Um Projeto: Fundação Estudar
The MBA Tour

Autoconhecimento: por que é tão importante demonstrá-lo no seu application de MBA?

Por Colunista do Estudar Fora
14.03.2019

Por Daiana Stolf


O processo de aplicação de MBA no exterior deve ser visto como um quebra-cabeça, e cada pecinha é uma oportunidade para fornecer informações novas e complementares. Não subestime nenhum dos itens! Além dos testes obrigatórios, cartas de recomendação e CV, é necessário responder a perguntas específicas nas redações, ou essays. Elas variam de acordo com a escola, e podem ter natureza abrangente e filosófica ou serem bastante objetivas. De qualquer maneira, esse é um ponto extremamente importante e a oportunidade perfeita para você se destacar.

Imagine que inúmeros candidatos com perfil parecido ao seu aplicam todos os anos para as escolas top dos EUA, Europa, Canadá. Como se sobressair nesse mar de gente semelhante? A resposta pode estar justamente nos essays. Por isso, é fundamental que você reserve um bom tempo de reflexão: histórias passadas darão cor aos textos de cunho pessoal, e são uma amostra de potencial futuro.

Leia mais: O passo a passo do application para o MBA no exterior

Já seus planos de curto e longo prazo demonstram que você sabe o que quer e que suas escolhas estão alinhadas com seus valores, que por sua vez têm fit com os valores da escola. Parece fácil, não? Na verdade, é um processo demorado que demanda concentração e dedicação.

Por onde começar?

1. Olhe para trás

Faça um mapa da sua vida. Desde a infância até o momento atual, quais os fatores, pessoas, ambientes, escolhas que lhe influenciaram? Você consegue selecionar os mais importantes? Separe a sua vida em “caixas” de acordo com o período (ex: infância, adolescência, faculdade, primeiro emprego, etc.) e
escreva dentro de cada uma delas as histórias que mais lhe marcaram (tanto do lado pessoal como profissional).

2. Olhe para dentro

  1. Defina seus valores: O que norteia suas escolhas? O que mais importa para você? Que tipo de ambiente lhe favorece naturalmente, e que tipo de situação lhe tira da zona de conforto?
  2. Personalidade: Quais são os líderes que você admira? Que qualidades dessas pessoas você já demonstra, e que outras você gostaria de desenvolver? O teste MBTI pode lhe auxiliar no entendimento das suas características únicas. A partir daí, vale refletir e buscar ferramentas para potencializá-las. No contexto profissional, o teste Career Leader também pode ser útil (mais informações sobre os testes abaixo).
  3. Defina sucesso: O que é sucesso para você? Onde você se encontra nessa busca?

3. Olhe para frente

Onde você almeja chegar? “Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”, já dizia Lewis Caroll. Certamente, o MBA pode ser uma oportunidade valiosa para descobrir a melhor direção para seguir no futuro. Entretanto, é de suma importância que você pare e pense sobre ambições, realizações, onde se imagina em 5, 10, 20 anos e quais os caminhos possíveis para se chegar lá! A experiência do MBA é intensa, recheada de compromissos sociais, acadêmicos e oportunidades de envolvimento em diversas frentes. Ter ao menos uma ideia do quê você procura pode facilitar sua vida tanto durante o programa como depois, no momento de se recolocar no mercado de trabalho.

Leia mais: Pós-graduação no exterior: MBA é o curso certo para você?

Além de histórias que ilustram seus essays, é fundamental ter um bom conhecimento da escola para a qual você está aplicando. Estude a fundo cada uma delas, certificando-se que a metodologia e o ambiente conversam com a sua melhor forma de aprender. Será que você se daria bem num programa cujo dia-a-dia se resume a ler e discutir cases em sala de aula, onde o professor é um mero facilitador, ou você prefere uma mistura de atividades em grupo, discussões e aulas expositivas?

Ainda, selecione atividades – tanto curriculares quanto extracurriculares – que conversem com suas ambições e com os pontos que você deseja aprimorar durante o curso: esse tipo de informação, que deve ser relatada nos essays quando pertinente, demonstra ao comitê de admissões que você fez seu dever de casa e entende como e o que a escola tem para oferecer.

Abaixo, veja quatro dicas para você se aprofundar na jornada em busca do autoconhecimento.

– Livro: Discover your True North (em inglês); de Bill George. Exercício gratuito (clique em
“Take the self-assessment”) em: http://discoveryourtruenorth.org/

– Exercício: Festa de 80 anos (atribuído a Peter Drucker; Trecho do livro Coaching Prático, de
A. Scotton, C. Salício e F. Gonzalez; páginas 125-126):

“Imagine que hoje é sua festa de 80 anos! Vários preparativos, pessoas queridas e significativas da sua vida, seus filhos, familiares, amigos, todos vieram prestigiá-lo. No momento mais importante da festa (antes de cortar o bolo) alguém propõe que subam num pequeno tablado algumas pessoas importantes da sua história e falem sobre você. […] O que você gostaria que eles dissessem?”

Teste MBTI

Teste Career Leader

Sobre a autora

Daiana Stolf é cientista por formação e escritora e coach por paixão. De mestre pela Universidade de Toronto (Canadá) a aluna de Gestão Estratégica na Universidade de Harvard (EUA), passando por cientista-doutoranda da EPFL (Suíça), em 2011 descobriu o prazer de guiar brasileiros curiosos e determinados a expandir seus horizontes através de cursos de pós-graduação nas melhores universidades do mundo. Ela é co-fundadora da TopMBA Coaching.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d