histórico da graduação e comprovantes de renda (no caso de bolsas) são alguns dos documentos que podem ser solicitados na sua candidatura para estudar fora. Por isso, é importante verificar o quanto antes quais deles você tem, quais consegue obter rapidamente e quais vai precisar solicitar junto à sua escola ou universidade. Em geral, esses documentos são simples de se obter. Mas como as exigências variam de acordo com o processo de cada universidade, é bom ficar de olho.

4. Conseguir o visto

Em alguns países (como os Estados Unidos), é necessário ter um visto para poder entrar e permanecer no país durante todo o período de estudo. Trata-se de um procedimento que pode levar bastante tempo, então é essencial que você dê início a ele o quanto antes. Informe-se sobre a necessidade de visto para o lugar aonde você quer ir e sobre como fazer para obter o documento. Em geral, esse tipo de informação pode ser obtido no site das embaixadas ou consulados do país de destino no Brasil. Você também pode conferir o nosso guia de como tirar visto de estudante para os Estados Unidos.

5. Obter o certificado de inglês

Ter um certificado como o TOEFL, ou IELTS ou o CPE é essencial para poder estudar fora. Algumas universidades de alguns países podem exigir certificados de línguas locais (como espanhol, francês ou alemão). Mas via de regra, as provas de inglês são as que conseguem abrir mais portas para quem quer fazer cursos em outro país. Verifique onde e quando você pode fazer as provas referentes a esses certificados e programe-se para tê-lo em mãos no momento adequado. Confira aqui um guia de como se inscrever para o TOEFL, o IELTS e o CPE.

6. Solicitar cartas de recomendação

Alguns cursos e universidades pedem que o aluno envie, junto com os demais documentos da sua application, cartas de recomendação. Essas cartas, escritas por professores ou pessoas com quem o candidato já trabalhou, têm o objetivo de atestar a capacidade e competência dele. E como elas precisam ser solicitadas a essas pessoas, o melhor é fazer isso com tempo de sobra. Afinal, não pega bem pedir uma carta de recomendação “com urgência”. Se você precisar de algumas dicas sobre cartas de recomendação, confira aqui.

7. Escrever essays, personal statements e/ou cartas de motivação

Esses documentos são solicitados em praticamente todos os processos de seleção para estudar fora. Você provavelmente terá que produzir, pelo menos, um texto contando quem você é e por que deseja fazer aquele curso. E pode ser necessário escrever também um ou mais essays sobre outros temas. Essas redações têm um peso significativo no processo seletivo, e por isso é importante que você as escreva com calma. E se precisar de dicas para escrever seu essay, personal statement ou carta de motivação, confira os links.

8. Avaliar um seguro saúde

Muitos países, especialmente no bloco europeu, exigem seguro saúde dos alunos que vão estudar lá. E muitas bolsas cobrem os gastos com esse seguro. Trata-se, basicamente, de um valor a ser pago para que o estudante possa usufruir da infraestrutura de saúde daquele país. Como a viagem pode durar bastante tempo, e como as mudanças de local e hábitos alimentares podem aumentar o risco de que a pessoa adoeça, é importante prestar atenção a esse ponto. Nos EUA, o seguro saúde não é exigido, mas pode ser interessante avaliar planos de saúde para a sua estadia por lá. Saiba mais sobre seguro saúde, seguro viagem internacional e planos de saúde neste link.

Se você ainda estiver na dúvida e quiser garantir que se preparou tanto quanto possível, confira também esse guia completo de preparação para quem quer estudar fora!

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d